Ney Matogrosso lança “Atento aos Sinais ao vivo” em CD e DVD

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 28 novembro, 2014 17:10

Senhor absoluto de seu próprio tempo e espaço, Ney Matogrosso está lançando o registro ao vivo do premiado e festejado projeto “Atento aos Sinais”. A turnê, que estreou em fevereiro de 2013 e transformou-se em CD de estúdio no mesmo ano, ganha agora edição ao vivo em CD e DVD, pela Som Livre.

Sob a direção musical do tecladista Sacha Amback, o show “Atento aos Sinais”, gravado em junho deste ano no HSBC Tom Brasil, em São Paulo, é uma super-produção, a maior da qual já fez parte, segundo o próprio Ney. “Usamos uma iluminação que eu nunca havia usado ou visto alguém utilizar por aqui. É uma luz de rock’n’roll”. O aparato em questão inclui quatro telas de LED que projetam imagens que funcionam como vídeo cenários. Sob a moldura da luz criada por Ney e Juarez Farinon, o cantor surge com figurinos ousados, “salientes”. Já na abertura do show, com “Rua da passagem (Trânsito)”, parceria de Lenine com Arnaldo Antunes, e “Incêndio”, do repertório da extinta banda Urge, do compositor Pedro Luís, o espetáculo já diz a que veio. A turnê, que passou por Portugal, Argentina, Uruguai e pelas principais capitais do país, está perto de contabilizar 100 apresentações, em quase dois anos de estrada.

“Atento aos Sinais” é pop, urgente, com músicas de compositores consagrados, como Caetano Veloso (“Two Naira FiftyKob”) e Paulinho da Viola (“Roendo as unhas”), mas que destaca a produção de novos nomes como Criolo (“Freguês da Meia-Noite”), a banda Zabomba (“Pronomes”), o alagoano Vítor Pirralho (“Tupi Fusão”), Dan Nakagawa (“Todo mundo o tempo todo”) e os cariocas do Tono (“Não consigo” e “Samba do Blackberry”). “Muitos me procuram, vão aos shows e me entregam letras, discos gravados. Outros conheço através da internet. Sempre acho que numa dessas posso encontrar coisas interessantes, como tenho encontrado”, conta Ney.

A última música escolhida para o repertório foi “Noite Torta”, de Itamar Assumpção, autor de outras duas canções do roteiro: “Isso não vai ficar assim” e “Fico louco”. Desde 1988, quando gravou “Chavão Abre Porta Grande”, Itamar é presença constante nos projetos de Ney, que o considera “um dos maiores compositores da música brasileira”.

Dirigido por Felipe Nepomuceno, o DVD registra a performance exuberante e hipnótica do artista em um cenário que inclui uma cadeira espelhada no centro do palco, onde Ney troca de figurino, e os flertes com a platéia, que mergulha de cabeça em um repertório sem concessões, que jamais envereda pelo caminho mais fácil. “Atento aos Sinais é um show que me aproxima dos meus tempos de Secos & Molhados, mas é sobretudo um show pop. Sou um artista que gosta de arriscar, até porque sou intérprete, não sou compositor”, define.

O formato CD reúne 17 canções e o DVD 19, incluindo ainda os registros de “Amor”, clássico do repertório dos Secos e Molhados, “Astronauta Lírico” (Vitor Ramil), “Poema”(Cazuza/Frejat), “Ex-amor” (Martinho da Vila) e o poema “Há minutos atrás” como conteúdo extra. A banda primorosa, que garante a“metaleira” e a base sonora perfeitas para o repertório, é formada por Sacha Amback (direção musical e teclado), Marcos Suzano e Felipe Roseno (percussão), Dunga (baixo), Mauricio Negão (guitarra), Aquiles Moraes(trompete) e Everson Moraes (trombone).

Logo após o lançamento de Atento aos Sinaisao vivo, Ney Matogrosso embarca para Las Vegas, onde receberá o prêmio especial pelo conjunto da obra, na 15° Edição do Grammy Latino.

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 28 novembro, 2014 17:10


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Aprendiz de Espiã

Facebook