Festival ÓPERA NA TELA exibe óperas inéditas ao ar livre no Rio e em cinemas de todo Bras

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 28 outubro, 2015 15:38

O Rio de Janeiro será palco de mais um evento inédito em novembro: o festival ÓPERA NA TELA. De 20 a 29 de novembro, o público carioca vai poder assistir a 13 óperas das temporadas europeias recentes e inéditas no Brasil em uma tenda cristal montada no Parque Lage. Com patrocínio da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, da Secretaria Municipal de Cultura, e do Sofitel, por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura – ISS, o espaço contará com mobiliário de cadeiras confortáveis para receber um público de 400 pessoas, tela gigante e alta qualidade de som e imagem para proporcionar uma experiência inesquecível de assistir a montagens grandiosas e viver a emoção da ópera.

Festival ÓPERA NA TELA-28Outubro2015

Na programação, obras apresentadas em verdadeiros templos operísticos do mundo, como a Ópera de Paris, Teatro Alla Scala de Milão, Teatro Real do Liceu de Madri, Teatro La Fenice de Veneza, Ópera Estatal de Berlim, Grande Teatro do Liceu de Barcelona e Ópera de Lyon, e festivais líricos como de Salzburg, Aix en Provence e Baden-Baden. Entre os títulos, grandes clássicos populares como “Carmen”, “Tosca”, “Don Giovanni”, “O barbeiro de Sevilha”, “Aida”, “Norma”, “A flauta mágica” e “Rigoletto”, entre outros. O evento também contará com uma produção brasileira recente, “Os pescadores de pérolas”, de Bizet, dirigida pelo cineasta Fernando Meirelles no Theatro da Paz de Belém.

Entre os protagonistas dessas produções luxuosas estão os maiores cantores de ópera da atualidade e os mais renomados maestros e orquestras do mundo, como Daniel Barenboim, Simon Rattle, Zubin Mehta ou Philippe Jordan. Algumas montagens seguem um ritmo mais clássico, já outras fazem releituras contemporâneas, o que garante diversidade à seleção dos títulos.

Após a exibição no Parque Lage, o festival continua com sessões nos cinemas cariocas e amplia sua abrangência ao itinerar e levar para cerca de 20 capitais brasileiras as 13 obras em destaque. Produções recentes, todas foram filmadas entre 2013 e 2015, serão apresentadas digitalizadas com legendas em português.

Reforçando seu pilar de arte e cultura, Sofitel, rede de hotéis de luxo da AccorHotels, é a patrocinadora master do festival. “A paixão pela arte é parte do DNA da marca Sofitel, que apoiando um projeto grandioso como o Ópera na Tela, promove um intercâmbio cultural e de conhecimento”, comenta Patrick Mendes, CEO da AccorHotels América do Sul.

A programação nas salas se estenderá até junho de 2016 para permitir que mais pessoas tenham acesso ao festival. Além disso, os ingressos no Parque Lage, no Rio, terão valores acessíveis (R$ 20 inteira) e os cinemas aplicarão tarifas próximas a de um filme comum.

Além da programação a céu aberto e nos cinemas, o festival promove ainda atividades paralelas como uma masterclass com Raphaël Sikorski, renomado técnico vocal responsável pelo treinamento de grandes nomes da ópera, como Natalie Dessay ou Rolando Villazon. O festival terá também encontros culturais e ação educativa, com material didático especialmente desenvolvido, no Rio e em 130 unidades da Rede Sesc Nacional, parceiro de democratização do projeto.

A produção é da Bonfilm, responsável pelo Festival Varilux de Cinema Francês, que, em 2015, chegou a 50 cidades e levou 110 mil pessoas aos cinemas.“A exemplo do que foi lançado recentemente nos cinemas da França, com a programação ‘Viva l’opéra’, a intenção é oferecer um conteúdo alternativo original para os cinemas com um preço acessível. Outro ponto forte é o primor da seleção de títulos com filmagens impecáveis, realizadas por cineastas, com recursos de captação de imagem e finalização e som espetacular. Queremos demonstrar que todos podem se emocionar com a ópera e que a música pode transformar a vida das pessoas”, afirma o diretor e curador do evento, Christian Boudier.

Sobre o Sofitel

Sofitel é a única marca francesa de hotéis de luxo com presença nos cinco continentes, com 120 endereços em quase 40 países (mais de 30 mil quartos). A Sofitel oferece hotéis e resorts contemporâneos, adaptados aos consumidores mais exigentes e mais versáteis dos dias atuais, que esperam por e apreciam beleza, qualidade e excelência. Quer situado no coração de uma grande cidade como Paris, Londres, Nova York, Xangai ou Pequim, ou aninhado em uma paisagem do Marrocos, Egito, Polinésia Francesa ou Tailândia, cada Sofitel oferece uma experiência genuína da “art de vivre” francesa. Em 2014, a Sofitel comemora 50 anos de compartilhamento da elegância francesa ao redor do mundo.

LISTA DAS ÓPERAS

AIDA, de Verdi – Teatro Alla Scala de Milano
Diretor musical: Zubin Mehta
Direção: Peter Stein
Produção: Servus TV, UNITEL, Teatro Alla Scala
Orquestra e coro do Teatro Alla Scala de Milano
Duração: 2h31m
Elenco: Carlo Colombara, Anita Rachvelishvili, Kristin Lewis, Fabio Sartori, Matti Salminen, George Gagnidze, Azer Rza-Zada e Chiara Isotton

ALCESTE, de Gluck – Teatro Real de Madrid
Direção musical: Ivor Bolton
Direção: Krzysztof Warlikowski
Filmado por: Denis Guéguin
Produção: Teatro Real de Madrid
Orquestra e coro do Teatro Real de Madrid
Duração: 2h30m
Elenco: Paul Groves, Angela Denoke, Willard White, Magnus Staveland, Thomas Oliemans e Isaac Galán

O BARBEIRO DE SEVILHA, de Rossini – Ópera de Paris
Direção musical: Carlos Montanaro
Direção: Damiano Michieletto
Filmado por: François Goetghebeur
Produção: François Roussilon & Associés
Orquestra e coro da Ópera de Paris
Duração: 2h35m
Elenco: René Barbera, Carlo Lepore, Karine Deshayes, Dalibor Jenis, Orlin Anastassov, Tiago Matos e Cornelia Oncioiu

OS CAPULETO E OS MONTÉQUIO, de Bellini –  Teatro La Fenice de Veneza
Direção musical: Omer Meir Wellber
Direção: Arnaud Bernard
Produção: Teatro La Fenice de Veneza
Orquestra e coro da La Fenice de Veneza
Duração: 2h35m
Elenco: Rubén Amoretti, Jessica Pratt, Sonia Ganassi, Shalva Mukeria e Luca Dall’Amico.

CARMEN, de Bizet – Ópera de Lyon
Direção musical: Stefano Montanari
Direção: Olivier Py
Filmado por: Vincent Massip
Produção: Telmondis
Orquestra e coro infantil da Ópera de Lyon
Duração: 2h30m
Elenco: Josè Maria Lo Monaco, Yonghoon Lee, Giorgio Caoduro, Elena Galitskaya, Nathalie Manfrino e Angélique Noldus

DON GIOVANNI, de Mozart – Festival de Salzburg
Maestro: Christoph Eschenbach
Diretor : Sven-Eric Bechtolf
Produção: EuroArts
Orquestra Filarmônica de Viena
Duração: 3h03
Elenco: Ildebrando D’Arcangelo, Luca Pisaroni, Lenneke Ruiten, Anett Fritsch, Valentina Nafornita, Andrew Staples, Alessio Arduini, Tomasz Konieczny.

A FLAUTA MÁGICA, de Mozart – Festival de Baden Baden
Maestro: Sir Simon Rattle
Direção: Robert Carsen
Filmado por: Olivier Simonnet
Produção: Euro Arts Music
Orquestra Filarmônica de Berlim
Duração: 2h30m
Elenco: Ana Durlovski, Dimitry Ivaschenko, Pavol Breslik, Kater Royal, Michael Nagy e Regula Mühlemann.

A NOIVA DO CZAR, de Rimsky-Korsakov – Ópera Estatal de Berlim
Maestro: Daniel Barenboïm
Direção: Dmitri Tcherniakov
Filmado por: Andy Sommer
Produção: Bel Air Media
Orquestra e coro da Ópera Estatal de Berlim
Duração: 1h55m
Elenco: Anatoli Kotscherga, Olga Peretyatko, Anita Rachvelishvili, Johannes Martin, Tobias Schabel e Pavel Cernoch

NORMA, de Bellini – Gran Teatre del Liceu de Barcelona
Maestro: Renato Palumbo
Direção: Kevin Newbury
Produção: Gran Teatre del Liceu de Barcelona e Rising Alternative
Orquestra e coro do Gran Teatre del Liceu de Barcelona
Duração: 2h30m
Elenco: Gregory Kunde, Raymond Aceto, Sondra Radvanovsky, Ekaterina Gubanova, Anna Puche e Francisco Vas

OS PESCADORES DE PÉROLAS,
de Bizet – Theatro da Paz de Belém
Maestro: Miguel Campos Neto
Direção: Fernando Meirelles
Produção: O2 Play
Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz e coro lírico do Festival de Ópera do Theatro da Paz
Duração: 2h32m
Elenco: Camila Titinger, Fernando Portari, Leonardo Neiva e Andrey Mira

O RAPTO NO HARÉM, de Mozart – Ópera de Paris
Direção musical: Philippe Jordan
Direção: Zabou Breitman
Filmado por: François Goetghebeur
Produção: FraCinema, Rising Alternative e Ópera de Paris
Orquestra e coro da Ópera Nacional de Paris
Duração: 3h01m
Elenco: Jürgen Maurer, Erin Morley, Anna Prohaska, Bernard Richter, Paul Schwienester e Lars Woldt

RIGOLETTO, de Verdi – Festival de Aix en Provence
Direção musical: Gianandrea Noseda
Direção: Robert Carsen
Produção: Arte France, Festival d’Aix-em-Provence e FRA Productions
Orquestra Sinfônica de Londres
Duração: 2h08m
Elenco: George Gagnidze, Irina Lungu, Arturo Chacón-Cruz, Gábor Bretz, Josè Maria Lo Monaco, Michèle Lagrange, Arutjun Kotchinian, Julien Dran, Jean-Luc Ballestra, Maurizio Lo Piccolo, Valeria Tornatore e Paggui Rasmus Kulli

TOSCA,
de Puccini – Ópera de Paris
Direção musical: Daniel Oren
Direção: Pierre Audi
Filmado por: Denis Caiozzi
Produção: Ópera de Paris e Act4 Productions
Orquestra e coro da Ópera Nacional de Paris
Duração: 1h55m
Elenco: Martina Serafin, Marcelo Alvarez, Ludovic Tézier, Wojtek Smilek, Carlo Bosi e André Heyboer

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 28 outubro, 2015 15:38


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*