COPA NA CINEMATECA – exibe uma seleção de filmes nacionais em versões legendadas

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 12 junho, 2014 11:00

COPA NA CINEMATECA – exibe uma seleção de filmes nacionais em versões legendadas

Celebrando o Brasil como a sede da Copa do Mundo 2014, a Cinemateca Brasileira exibe uma seleção de filmes nacionais em versões legendadas.

Cinemateca Brasileira-Copa do Mundo 2014-PROMO-12JUNHO2014-02

A diversidade do cinema brasileiro se faz presente na mostra: Limite, mítica obra-prima de Mário Peixoto; Garrincha, alegria do povo de Joaquim Pedro de Andrade, documentário que retrata toda a beleza do futebol de Mané Garrincha; o erotismo de Anjo loiro, de Alfredo Sternheim; os road movies Bye bye Brasil, de Carlos Diegues e Cinema, aspirinas e urubus, de Marcelo Gomes.

A mostra ainda inclui, ELES NÃO USAM BLACK-TIE, Leon Hirszman, TUDO BEM, de Arnaldo Jabor, CARLOTA JOAQUINA, A PRINCESA DO BRAZIL, de Carla Camurati e o recente Hoje eu quero voltar sozinho, de Daniel Ribeiro, sucesso de público e crítica vencedor do Prêmio FIPRESCI no Festival de Berlim 2014.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO 

QUINTA 19/06

SALA CINEMATECA BNDES
19h00 GARRINCHA, ALEGRIA DO POVO

SEXTA 20/06

SALA CINEMATECA BNDES
19h00 LIMITE

SÁBADO 21/06

SALA CINEMATECA BNDES
18h00 HOJE EU QUERO VOLTAR SOZINHO
20h00 ELES NÃO USAM BLACK-TIE

DOMINGO 22/06

SALA CINEMATECA BNDES
17h00 CINEMA, ASPIRINAS E URUBUS

QUINTA 26/06

SALA CINEMATECA PETROBRAS
19h00 CARLOTA JOAQUINA, A PRINCESA DO BRAZIL

SEXTA 27/06

SALA CINEMATECA PETROBRAS
19h00 BYE BYE BRASIL

SÁBADO 28/06

SALA CINEMATECA BNDES
18h00 LIMITE
20h00 GARRINCHA, ALEGRIA DO POVO

DOMINGO 29/06

SALA CINEMATECA BNDES
17h00 TUDO BEM

SÁBADO 05/07

SALA CINEMATECA PETROBRAS
18h00 BYE BYE BRASIL
20h00 CARLOTA JOAQUINA, A PRINCESA DO BRAZIL

DOMINGO 06/07

SALA CINEMATECA BNDES
17h00 HOJE EU QUERO VOLTAR SOZINHO

FICHAS TÉCNICAS E SINOPSES

Anjo loiro – Direção: Alfredo Sternheim
São Paulo, 1973, 35mm, cor, 103’ | Legendas em inglês
Elenco: Mario Benvenutti, Vera Fischer, Celia Helena, Ewerton de Castro

Professor apaixona-se pela jovem namorada de seu melhor aluno. Mas as repetidas infidelidades da moça o levam ao desespero. Lançado no auge do cinema marginal, e em meio à consolidação de uma produção regular da Boca, Anjo loiro obteve boa repercussão de público até ser interditado pela censura. Estrelado por Vera Fischer, é inspirado no clássico de Joseph von Sternberg, O anjo azul, adaptado de um romance do escritor Heinrich Mann.

não indicado para menores de 16 anos

Bye bye Brasil – Direção: Carlos Diegues
Rio de Janeiro, 1979, 35mm, cor, 110’ | Legendas em inglês
Elenco: José Wilker, Betty Faria, Fábio Jr., Zaira Zambelli

A bordo da Caravana Rolidei, uma trupe de artistas ambulantes viaja pelo Nordeste do Brasil apresentando espetáculos para camponeses, cortadores de cana, índios, etc. Enquanto passam pelos mais diferentes lugares e paisagens – do sertão nordestino à Rodovia Transamazônica – vivendo diversas aventuras, também procuram fugir da concorrência da televisão. Bye bye Brasil é uma reflexão sobre as transformações culturais do país durante os anos de ditadura militar. Fotografia de Lauro Escorel.

Não indicado para menores de 16 anos

Carlota Joaquina – A Princesa do Brazil – Direção: Carla Camurati
Rio de Janeiro, 1994, 35mm, cor, 100′ | Legendas em inglês
Elenco: Marieta Severo, Marco Nanini, Ludmila Dayer, Beth Goulart, Antônio Abujamra, Vera Holtz

Um painel da vida de Carlota Joaquina, a infanta espanhola que se casou com o príncipe de Portugal, D. João VI, e veio – muito a contragosto – com a corte portuguesa para o Brasil. Aqui, Carlota se envolveu em muitas aventuras e romances, em paralelo às atividades de D. João, o monarca fugitivo que criou as bases do Brasil moderno. Primeiro grande sucesso da retomada do cinema brasileiro, Carlota Joaquina – A Princesa do Brazil levou um milhão e meio de espectadores aos cinemas.

Classificação indicativa: 12 anos

Cinema, aspirinas e urubus – Direção: Marcelo Gomes
Pernambuco, 2005, 35mm, cor, 99’ | Legendas em inglês
Elenco: Peter Ketnath, João Miguel, Hermila Guedes, Mano Fialho

Em 1942, no sertão nordestino, dois homens vindos de mundos diferentes se encontram. Um deles é Johann, alemão fugido da 2ª Guerra Mundial, que dirige um caminhão e vende aspirinas pelo interior do país. O outro é Ranulpho, um homem simples que sempre viveu no sertão e que, após ganhar uma carona de Johann, passa a trabalhar para ele como ajudante. Viajando de povoado em povoado, a dupla exibe filmes promocionais sobre o remédio “milagroso” para pessoas que jamais tiveram a oportunidade de ir ao cinema. Aos poucos, surge entre eles uma forte amizade.

Classificação indicativa: 14 anos

Eles não usam black-tie – Direção: Leon Hirszman
Rio de Janeiro, 1981, 35mm, cor, 120′ | Legendas em inglês
Elenco: Fernanda Montenegro, Gianfrancesco Guarnieri, Carlos Alberto Riccelli, Bete Mendes, Lélia Abramo, Milton Gonçalves

Durante uma greve numa empresa, operário se divide entre os piquetes e a relação com a namorada grávida. Para não perder o emprego, ele decide furar a greve, liderada por seu pai e inicia um conflito familiar que se estende às assembleias. O filme debruça-se sobre os conflitos, contradições e anseios da classe trabalhadora no final dos anos 1970, na crise final da ditadura militar. Vencedor do Prêmio Especial do Júri do Festival de Veneza.

Classificação indicativa: Livre

Garrincha, alegria do povo – Direção: Joaquim Pedro de Andrade
Rio de Janeiro, 1962, 35mm, pb, 61’ | Exibição em HDCam | Legendas em inglês

Documentário sobre a trajetória do grande astro do futebol brasileiro, Mané Garrincha. A partir de depoimentos e cenas dos dribles e gols do jogador, o filme retrata a paixão ardorosa do povo pelo futebol, visto não como um esporte inocente, mas como uma catarse, onde o torcedor esvai aos berros seus anseios e frustrações acumulados durante a semana. Também denuncia as mazelas dos contratos com os times, que subjugavam o atleta ao clube.

Classificação indicativa: Livre

Hoje eu quero voltar sozinho – Direção: Daniel Ribeiro
São Paulo, 2014, digital>35mm, 96′ | Legendas em inglês
Elenco: Ghilherme Lobo, Fabio Audi, Tess Amorim

Leonardo é um adolescente cego que, como qualquer adolescente, está em busca de seu lugar. Desejando ser mais independente, precisa lidar com suas limitações e a superproteção de sua mãe. Para decepção de sua inseparável melhor amiga, Giovana, ele planeja libertar-se de seu cotidiano fazendo uma viagem de intercâmbio. Porém a chegada de Gabriel, um novo aluno na escola, desperta sentimentos até então desconhecidos em Leonardo, fazendo-o redescobrir sua maneira de ver o mundo. Vencedor do Teddy Bear e do Prêmio FIPRESCI no Festival de Berlim, e Prêmio do público no Guadalajara Mexican Film Festival e Torino International Gay & Lesbian Film Festival.

Classificação indicativa: 12 anos

Limite – Direção: Mário Peixoto
Rio de Janeiro, 1931, 35mm, 120 min | Intertítulos legendados em inglês
Elenco: Carmen Santos, Raul Schnoor, Brutus Pedreira, Mário Peixoto e Edgar Brazil

Em um pequeno barco a deriva, um homem e duas mulheres contam histórias de uma vida marcada por desventuras, tristezas, angústias e monotonia. As imagens e as histórias ensaiam uma fuga metafórica, que justifica o conformismo dos personagens diante da degradação humana. Grande clássico do cinema brasileiro. Fotografia de Edgar Brasil.

Classificação indicativa: Livre

Tudo bem – Direção: Arnaldo Jabor
Rio de Janeiro, 1978, 35mm, cor, 110′ | Legendas em inglês

Elenco: Paulo César Peréio, Fernanda Montenegro, Paulo Gracindo, José Dumont

Uma típica família da burguesia carioca decide reformar o velho apartamento onde mora para o noivado da filha. Em meio às obras, parentes e trabalhadores vão revelando suas particularidades. O “patriarca” tem três alter-egos que o ajudam a escrever cartas para um editor de jornal falando sobre a realidade brasileira; sua esposa sofre pela impotência sexual do marido; a filha do casal namora um executivo norte-americano; o filho trabalha como relações-públicas de uma grande multinacional; a cozinheira apresenta problemas psicológicos e, finalmente, a arrumadeira, prostitui-se nas horas vagas para aumentar a renda. Durante a reforma, a família padece de toda a sorte de ocorrências, desde as intrínsecas à obra até fatos como o alojamento, na sala em reforma, de uma família inteira de um dos pedreiros que não tem onde se abrigar.

Classificação indicativa: 16 anos

SERVIÇO
Evento: COPA NA CINEMATECA – exibe uma seleção de filmes nacionais em versões legendadas
Data: 19 de junho a 06 de julho | Horário: consultar programação
Local: CINEMATECA BRASILEIRA
Endereço: Largo Senador Raul Cardoso, 207 – próximo ao Metrô Vila Mariana
Classificação etária: consultar programação
Coordenador Geral: Lisandro Nogueira
Programação: Sergio Silva
Produção de cópias: Leandro Pardi
Assessoria de imprensa: Karina Almeida
Outras informações: (11) 3512-6111 (ramal 215)
*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.
Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 12 junho, 2014 11:00


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Brincando com Fogo

Facebook

Reino Gelado e a terra dos espelhos