Cia de Dança Palácio das Artes celebra a Semana Mundial da Dança com apresentação do espetáculo PRIMEIRAPESSOALDOPLURAL

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 28 abril, 2016 15:08

Cia de Dança Palácio das Artes celebra a Semana Mundial da Dança com apresentação do espetáculo PRIMEIRAPESSOALDOPLURAL

Fruto de um processo coletivo e colaborativo de pesquisa entre os integrantes da Cia de Dança Palácio das Artes e os diretores Tuca Pinheiro e Jorge Garcia, PRIMEIRAPESSOADOPLURAL é uma das atrações do evento Mix Dança – Transcendente, iniciativa do Serviço Social do Comércio de Minas Gerais (Sesc MG) para celebrar o Dia Internacional da Dança, comemorado em 29 de abril. Na programação do evento, que ocorre durante a Semana Mundial da Dança, entre 22 de abril e 3 de maio, além da apresentação do espetáculo, A CDPA vai oferecer ao público um olhar diferente sobre o processo de construção coreográfico da montagem, por meio de oficina ministrada por alguns bailarinos da companhia.

Investigação, descobertas e colaboração – PRIMEIRAPESSOADOPLURAL é um espetáculo que integra o repertório da Cia de Dança Palácio das Artes e investiga, principalmente, a força dos coletivos e a forma como eles se organizam. O público terá a chance de conhecer o resultado dos encontros de ideias, conflitos e pensamentos que inspiraram a montagem. Criação coletiva entre os bailarinos da CDPA e os diretores Tuca Pinheiro e Jorge Garcia, a obra foi concebida após um longo processo investigativo e criativo, que resultou na descoberta de algumas sutilezas da arte brasileira, como a associação das culturas negra e indígena, evidenciando os atravessamentos transculturais do nosso povo.

Elogiado por público e críticos, PRIMEIRAPESSOADOPLURAL chama a atenção por suas peculiaridades coreográficas, que possibilitam interações simultâneas no decorrer de cada cena. Segundo os diretores, essa é uma das características mais interessantes da montagem e instiga o espectador a pensar e repensar cada movimento. “Escolhemos fazer uma coreografia em que diferentes intervenções acontecem simultaneamente, até para que o público possa escolher, à sua maneira, a relação que terá com a obra”, destacam Tuca e Jorge.

Revisitando PRIMEIRAPESSOALDOPLURAL

No dia seguinte à apresentação do espetáculo, os bailarinos Christiano Castro, Lucas Medeiros e Mariângela Camarati vão ministrar a oficina Experiências Corporais a partir de PRIMEIRAPESSOADOPLURAL. Os integrantes da Cia de Dança Palácio das Artes vão conversar com os participantes e explicar parte do processo criativo que culminou em TERREIRO, uma das cenas do espetáculo que descreve o surgimento da ordem a partir do caos.

O diretor da Cia de Dança, Cristiano Reis, aponta que tanto a apresentação do espetáculo quanto a proposta da oficina contribuem para que a Cia de Dança alcance diferentes públicos e amplie o diálogo sobre a dança contemporânea. “Celebrar a Semana Mundial da Dança com PRIMEIRAPESSOADOPLURAL é uma grande oportunidade para que possamos compartilhar com as pessoas alguns caminhos possíveis que norteiam a criação em dança contemporânea. Já com a oficina, nossos bailarinos têm a oportunidade de abrir a experiência pela qual passaram na montagem do espetáculo, intercambiando informações com outras pessoas sobre a imersão por eles vivenciada na pesquisa e criação. Para nós, como artistas, essas duas ações têm um valor imenso”, destaca.

A oficina consiste em duas etapas: na primeira delas, os bailarinos vão explicar o processo de criação da cena, detalhando as pesquisas e workshops realizados pelo grupo; em um segundo momento os participantes da atividade serão convidados a criarem suas próprias coreografias, baseadas em exercícios e movimentos trabalhados com os bailarinos. “Quando iniciamos o processo de pesquisa para PRIMEIRAPESSOADOPLURAL, nós ainda não sabíamos muito bem o que aconteceria, qual seria a cara daquela criação. Só conseguimos nos entender e desenhar um esboço da coreografia a partir dos encontros com os diretores, o entendimento dos nossos corpos e outras atividades. Só assim é que o processo foi se desenvolvendo”, explica Lucas Medeiros.

Para Christiano Castro, a oportunidade de compartilhar um pouco do conhecimento artístico com os participantes da oficina também é uma oportunidade de crescimento, como bailarino. “Nessa atividade, nós temos a chance de revisitar um processo criativo e transmiti-lo para outras pessoas. Mesmo que elas conheçam a cena original da coreografia, nós não conseguimos saber qual vai ser o resultado ao término da oficina”, diz.

Os participantes da oficina terão a liberdade de criar algo completamente novo a partir dos exercícios propostos pelos bailarinos da Cia de Dança, inspirando-se ou não na proposta sugerida. Essa é uma das principais características da CDPA que chama a atenção de Mariângela Camarati. “O processo de criação é horizontal. Não é uma ordem para que os participantes repitam o que vamos ensiná-los. É um convite para que eles aprendam conosco e criem, à maneira deles, como quiserem e o que quiserem”, finaliza.

SERVIÇO
Evento: PRIMEIRA PESSOAL DO PLURAL – Mix Dança Transcendente
Data:28 de abril
Horário: 20h30
Local: Sesc Palladium
Endereço: Rua Rio de Janeiro, 1046 – Centro
Entrada: 1kg de alimento não perecível ou R$10,00 (espaço sujeito à lotação)
Duração: 70 minutos
Classificação: 16 anos

EVENTO: OFICINA EXPERIÊNCIAS CORPORAIS A PARTIR DE PRIMEIRAPESSOADOPLURAL
Data: 29 de abril
Horário: 19h
Local: Espaço Multiuso do Sesc Palladium
Endereço: Rua Rio de Janeiro, 1046 – Centro
Classificação: 16 anos
Inscrições: inscricaopalladium@sescmg.com.br
Vagas: 20
Prazo de Inscrições: 27 de abril

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 28 abril, 2016 15:08


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Angry Birds 2

Facebook

O Clube dos Canibais
Meu Nome é Daniel