Festival Internacional de Música Erudita de Piracicaba recebe inscrições até 6 de julho

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 3 julho, 2014 18:01

Festival Internacional de Música Erudita de Piracicaba recebe inscrições até 6 de julho

Até 6 de julho estão abertas as inscrições para o Festival Internacional de Música Erudita de Piracicaba (Feimep), que reunirá de 20 a 26 de julho professores renomados no país e no exterior e concertos gratuitos. Estudantes de música erudita de todo o país podem acessar a ficha de inscrição e obter mais detalhes sobre a programação pedagógica no site www.feimep.com.br.

Concebido para fomentar as atividades pedagógico-musicais em novos músicos, contribuindo com o desenvolvimento pessoal e profissional, o Feimep é destinado a estudantes de diversas faixas etárias de universidades e conservatórios brasileiros e de outros países. A quinta edição oferecerá masterclasses de violino, violoncelo, viola, contrabaixo e piano, distribuídas em 10 vagas cada, além do curso para o Método Dalcroze, com vagas ilimitadas.

Para efetivar a inscrição é necessário que o candidato acesse o link “Inscrições” no site oficial e escolha o instrumento de seu interesse e a modalidade em que deseja participar (bolsista ou aluno regular). Após o pagamento de R$ 100, o comprovante deve ser anexado no próprio site, ao lado do campo para envio do currículo do estudante.

O aluno que optar pela inscrição como bolsista deve apresentar justificativa para isenção da taxa de inscrição. Após análise da produção do festival serão divulgados os contemplados, como também a relação dos inscritos. A lista estará disponível no site oficial em 13 de julho.

A organização do festival oferece alojamento durante o evento, com monitores e segurança, ao custo de R$ 100. Neste caso, é recomendada a leitura do termo de compromisso, que deve ser entregue na chegada do aluno a Piracicaba. O custeio do transporte até o Feimep é de responsabilidade do estudante, que terá assegurado o deslocamento no percurso aula-alojamento-concerto.

Segundo o instrumentista André Micheletti, que responde pela direção artística e coordenação pedagógica do Feimep, todos os alunos serão aceitos, independente do nível, cumprindo, desta forma, a premissa de disseminação e democratização da música clássica no Brasil. “Queremos dar a chance aos estudantes de estar frente a frente com professores de ponta, que possam aprender técnica, compartilhar conhecimentos e se aprimorar profissionalmente”, destaca.

Doutor pela Indiana University, em Bloomington, e mestre pela Northwestern University, em Chicago, Micheletti será um dos professores de violoncelo durante o Feimep. Além dele, estão confirmados como docentes do instrumento Helga Winold (Munique-EUA) e Lilit Kurdiyan (Armênia-EUA).

Uma das novidades deste ano é a participação do maestro Jamil Maluf, que irá reger a orquestra acadêmica do festival. Natural de Piracicaba, ele recebeu por quatro vezes o prêmio de Melhor Regente de Orquestra pela APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte). Maluf também é um dos criadores da Orquestra Experimental de Repertório, da qual atuou até o ano passado como regente titular e diretor artístico.

Também entre as novidades está a participação de Nigel North (Londres-EUA) no curso de interpretação das obras de Bach, aberto a qualquer interessado no estudo dos instrumentos de cordas. Há também as aulas com Iramar Rodrigues (Brasil-Suíca), que irá apresentar o Método Dalcroze, conhecido por utilizar o movimento e a sensação corporal no processo de aprendizagem.

As aulas de violino serão conduzidas por Mathias Tacke (Alemanha-Chicago), Vèronique Mathieu (Canadá-EUA), Cláudio Micheletti e Alessandro Borgomanero (Brasil). Como docentes de viola estarão Rudolf Haken (EUA) e Alexandre Razera (Brasil). A instrumentista Jasmin Arakawa (Japão-EUA) dará o masterclass de piano, enquanto o brasileiro Sérgio de Oliveira o curso de contrabaixo.

O festival é realizado pelo Jornal de Piracicaba e Revista Arraso, com apoio da Prefeitura de Piracicaba, por meio da Secretaria Municipal da Ação Cultural (Semac). Segundo Rosângela Camolese, secretária da Ação Cultural, o Feimep é um movimento democrático de cultura. “Piracicaba sempre se destacou na formação de instrumentistas e possui respeito internacional com o trabalho promovido por mais de cinco décadas pelo maestro Ernst Mahle. Com o Feimep retomamos esse papel e reafirmamos nossa referência no país e no exterior.”

A programação artística do Feimep será realizada no Teatro Erotídes de Campos, no Engenho Central, com apresentações gratuitas e abertas à população. Durante o evento, alunos e professores integram os concertos, além de orquestras convidadas especialmente para a quinta edição.

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 3 julho, 2014 18:01


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

A Espiã Vermelha

Facebook

Kardec