Pela primeira vez em São Paulo, Matheus Brant apresenta disco Assume que gosta

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 18 julho, 2016 17:10

Pela primeira vez em São Paulo, Matheus Brant apresenta disco Assume que gosta

Dia 23 de julho (sábado), a partir das 20h, Matheus Brant lança o álbum independente Assume que Gosta, na Casa do Mancha. É a primeira vez do mineiro (voz e baixo) na capital paulista.

Com o conterrâneo Lenis Rino (Fernanda Takai) na bateria, o sergipano Allen Alencar (Andreia Dias, Guizado) na guitarra, o cearense Dustan Gallas (Cidadão Instigado, Céu) nos sintetizadores e o backing vocal da cantora paulista Marina Pittier(Triii), Matheus injeta um instrumental poderoso (e psicodélico) em composições que homenageiam estilos e ritmos populares, como axé, lambada, pagode e arrocha.

Produzido em 2015 por Fábio Pinczowski e Mauro Motoki, dupla responsável por registros de Lucas Santtana e Siba, Assume que gosta flerta com a história de Matheus em grupos de samba de Belo Horizonte, como o Chapéu Pananá, e o bloco de rua “Me Beija que Eu Sou Pagodeiro”, um dos mais prestigiados do Carnaval da cidade.

Exceto por Allen, a turma que acompanha Matheus na salinha do Mancha é a mesma que gravou com o artista no estúdio 12 Dólares, no bairro do Bom Retiro, em 2015.

A ficha técnica do dançante e provocativo Assume que gosta reúne também o guitarrista de São Paulo João Erbetta (Clarice Falcão, Marcelo Jeneci) e participações especiais das cantoras e compositoras Luê, de Belém, e Juliana Perdigão (ex-Graveola), também da capital mineira. O americano Victor Rice (Curumin, Tulipa) assina a mixagem do CD e o punk analógico Arthur Joly (Elza Soares), outro representante paulistano, a masterização.

Além de onze canções originais, com letras que estendem a bandeira do prazer sem culpa, o álbum, que estreou em janeiro, conta com uma releitura para “Abandonado“, sucesso dos pagodeiros do Exaltasamba.

Longe dos palcos e trios elétricos, Matheus é advogado e escritor. Lançou o EP A música e o vazio no trabalho (Ed. Initia Via, 2014), complemento do livro homônimo em que faz reflexões jurídicas inspirado pela obra de Hannah Arendt. A primeira obra solo é de 2012, A semana (Independente), disco de treze faixas, com convidados como Curumin, José Luís Braga (Graveola), entre outros talentos da nova geração.

SERVIÇO
Matheus Brant (MG)
Lançamento de Assume que gosta
Participação especial — Luê (PA)
Data: Sábado, 23 de julho, a partir das 20h
Casa do Mancha
Endereço: Rua Felipe de Alcaçova, s/nº, Vila Madalena, São Paulo-SP
Entrada — R$ 20
Censura — 18 anos
Capacidade: 90 lugares
Tel: (11) 3796-7981

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.
Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 18 julho, 2016 17:10


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Era uma vez em Hollywood

Facebook

Socorro Virei uma Garota!