QUANDO EU ERA VIVO, com Antonio Fagundes, Marat Descartes e Sandy Leah ganha VÍDEOS PROMOCIONAIS

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 21 janeiro, 2014 14:00

QUANDO EU ERA VIVO, com Antonio Fagundes, Marat Descartes e Sandy Leah ganha VÍDEOS PROMOCIONAIS

O longa dirigido por Marco Dutra, e produzido pela RT Features, QUANDO EU ERA VIVO, ganhou quatro (4) vídeos promocionais que trazem detalhes e curiosidades sobre o longa que longa fala sobre complexas relações familiares e a impossibilidade de recuperar o passado, sob um inusitado viés de suspense.

Conheça algumas das pílulas – vídeos com curiosidades, trechos de making off, e depoimentos de atores e personagens que toda a equipe de QUANDO EU ERA VIVO preparou para mostrar como foi o processo de produção do filme.

O filme é baseado no livro “A Arte de Produzir Efeito Sem Causa”, de Lourenço Mutarelli, a produção fala sobre complexas relações familiares e a impossibilidade de recuperar o passado, sob um inusitado viés de suspense.

Fagundes fala de sua relação com os filmes de terror:

Como foram feitas as estranhas cabeças de gesso:

Marat quando era vivo:

Fagundes fala sobre QUANDO EU ERA VIVO:

Baseado no livro “A Arte de Produzir Efeito Sem Causa”, de Lourenço Mutarelli, QUANDO EU ERA VIVO conta a história de Júnior (Marat Descartes), um jovem que passa por um divórcio traumático e busca abrigo na casa do pai, Sênior (Antonio Fagundes), com quem mantinha uma relação distante. Lá, nada lembra o lar em que viveu quando jovem. O pai se tornou um homem estranho, rejuvenescido à base de exercícios físicos e bronzeamento artificial. Os objetos e fotos da mãe, morta há alguns anos, foram encaixotados e trancados no quartinho dos fundos.

No quarto que dividia com o irmão, Pedro (Kiko Bertholini), agora vive a inquilina Bruna (Sandy Leah), jovem estudante de música que veio do interior para se formar. Após encontrar objetos que remetem ao passado e à sua mãe, Júnior desenvolve uma obsessão pela história de sua família e tenta recuperar algo que aconteceu em sua infância e que, até hoje, o assombra.


Rosto marcante no cinema brasileiro independente recente, o ator Marat Descartes, que vive o protagonista Júnior, será o homenageado da 17ª Mostra de Cinema de Tiradentes. O tributo mantém a linha recente do evento de celebrar nomes de profissionais com menos tempo de carreira, mas com escolhas autorais de trabalho, como é o caso de suas elogiadas atuações em “Trabalhar Cansa” (2011), de Marco Dutra e Juliana Rojas e “Super Nada” (2012) dirigido por Rubens Rewald, e pelo qual Marat ganhou o Kikito de melhor atuação no 40o Festival de Gramado, em 2012.

Em QUANDO EU ERA VIVO, ele volta a trabalhar com os diretores de “Trabalhar Cansa”, uma parceria de longa data que o projetou nas telas, desde os premiados curtas da dupla. QUANDO EU ERA VIVO é a primeira incursão solo de Marco Dutra na direção de um longa-metragem, que deixou a montagem a cargo de Juliana Rojas. Neste, que é o filme de abertura da Mostra de Tiradentes, Marat divide a cena com nomes como Antonio Fagundes e Sandy Leah.

O elenco de QUANDO EU ERA VIVO conta com nomes como Antonio Fagundes, Sandy Leah e Marat Descartes, este cada vez mais consolidado como um dos grandes atores do cinema nacional contemporâneo – ele trabalhou anteriormente com Marco Dutra e Juliana Rojas em “Trabalhar Cansa” (2011), e ganhou o Kikito de Melhor Ator no 40o Festival de Gramado, em 2012, por sua atuação no longa “Super Nada”. “Um nome que sempre esteve presente foi o do Antonio Fagundes. Ele sempre foi o personagem do pai. Marco fez excelentes sugestões, como a Sandy e o Marat, que tem com ele uma parceria de longa data”, conta o produtor Rodrigo Teixeira, da RT Features; “Foi uma mistura bem sucedida”.

A estreia em circuito comercial acontece em 31 de janeiro de 2014.

QUANDO EU ERA VIVO

Baseado no livro “A Arte de Produzir Efeito Sem Causa”, de Lourenço Mutarelli
Direção: Marco Dutra
Produção: Rodrigo Teixeira
Produção Executiva: Raphael Mesquita
Roteiro: Gabriela Amaral Almeida e Marco Dutra
Direção de Fotografia: Ivo Lopes Araujo
Direção de Arte: Luana Demange
Figurino: Diogo Costa
Maquiagem: André Anastácio
Montagem: Juliana Rojas
Comontador: Bernardo Barcellos
Desenho de Som: Daniel Turini e Fernando Henna
Mixagem: Paulo Gama
Som Direto: Gabriela Cunha
Música: Guilherme Garbato, Gustavo Garbato e Marco Dutra
Elenco: Antonio Fagundes, Marat Descartes, Sandy Leah, Gilda Nomacce, Kiko Bertholini, Helena Albergaria, Rony Koren, Tuna Dwek, Lourenço Mutarelli, Eduardo Gomes, Lilian Blanc, Carlos Albergaria e Marc Libeskind
Distribuição: Vitrine Filmes

Quando Eu Era Vivo-Official Poster Banner PROMO POSTER-09JANEIRO2014-02

Quando Eu Era Vivo-Official Poster Banner PROMO POSTER-09JANEIRO2014-01

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 21 janeiro, 2014 14:00


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Homem Aranha - Longe de Casa

Facebook

Kardec