No próximo sábado (18), Cine Conhecimento apresenta o filme “O Sonho Azul”

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 14 julho, 2015 14:22

Canal Futura-O Sonho AzulNo próximo sábado, dia 18/07, às 22h, o Cine Conhecimento do Canal Futura apresenta o longa-metragem “O Sonho Azul” (1993), com direção do cineasta chinês Tian Zhuangzhuang, começa com o casamento de dois jovens chineses no dia da morte de Stalin e mostra como essa família sofre com os movimentos de reforma política da China. O filme retrata ao mesmo tempo o cotidiano da família e o cenário político do país nos anos 50 e 60. A história é contada a partir da perspectiva do menino Tietou.

No domingo, 19/07, às 22h, será exibida a reprise de “Síndromes e um Século” (2006), com direção do tailandês Apichatpong Weerasethakul, mostra como funciona a memória e como o sentimento de felicidade surge por coisas pequenas. O filme é dividido em duas partes: a primeira aborda a vida de uma médica da zona rural; já a segunda parte acontece em um ambiente completamente urbano e conta a história de um médico. O espectador pode montar um quebra-cabeça para ligar os personagens e as histórias. Os personagens principais são inspirados nos pais do diretor.

O Cine Conhecimento

Partindo da ideia de que é possível aprender ao assistir a um bom filme, o Cine Conhecimento apresenta filmes de vários países que abordam questões históricas, antigas ou atuais. O programa ressalta técnicas, detalhes de produção, curiosidades, premiações, o perfil de profissionais e uma análise de linguagens relacionados às obras, assim como busca apresentar comportamentos e diferenças culturais a partir dos contextos apresentados. Os comentários são feitos pela jornalista e apresentadora Lorena Calábria. Nesta temporada, Lorena vai aprofundar ainda mais a discussão sobre algumas produções que vão ao ar no Futura, por meio de entrevistas. Os convidados serão a cineasta Laís Bodanzki e o crítico de cinema e DJ Marcelo Janot.

CONFIRA OS FILMES DA SEMANA NO CANAL FUTURA: 

18/07, sábado, 22h

O SONHO AZUL
Direção: Tian Zhuangzhuang
Produção: China (1993)
Classificação indicativa: 10 anos
Com Lu Liping, Yi Tian, Zhang Wenyao, Chen Xiaoman, Pu Quanxin, Xuejian Li

O filme retrata a história de uma família de Pequim, de seus vizinhos e seus amigos, enquanto vivem os movimentos políticos e as revoltas sociais dos anos de 1950 e 1960, na China. A história é contada em flashback, a partir da perspectiva de um menino, que lembra os três casamentos de sua mãe, por três vezes viúva, e a turbulência política que forma o pano de fundo de sua vida. Ao mesmo tempo um drama familiar e uma história de transição da infância para a adolescência, o filme aborda o período de 1953 a 1967. 

19/07 – Na madrugada de sábado para domingo, às 2h30

LOLA
Direção: Rainer Werner Fassbinder
Produção: Alemanha (1981)
Classificação indicativa: 16 anos
Com Barbara Sukowa, Armin Mueller-Stahl, Mario Adrof

Lola, uma sedutora prostituta e cantora de cabaré, orgulha-se de ser uma conquistadora de homens. Quando conhece um respeitado funcionário público, ela fará de tudo para conquistá-lo e ascender numa sociedade onde tudo e todos estão à venda. Crítica ácida do milagre econômico da Alemanha do pós-guerra, Lola é a homenagem de Fassbinder ao clássico “O Anjo Azul” (1936), de por Josef Von Sternberg, outro mestre do cinema alemão.

19/07, domingo, 22h

SÍNDROMES E UM SÉCULO
Direção: Apichatpong Weerasethakul
Produção: Tailândia, França (2006)
Classificação indicativa: 12 anos
Com Jaruchai Lamaram, Jenjira Pongpas, Nantarat Sawaddikul, Sophon Pukanok

O filme explora como funciona nossa memória e como nosso sentimento de felicidade pode ser desencadeado por coisas aparentemente insignificantes. É um filme em duas partes, que por vezes se espelham. Os dois personagens principais são inspirados nos pais do diretor, Apichatpong Weerasethakul, nos anos que antecedem seu relacionamento.  A primeira parte aborda a vida de uma médica e se passa em um espaço que lembra o mundo no qual o cineasta nasceu e foi criado. A segunda parte é focada em um médico e se passa em um espaço mais contemporâneo, que se assemelha ao mundo atual.

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 14 julho, 2015 14:22


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Era uma vez em Hollywood

Facebook