“Diz Aí Amazônida” mostra como é ser jovem na Amazônia

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 20 outubro, 2015 17:27

Como é ser jovem na Amazônia, a maior floresta tropical do mundo? Cerca de 40 jovens do Pará e do Amazonas falam sobre identidade pessoal e cultural, movimentos sociais e artísticos, entre outras questões relacionadas à juventude na série “Diz Aí Amazônida”, que estreia no Canal Futura no próximo dia 21 (quarta-feira), às 20h.

Canal Futura-Diz Aí Amazônida

Os temas abordados em cinco episódios têm origem nas oficinas de comunicação, educação popular e práticas audiovisuais realizadas pelo núcleo de Mobilização e Articulação Comunitária do Futura no primeiro semestre de 2015. Nos encontros foram debatidos questões de cidadania, identidade, juventude e direitos humanos e a soma destas questões faz parte da nova série.

“O título da temporada, ‘Amazônida’, se refere a quem nasceu ou vive na Amazônia, e tudo o que isso significa. Escolhemos esse nome para dar destaque ao jovem Amazônida, que vive entre o asfalto e o rio, entre a confusão de uma cidade grande e a tranquilidade da vida ribeirinha. Um cotidiano comum na região, mas que o restante do Brasil ainda desconhece” – conta a gerente de Mobilização do Futura, Ana Paula Brandão.

O projeto, destaca Ana Paula, não acaba com o lançamento da série na TV: o ‘Diz Aí’ vai se desdobrar em diversas ações da equipe de Mobilização do canal. Os próprios participantes já começaram a se mobilizar: jovens que estiveram no programa uniram-se em um coletivo de produção audiovisual, o Icamiaba TV, que tem como objetivo dar visibilidade às causas das juventudes da Amazônia.

Com 10 minutos de duração, o primeiro episódio de “Diz Aí Amazônida”, que vai ao ar no dia 21/10, debate a identidade dos jovens por meio da religião, da sexualidade, das questões de gênero e até pelo modo de se vestir – ser o jovem na Amazônia é ser diverso, sejam eles moradores do interior ou da capital, sejam negros, índios, mulheres ou homens.

Já o segundo episódio (28/10), coloca em pauta a questão da mobilidade. Apesar da visão da Amazônia como uma grande floresta, os jovens vivem em metrópoles onde enfrentam os mesmos problemas de outras cidades: trânsito, tempo de deslocamento, contrastes entre a periferia e bairros nobres. Em uma região de grandes dimensões, a distância entre as cidades do interior e as capitais é imensa, com viagens de barcos que podem durar até semanas. O sonho de uma vida melhor, no estudo ou no trabalho, impõe a esses jovens desafios em Belém e Manaus.

No terceiro (4/11) e quarto (11/11) episódios, a mobilização e as manifestações artísticas são os temas desenvolvidos respectivamente. A série mostra que os jovens da Amazônia estão envolvidos em vários movimentos sociais como estudantil, ambiental, direitos humanos, LGBT e religioso. Também querem se se expressar através da arte , seja em intervenções urbanas, como o grafite ou no tradicional artesanato, usando materiais da natureza. Eles também fotografam, fazem poesia e organizam cineclubes de cinema. Diferentes talentos traduzem em arte a Amazônia de hoje.

Por fim, o quinto episódio (18/11) traz um making off da produção da série e das oficinas de formação em audiovisual. Apesar da diversidade, eles formam laços fortes, produzem vídeos sobre diferentes temáticas e mostram o que é ser um jovem hoje na Amazônia.

O projeto Diz Aí

Ao tratar de questões relacionadas à juventude, a voz jovem deve ser provocada e privilegiada. Críticos e reflexivos, os jovens refletem e debatem as questões de que são protagonistas. É esta a proposta da série Diz Aí – valorizar o entendimento e as história das juventudes sobre questões que fazem parte das suas vidas.

Produzida pela área de Mobilização e Articulação Comunitária do Canal Futura, o Diz Aí é uma série de programas de curta duração que traz a opinião dos jovens de diversas regiões do país para questões étnico-racial e de gênero, mercado de trabalho, sexualidade, cultura, cidadania, meio ambiente, geração de renda, acesso a tecnologias, combate à seca, entre outros temas.

Inicialmente elaborado para provocar o debate preparatório para a I Conferência de Políticas Públicas para a Juventude (2008), a série foi ampliada para trazer mais retratos, olhares, compreensões juvenis das diferentes juventudes brasileiras e latino-americanas.

Com formato dinâmico e delineado conjuntamente com coletivos juvenis, o programa provoca as juventudes a refletirem e a debaterem entre pares, com o poder público e a sociedade.

Diz Aí Amazônida

Estreia: 21 de outubro (quarta-feira), às 20h
Exibição: quartas-feiras, às 20h
Classificação: Livre

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 20 outubro, 2015 17:27


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Era uma vez em Hollywood

Facebook

Socorro Virei uma Garota!