Mostra de cinema Ética em Movimento é exibida no CCBB São Paulo em fevereiro

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 29 janeiro, 2016 13:51

O Banco do Brasil apresenta a mostra de cinema Ética em Movimento, uma seleção de 18 longas-metragens, produzidos entre 1948 e 2008, entre ficção e documentário, que aborda o caráter do indivíduo e suas escolhas na sociedade, por meio do modus operandi dos personagens ou do funcionamento de determinados universos retratados nos filmes, oferecendo também ao espectador uma reflexão sobre o caráter do próprio cinema, por meio da ótica de cada um de seus realizadores. É uma oportunidade, também, de assistir a grandes filmes da história do cinema. Curadoria de Paulo Santos Lima. 

A mostra, com entrada a R$ 2,00, fica em cartaz no CCBB SP entre 3 e 15 de fevereiro de 2016, de quarta a segunda.

CCBB SP-Mostra de Cinema Ética em Movimento

O tema tão atual da ética

“A ética voltou a ser um termo recorrente nas discussões, por conta dos acontecimentos políticos do país. Mas ela vai além da gestão política, tem a ver com todos nós, e pode ser compreendida como um critério de caráter e de conduta para agir e viver em sociedade. A proposta de Ética em Movimento é expandir esse assunto tão discutido para as artes, mais especificamente no caso o cinema. Justamente para iluminarmos a ética além de sua determinação mais limitada à política e repensarmos as decisões morais, ou seja, estéticas que cineastas tomaram na realização de seus trabalhos. A mostra também é um meio de trazer grandes obras cinematográficas, boa parte assinada por gênios como Michelangelo Antonioni e John Ford, justamente para o espectador repensar o tema e, sobretudo, a força do cinema como representação do ser humano no mundo.”

Paulo Santos Lima 

Seleção de filmes 

A delação, tema grave em qualquer cultura, ganha discussão na obra-prima Sindicato de Ladrões, de Elia Kazan, cineasta aliás que teve uma discutível postura ao delatar colegas de profissão numa comissão. Outro filme realizado por gênio, O Ano do Dragão, de Michael Cimino, mostra um policial obcecado com o projeto de extinguir a ilegalidade e violência num bairro de Nova York, mas cuja determinação será igualmente brutal, passando por cima de todos. Essa lógica de “o fim justificar os meios” pode estar a serviço do mal, como no caso do jornalista de A Montanha dos Sete Abutres, clássico de Billy Wilder que relaciona a falta de escrúpulo à imprensa sensacionalista, ou mover o indivíduo a abandonar seu ofício, caso da obra-prima O Passageiro – Profissão: Repórter, de Michelangelo Antonioni. Outros temas, como negligência médica e corrupção judicial (O Veredicto), a Casa Branca (Todos os Homens do Presidente, sobre o verídico Caso Watergate), a corrupção no Brasil (Brasília 18%), assim como a conhecida justiça pelas próprias mãos (Impacto Fulminante) aparecem na tela e, acompanhados de Ligações Perigosas, de Stephen Frears, e do clássico Chinatown, de Roman Polanski, lançam ao espectador uma reflexão sobre a natureza humana. No mais, Ética em Movimento traz A Lista de Schindler, de Steven Spielberg, e o documentário Procedimento Operacional Padrão, de Errol Morris, para discutir os princípios morais de cineastas na realização de seus filmes. 

Veja a programação do evento (clique aqui!)
  1. O Ano do Dragão (Year of the Dragon)
    EUA, 1985, Cor, 134 min, exibição digital

Direção: Michael Cimino
Com Mickey Rourke, John Lone, Ariane
Obsessivo, o policial Stanley White quer pôr ordem na Chinatown nova-iorquina e acabar com a máfia local, num projeto tão nobre quanto absurdo, pois os efeitos colaterais serão terríveis. Obra genial de Michael Cimino.

Classificação indicativa: 16 anos

  1. Brasília 18% (idem)
    Brasil, 2006, Cor, 102 min, exibição digital
    Direção: Nelson Pereira dos Santos
    Com Carlos Alberto Riccelli, Malu Mader, Othon Bastos
    Legista volta ao Brasil para fazer a identificação de uma ossada que pode ser de um economista e sua assessora. A capital do país é retratada com especial estranheza neste denso filme de Nelson Pereira dos Santos, como se fosse um lugar-síntese de toda a corrupção e falta de transparência que marcam a política no país.

Classificação indicativa: 16 anos

  1. Chinatown (idem)
    EUA, 1974, Cor, 130 min, exibição digital
    Direção: Roman Polanski
    Com Jack Nicholson, Faye Dunaway, John Huston
    Nesta genial revitalização do gênero do policial noir assinada por Polanski, Jake Gittes é o íntegro detetive particular contratado para espionar um homem e acaba se deparando com um ardiloso caso de corrupção política, especulação imobiliária, assassinato e até incesto, na Los Angeles dos anos 1930.

Classificação indicativa: 12 anos

  1. Crimes e Pecados (Crimes and Misdemeanors)
    EUA, 1989, Cor/PB, 104 min, exibição digital
    Direção: Woody Allen
    Com Martin Landau, Woody Allen, Anjelica Huston
    Pressionado pela amante, um médico casado avilta uma única solução possível, que seria matá-la. Por dilema também passa um cineasta idealista que talvez tenha de aceitar o financiamento de um produtor de rasos filmes de entretenimento. Woody Allen alterna drama e comédia, e dialoga com Ingmar Bergman ao observar a natureza humana.

Classificação indicativa: 14 anos

  1. Fale com Ela (Hable con Ella)
    Espanha, 2002, Cor/PB, 112 min, exibição digital
    Direção: Pedro Almodóvar
    Com Javier Cámara, Darío Grandinetti, Leonor Watling
    Dois homens lidam com a morte: o enfermeiro Benigno, que ama Alicia, uma paciente em coma cuidada por ele, e o jornalista Marco, que frequenta o mesmo hospital para visitar sua esposa, Lydia, uma toureira que está em estado crítico. Obra-prima de Almodóvar que polemiza pela forma como representa um estupro e suas consequências.

Classificação indicativa: 14 anos

  1. Fort Apache – Sangue de Heróis (Fort Apache)
    EUA, 1948, PB, 125 min, exibição digital
    Direção: John Ford
    Com Henry Fonda, John Wayne, Shirley Temple
    O tenente-coronel Thursday, retornado da Guerra Civil Americana, assume o comando do Fort Apache com uma rigidez extrema e determinado a fazer com que apaches acabem com uma rebelião justa, pois eles têm sido roubados por brancos. Mais sensato e ciente das particularidades locais, o capitão York não apoia uma guerra contra os indígenas, mas terá de seguir ordens. Obra-prima de Ford que expõe duas éticas que, juntas, firmam a tradição de uma instituição, no caso, a cavalaria.

Classificação indicativa: 14 anos

  1. Impacto Fulminante (Sudden Impact)
    EUA, 1983, Cor, 117 min, exibição digital
    Direção: Clint Eastwood
    Com Clint Eastwood, Sondra Locke
    Imortalizado por Clint Eastwood em 1971, o personagem de Harry Callahan tornou-se, ao longo dos cinco filmes da série, emblema do policial que age no limite da legalidade, por conta da ineficácia do sistema. Agora ele investiga uma série de assassinatos promovidos por uma mulher que foi violentada e jamais viu os responsáveis na cadeia.

Classificação indicativa: 14 anos

  1. O Informante (1999)
    EUA, 1999, Cor, 157 min, exibição digital
    Direção: Michael Mann
    Com Al Pacino, Russell Crowe, Christopher Plummer
    Baseado em fato verídico sobre Jeffrey S. Wigang, ex-executivo da Brown & Williamson que revelou, em 1994, que o cigarro não só possuía forte poder viciante como a empresa aplicava aditivos para aumentar essa capacidade. Típico filme de Michael Mann, com personagens que seguem à risca seus princípios éticos.

Classificação indicativa: 14 anos

  1. Laranja Mecânica (A Clockwork Orange)
    Reino Unido/EUA, 1971, Cor/PB, 136 min, exibição digital
    Direção: Stanley Kubrick
    Com Malcolm McDowell, Michael Bates, Warren Bates
    Alex é um jovem de família burguesa que, por força do tédio e dos hormônios, diverte-se com sua gangue barbarizando o sistema, entre roubos e estupros. Ele é preso e se voluntaria para um novo programa estatal de recondicionamento. A grande questão colocada por esse polêmico e brilhante filme de Kubrick é quem seria mais violento, o indivíduo ou o Estado.

Classificação indicativa: 18 anos

  1. Ligações Perigosas (Dangerous Liaisons)
    EUA/Reino Unido, 1988, Cor, 119 min, exibição digital
    Direção: Stephen Frears
    Com Glenn Close, John Malkovich, Michelle Pfeiffer
    Ardilosa, a Marquesa de Merteuil pede ao seu amigo, Valmont, que seduza a futura noiva de um ex-amante do qual ela quer se vingar. Ele, contudo, tem prioridades não menos execráveis: seduzir uma mulher cujo marido está em viagem de negócios. A falta de decoro generalizado torna-se, além de painel bem sombrio da natureza humana, um castelo de cartas que terá alguma luz moral, neste ótimo filme de estreia do inglês Stephen Frears em Hollywood.

Classificação indicativa: 18 anos

  1. A Lista de Schindler (Schindler’s List)
    EUA, 1993, Cor/PB, 195 min, exibição digital
    Direção: Steven Spielberg
    Com Liam Neeson, Ben Kingsley, Ralph Fiennes
    Se é inegável a postura ética do empresário Schindler ao salvar diversos judeus na 2a Guerra Mundial, as escolhas estéticas do diretor Spielberg são discutíveis, como apontou Jean-Luc Godard, que criticou o filme por espetacularizar o Holocausto.

Classificação indicativa: 14 anos

  1. A Montanha dos Sete Abutres (Ace in the Hole)
    EUA, 1952, PB, 111 min, exibição digital
    Direção: Billy Wilder
    Com Kirk Douglas, Jan Sterling, Robert Arthur
    Charles Tatum é um jornalista em baixa, trabalhando num pequeno jornal em Albuquerque, Novo México, até que percebe uma oportunidade de reaver seus dias de glória com um homem que ficou preso em uma mina. A cobertura ganha repercussão nacional e Tatum fará de tudo para estender a situação, armando um grande esquema que agitará o local. Filme emblemático sobre o sensacionalismo, os excessos da imprensa e a exploração humana.

Classificação indicativa: 12 anos

  1. O Passageiro – Profissão: Repórter (Professione: Reporter)
    Itália/Espanha/França, 1975, Cor, 119 min, exibição digital
    Direção: Michelangelo Antonioni
    Com Jack Nicholson, Maria Schneider, Jenny Runacre
    O repórter David Locke se deu conta que o jornalismo é uma farsa e que seu casamento ruiu e, em crise existencial, decide mudar sua relação com o mundo: troca de identidade com um traficante de armas morto, assumindo sua vida. Obra-prima de Michelangelo Antonioni.

Classificação indicativa: 14 anos 

  1. Procedimento Operacional Padrão (Standard Operating Procedure)
    EUA, 2008, Cor, 116 min, exibição digital
    Direção: Errol Morris
    Documentário sobre os abusos cometidos pelos soldados americanos contra inimigos detidos na prisão de Abu Ghraib (Iraque). O diretor Errol Morris reconheceu ter pago alguns entrevistados, modo contrário não obteria seus depoimentos, o que abriu a uma discussão sobre a ética no documentarismo.

Classificação indicativa: 14 anos

  1. Os Safados (Dirty Rotten Scoundrels)
    EUA, 1988, Cor, 110 min, exibição digital
    Direção: Frank Oz
    Com Steve Martin, Michael Caine, Glenne Headly
    Lawrence, um impostor que seduz milionárias na Riviera Francesa, encontra Freddy, um golpista menos sofisticado, mas que, com outros métodos, será um concorrente à altura. Na comédia, os princípios pendem mais livremente de lado a outro, o que não significa que não haverá uma lição moral aos dois picaretas, nesta comédia de Frank Oz.

Classificação indicativa: 14 anos

  1. Sindicato de Ladrões (The Waterfront)
    EUA, 1954, PB, 108 min, exibição digital
    Direção: Elia Kazan
    Com Marlon Brando, Eva Marie Saint, Rod Steiger
    Terry Malloy trabalha num sindicato que controla criminosamente o cais de New Jersey. Inocente, ele acaba servindo de isca numa emboscada para matar um grevista. Sentindo-se culpado, ele resolve delatar finalmente seus colegas de gangue. Obra-prima sobre a delação, assinada por diretor que também entregou colegas de profissão na caça às bruxas.

Classificação indicativa: 14 anos

  1. Todos os Homens do Presidente (All the President’s Men)
    EUA, 1976, Cor, 138 min, exibição digital
    Direção: Alan J. Pakula
    Com Robert Redford, Dustin Hoffman, Jason Robards
    Reconstituição da investigação feita pelos jornalistas Bob Woodward e Carl Bernstein, do The Washington Post, sobre o Caso Watergate, que revelou a desairosa espionagem que teria facilitado a reeleição do presidente Richard Nixon, o que resultou em sua renúncia, em 1974. Um belo exemplo de qual deveria ser (sempre) o papel do jornalismo.

Classificação indicativa: 14 anos

  1. O Veredicto (The Verdict)
    EUA, 1982, Cor, 129 min, exibição digital
    Direção: Sidney Lumet
    Com Paul Newman, Charlotte Rampling, Jack Warden
    Frank Galvin, agora alcoólatra, é um advogado íntegro que jamais aceitou participar de esquemas, o que o colocou em desgraça profissional. Agora ele tem chance de recuperação ao assumir a acusação num caso de erro médico que deixou paciente em coma. Sidney Lumet é um especialista em filmes-denúncia, e atira forte, aqui, contra a improbidade institucionalizada da Justiça.

Classificação indicativa: 12 anos

Programação

3.02, quarta-feira

14h – Chinatown
16h30 – Procedimento Operacional Padrão

19h – Os Safados

4.02, quinta-feira

14h – O Veredicto
16h30 – Impacto Fulminante

19h – Brasília 18%

5.02, sexta-feira

14h – Todos os Homens do Presidente
16h30 – A Montanha dos Sete Abutres

19h – Crimes e Pecados

6.02, sábado

14h – O Ano do Dragão
16h30 – Ligações Perigosas

19h – Sindicato de Ladrões

7.02, domingo

14h – Laranja Mecânica
16h30 – Fale com Ela

19h – O Passageiro – Profissão: Repórter

8.02, segunda-feira

14h – Forte Apache – Sangue de Herois
16h30 – A Lista de Schindler

10.02, quarta-feira

14h – O Ano do Dragão
16h30 – Fale com Ela

19h – Brasília 18%

11.02, quinta-feira

14h – Forte Apache – Sangue de Herois
16h30 – Ligações Perigosas

19h – Crimes e Pecados

12.02, sexta-feira

14h – Os Safados
16h30 – Impacto Fulminante

19h – Procedimento Operacional Padrão

13.02, sábado

14h – Todos os Homens do Presidente
16h30 – A Montanha dos Sete Abutres

19h – O Veredicto

14.02, domingo

14h – Chinatown
16h30 – O Informante

15.02, segunda-feira

14h – Sindicato de Ladrões
16h30 – O Passageiro – Profissão: Repórter

19h – Laranja Mecânica

SERVIÇO

Ética em Movimento

De 3 a 15 de fevereiro
Exibição em Blu-Ray e DVD
Entrada: R$ 2,00 – valor da meia-entrada, extensiva a todos
Local: Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo > Cinema
Endereço: Rua Álvares Penteado, 112 – Centro
CEP: 01012-000 | São Paulo (SP)
Fone: (11) 3113-3651
Funcionamento: de quarta a segunda, das 9h às 21h.
Lotação: 70 lugares

Estacionamento conveniado:

Estapar Estacionamentos – Rua Santo Amaro, 272 – R$ 15,00 pelo período de 5 horas. Necessário validar o ticket na bilheteria do CCBB. Transporte gratuito até as proximidades do CCBB – embarque e desembarque na Rua Santo Amaro, 272 e Rua da Quitanda, próximo ao CCBB. No trajeto de volta, tem parada no Metrô República.

Acesso e facilidades para deficientes físicos // Ar-condicionado //Cafeteria Cafezal

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 29 janeiro, 2016 13:51


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Aprendiz de Espiã

Facebook