CAIXA Cultural São Paulo promove a oficina “Instrumental básico de idioma Guarani”

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 14 abril, 2015 18:01

Em homenagem ao Dia Nacional do Índio, a CAIXA Cultural São Paulo promove a oficina “Instrumental básico de idioma Guarani”. O curso gratuito acontece no sábado, 18 de abril, um dia antes da celebração oficial.

O idioma Guarani é falado por cerca de oito milhões de pessoas na América. É um dos idiomas oficiais do Paraguai e também do Mercosul. No Brasil, é falado por grupos guaranis, mas como a grafia ainda não é unificada, utiliza-se uma adaptação da grafia paraguaia.

A oficina “Instrumental básico de idioma Guarani” tem duração de duas horas e será dividida em cinco etapas. Os participantes vão conhecer a história do idioma, os fonemas, a escrita e adaptações sonoras, o instrumental básico das palavras, suas diferenças e semelhanças. Ao final do curso, é possível reconhecer alguns vocábulos do cotidiano e desenvolver frases básicas.

A ação faz parte do Programa Educativo Caixa Gente Arteira, criado em 2011. O programa tem como objetivo promover a inclusão social e cultural por meio de visitas monitoradas às exposições e ao Museu da Caixa, além de palestras e oficinas direcionadas aos mais diferentes públicos.

Além desta oficina, outras cinco atividades integram a agenda do mês de abril do programa Caixa Gente Arteira. Entre elas estão a palestra “Transtornos mentais, pscicomotricidade e psicopedagogia na prática escolar” e as oficinas “Formas tridimensionais e a escultura de Abelardo da Hora”, “Livro Infantil”, “Caixa Mágica” e “Trilhas e Linhas Cooperativas”. Todas as atividades são gratuitas e as inscrições devem ser feitas pelo e-mail supervisao.sp@gentearteira.com.

SERVIÇO
OFICINA INSTRUMENTAL BÁSICO DE IDIOMA GUARANI
Data: 18 de abril de 2015 (sábado)
Horário: 9h30
Duração: 2h
Público: Maiores de 16 anos
Vagas: 50 

FORMAS TRIDIMENSIONAIS E A ESCULTURA DE ABELARDO DA HORA
A oficina trata os princípios de composição de esculturas e outras formas tridimensionais e os participantes são convidados a refletir sobre a obra de Abelardo da Hora no campo da escultura por meio da prática. A oficina inclui ainda visita a exposição “Abelardo da Hora 90 anos: vida e arte” a partir da qual se pode fazer a leitura da obra de arte para a conexão com a oficina.
Datas: 17, 22, 23, 24, 28, 29 e 30 de abril de 2015
Horário: 9h30. (Nos dias 22, 23, 24 e 28 haverá sessão extra às 14h)
Duração: 1h30
Público: Escolas.
Vagas: 30 

LIVRO INFANTIL
A oficina promove o contato das crianças com a produção de um livro infantil. O curso inicia com a escolha das histórias a serem escritas e ilustradas e termina com a confecção de seus próprios livrinhos. Ao final, as histórias escritas pelas crianças são lidas para todo o grupo. A atividade celebra o Dia Nacional do Livro Infantil, instituído no dia 18 de abril, em homenagem ao aniversário de Monteiro Lobato.
Data: 18 de abril de 2015
Horário: 14h
Duração: 1h30
Público: Crianças maiores de 7 anos, acompanhadas dos pais ou responsáveis
Vagas: 30

TRANSTORNOS MENTAIS, PSICOMOTRICIDADE E PSICOPEDAGOGIA NA PRÁTICA ESCOLAR
Palestra enfoca o cotidiano de educadores e professores dentro do estudo da psicomotricidade e da psicopedagogia nos casos de transtornos mentais. A psicóloga Marília Felismino Pinto esclarece questionamentos a respeito de como lidar com as diversas características de deficiência mental, de forma a promover a inclusão e acessibilidade.
Data: 25 de abril de 2015 (sábado)
Horário: 9h30
Duração: 3h
Público: Educadores
Vagas: 50 

CAIXA MÁGICA
Em paralelo à exposição fotográfica “Olhares Cruzados”, nesta oficina, os participantes constroem suas próprias câmaras escuras (já chamadas no passado de caixas mágicas ou lanternas mágicas) e experimentam, de forma divertida, princípios fotográficos como a física óptica, o foco, a inversão da imagem e a trajetória da luz retilínea.
Data: 29 de abril de 2015
Horário: 14h
Duração: 3h
Público: Idosos
Vagas: 30 

TRILHAS E LINHAS COOPERATIVAS
Oficina reflete sobre a cultura colaborativa dos índios. Pessoas com Síndrome de Down participam de atividades criativas que visam partilhar a sensibilidade para a vivência cooperativa, tal qual a encontrada em povos indígenas.
Data: 30 de abril de 2015
Horário: 14h
Duração: 3h
Público: Pessoas com Síndrome de Down (a partir de 11 anos)
Vagas: 30 

Local: CAIXA Cultural São Paulo
Endereço: Praça da Sé, 111 – Centro – São Paulo (SP)
Participação: gratuita (inscrições pelo e-mail: supervisao.sp@gentearteira.com)
Informações: (11) 3321-4400

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 14 abril, 2015 18:01


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Era uma vez em Hollywood

Facebook

Socorro Virei uma Garota!