CAIXA Cultural São Paulo recebe o espetáculo A Moça da Cidade

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 14 julho, 2015 11:04

Recriando o universo da Era de Ouro da Rádio Nacional, a peça A Moça da Cidade conta a saga de Ambrosina, uma jovem nordestina que vai tentar a vida no Rio de Janeiro, nos anos 1950. Depois de temporada bem-sucedida no Rio, a comédia cumpre temporada gratuita na CAIXA Cultural São Paulo, entre 10 e 19 de julho (sexta-feira a domingo), às 19h15.

A Moça da Cidade é “uma peça dentro da peça”, apresentada por atores-locutores que ora narram a história e ora vivem os personagens que cruzam a vida da protagonista, uma anti-heróina, ingênua e otimista, que vive diversos amores fracassados. O texto é do dramaturgo mato-grossense Anderson Bosh e a direção é de Rodrigo Pandolfo, que marca sua estreia como diretor. No elenco estão Lu Camy, Gabriel Delfino Marques e Marco Bravo.

Feito em ferro e madeira, o cenário reproduz um estúdio de rádio, e as projeções de vídeo, todas em preto e branco, fazem referência ao cinema antigo. Usando a linguagem da radionovela, o espetáculo é dividido em três capítulos, que são separados por jingles publicitários antigos e notícias sobre importantes acontecimentos mundiais.

Os efeitos sonoros são executados ao vivo e a trilha foi escolhida por Pandolfo por meio de pesquisa dos hits da rádio entre as décadas de 1940 e 1960. Clássicos como Ontem ao Luar (Vicente Celestino), The Lion Sleeps Tonight (The Tokens), Algum Dia te Direi (Gilberto Alves) e You Are the Top (Cole Porter) é um resgate a nostalgia da época.

“Procurei resgatar a doçura das histórias de amor, privilegiando o realismo fantástico, o universo mágico e sonhador, através do ponto de vista da personagem principal. Nossa geração está perdendo o contato profundo com o outro. As relações se redimensionam para um campo mais raso, menos arriscado, mais pueril. Meu desejo foi resgatar o gosto pela delicadeza e pelo romantismo, presentes de forma vivaz na Era de Ouro da Rádio Nacional”, fala Rodrigo Pandolfo.

Sobre o texto

A Moça da Cidade faz referência ao roteiro cinematográfico do Humberto Mauro, A Noiva da Cidade. Nele uma carioca farta das futilidades da sua rotina social vai para o interior para mudar o estilo de vida e buscar um amor mais puro. Já a protagonista da peça de Anderson Bosh deixa seu ambiente familiar provinciano para descobrir os encantamentos que o Rio de Janeiro pode propiciar. As duas obras têm elementos de comédia e melodrama.

SERVIÇO
“A Moça da Cidade”
Datas: 10 a 19 de julho de 2015 (sexta-feira a domingo)
Horário: 19h15
Local: CAIXA Cultural São Paulo
Endereço: Praça da Sé, 111 – Centro – São Paulo/SP
Entrada: franca (os ingressos poderão ser retirados na bilheteria com uma hora de antecedência)
Telefone: (11) 3321-4400
Capacidade: 80 lugares
Duração: 60 minutos
Classificação etária: livre
Acesso para pessoas com deficiência
Patrocínio: Caixa Econômica Federal

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.
Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 14 julho, 2015 11:04


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Era uma vez em Hollywood

Facebook