Brasil leva estatuetas nos Prêmios Platino de Cinema Ibero-americano

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 21 julho, 2015 18:36

Brasil leva estatuetas nos Prêmios Platino de Cinema Ibero-americano

O Grande vencedor dos Prêmios Platino 2015, com oito troféus, foi o filme argentino “Relatos Selvagens” (relação abaixo). O cinema brasileiro saiu da grande festa em Marbella, na Espanha, celebrada no sábado, 18 de junho, com dois prêmios: Melhor Animação (O Menino e o Mundo) e Melhor Documentário (O Sal da Terra).

Leandra Leal, indicada ao prêmio de melhor atriz por sua atuação em “O Lobo Atrás da Porta”, esteve na premiação de Gala no anfiteatro Starlite de Marbella, bela cidade na região da Andaluzia, que esteve lotada durante todo o final de semana em função dos Prêmios Platino de Cinema Ibero-americano. Érica Rivas foi a vencedora nesta categoria. Fernando Coimbra, diretor de “O Lobo Atrás da Porta”, apresentou o prêmio de melhor roteiro em português, na festa que reuniu atores, diretores, produtores e celebridades da cena ibero-americana.

Para escolher os indicados nas 14 categorias (4 novas categorias foram criadas em 2015), foram vistos 760 filmes de mais de 20 países. Além de “O Lobo Atrás da Porta”, “O Menino e o Mundo” levou a estatueta de Melhor Longa-metragem de Animação, recebida pela produtora Tita Tessler em mais um discurso em português. “O Sal da Terra”, documentário sobre Sebastião Salgado, que já havia sido premiado em Cannes, foi o grande vencedor na categoria Melhor Longa-metragem Documentário. O co-produtor francês David Rosier recebeu o prêmio em nome de Salgado, em cerimônia exibida por aqui pelo Canal Brasil.

Antonio Banderas, que havia dado uma coletiva concorrida na tarde de sexta-feita (17), recebeu o Prêmio de Honra das mãos da atriz e cantora Rita Moreno, estrela do premiado musical “West Side Story”. O grande destaque da noite foi diretor e roteirista Damian Szifron, já que “Relatos Selvagens” ganhou nas seguintes categorias: Melhor Filme, Melhor Diretor (Szifron), Melhor Roteiro (Szifron), Melhor Atriz (Érica Rivas), Melhor Música Original (Gustavo Santaolalla) e os prêmios técnicos de Direção de Arte, Montagem e Direção de Som.

Desataques da premiação:

Melhor Filme: Relatos Selvagens – Argentina, Espanha
Melhor Direção: Damian Szifron (Relatos Selvagens)
Melhor Roteiro: Damián Szifron (Relatos Selvagens)
Melhor Música Original: Gustavo Santaolalla (Relatos Selvagens)
Melhor Ator: Oscar Jaenada (Cantinflas) – México-
Melhor Atriz: Érica Rivas (Relatos Selvagens)
Melhor Longa-metragem de Animação: O Menino e o Mundo – Brasil
Melhor Longa-metragem Documentário: O Sal da Terra – Brasil
Melhor Filme de Estreia: La Distancia Más Larga – Espanha, Venezuela
Melhor Montagem: Damián Szifron, Pablo Barbieri (Relatos Selvagens)
Melhor Direção de Arte: Clara Notari (Relatos Selvagens)
Melhor Direção de Fotografia: Alex Catalán (La Isla Mínima) – Espanha
Melhor Direção de Som: José Luis Díaz (Relatos Selvagens)

damian

erika

photocallgalaNº de secuencia (001)fotos- GoyoConde-PipoFernandez-121

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 21 julho, 2015 18:36


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Brincando com Fogo

Facebook

Reino Gelado e a terra dos espelhos