Prorrogado o prazo de inscrições na Linha de Desempenho Artístico do Sistema de Suporte Automático do Brasil de Todas as Telas

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 16 novembro, 2015 10:35

Prorrogado o prazo de inscrições na Linha de Desempenho Artístico do Sistema de Suporte Automático do Brasil de Todas as Telas

A ANCINE e o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul – BRDE informam que foi prorrogado até o próximo dia 4 de dezembro o prazo para as inscrições na Chamada Pública PRODAV 07/2015, a linha de desempenho artístico do Programa Brasil de Todas as Telas – Ano 2. Pela chamada serão contempladas as produtoras dos dez longas-metragens com a maior pontuação de acordo com um critério que atribui valores pela participação ou premiação em festivais nacionais e internacionais.

A chamada, que premia empresas produtoras em razão do desempenho artístico de suas produções nos moldes do antigo Programa ANCINE de Incentivo à Qualidade – PAQ, foi integrada ao Sistema de Suporte Automático do Programa Brasil de Todas as Telas.

Serão contempladas as produtoras brasileiras independentes das dez obras cinematográficas lançadas em 2013 que obtiverem as maiores pontuações. O valor total de R$ 5 milhões será dividido de forma igualitária entre as empresas. Os recursos, oriundos do Fundo Setorial do Audiovisual, ficarão disponíveis por até 2 anos e deverão ser destinados à produção de novas obras de ficção, animação ou documentário.

Os critérios adotados para a pontuação das obras, de acordo com faixas de classificação atribuídas aos festivais, estão descritos no Anexo II da Chamada Pública. As inscrições devem ser apresentadas em envelope lacrado, e enviadas ao Escritório Central da ANCINE por serviço de encomenda expressa ou entregue por portador, contendo toda a documentação exigida e de acordo com as orientações contidas no edital. O novo prazo para o recebimento se encerra no dia 4 de dezembro. O resultado final deve ser divulgado em janeiro de 2016.

Saiba mais sobre o Programa Brasil de Todas as Telas

O Programa Brasil de Todas as Telas, lançado em julho de 2014, pela presidenta Dilma Rousseff, foi moldado para atuar na expansão do mercado e na universalização do acesso às obras audiovisuais brasileiras. O Programa, uma ampla ação governamental que visa transformar o País em um centro relevante de produção e programação de conteúdos audiovisuais, foi formulado pela ANCINE em parceria com o MinC, e com a colaboração do setor audiovisual por meio de seus representantes no Comitê Gestor do Fundo Setorial do Audiovisual – FSA.

O resultado do primeiro ano do Programa superou as metas estabelecidas. Foram 306 longas- metragens e 433 séries ou telefilmes apoiados. A aposta no investimento em desenvolvimento de projetos também foi bem sucedida, rendendo a estruturação de 55 núcleos criativos em todas as regiões do país, e projetando o desenvolvimento de 620 projetos.

O Programa Brasil de Todas as Telas – Ano 2 foi lançado no dia 1º de outubro, no Rio de Janeiro, em cerimônia com a presença do Ministro da Cultura, Juca Ferreira, garantindo a continuidade de uma política pública vigorosa para o audiovisual brasileiro.

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 16 novembro, 2015 10:35


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Dora e a Cidade Perdida

Facebook

Reino Gelado e a terra dos espelhos