Silva é a próxima atração do projeto Sai da Rede, no CCBB

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 26 janeiro, 2013 11:35

Silva é a próxima atração do projeto Sai da Rede, no CCBB

Em janeiro, o CCBB RJ dedica suas terças à nova música brasileira que vem ganhando repercussão pela web. Sucesso de público em suas três edições anteriores, realizadas em 2011, em Brasília e São Paulo, e 2012, de novo em SP, o projeto Sai da Rede traz agora ao Rio uma série de cincos shows, de 08 de janeiro a 05 de fevereiro, sempre às terças-feiras, em dois horários, 12h30 e 19h. Depois do trio de rock paulista O Terno e dos grupos Baiana System (15/01) e Do Amor (22/01), o capixaba Silva é atração do dia 29. O pernambucano Tibério Azul (05/02) encerra a versão carioca do projeto.

Com curadoria e direção artística de Amanda Menezes e Pedro Seiler, um dos integrantes do coletivo Queremos, o projeto traz ao mundo real alguns dos mais interessantes novos artistas do país, de cinco estados diferentes – São Paulo, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Bahia e Pernambuco -, que conquistaram público e crítica utilizando-se das novas possibilidades de produção, divulgação e comercialização de suas obras oferecidas pela internet, mas ainda pouco vistos ao vivo fora de seus estados.

De fenômenos recentes como O Terno e Silva, integrantes das listas de novos artistas mais comentados do ano com seus discos de estreia, a nomes como Do Amor, BaianaSystem e Tibério Azul, que vêm, já há alguns anos, sedimentando seus trabalhos com base no do it yourself do século XXl: a possibilidade – e necessidade – de encontrar novos formatos de comunicação direta com o público em tempos de declínio da indústria fonográfica em seus moldes tradicionais.

Sobre Silva

Em qualquer texto sobre as novidades da música brasileira em 2011 e 2012, Silva estará lá. No final de 2011, um despretencioso EP com cinco faixas foi colocado na internet. Meses depois, graças a ela, a santa internet, a música de Lucio Silva, capixaba de 24 anos, ganhava repercussão inesperada e o clipe “A Visita” tornava-se um fenômeno de views no youtube.

Gravado em sua casa, em Vitória, o repertório foi, de conversa em conversa, parar nas mãos de Matt Colton, produtor que finalizou os discos do britânico James Blake, que, não por acaso, é uma das referências de Silva. Além do feito de ter Matt Colton assinando a mixagem de seu EP de estreia, ainda em 2011, ele pulou dos poucos e modestos shows feitos até então para as dimensões enormes da primeira edição brasileira do Festival Sónar.

Em outubro de 2012 o EP on line tornava-se oficialmente um CD, agora com um gravadora por trás, o selo Slap, da Som Livre, e sete faixas a mais. Entitulado  “Claridão”, o álbum explica as atenções voltadas a ele. Música com personalidade a tiracolo, em que sua formação clássica –  filho de uma professora de música,  começou a estudar violino aos seis anos –  se funde ao melhor da tradição da canção brasileira e belas camadas de sintetizadores em músicas como “2012”, “Imergir”’e “Acidental”.  Multi instrumentista, ele toca os instrumentos do disco, além de cantar  – piano, sintetizadores, órgão, guitarra, violoncelo, violino, violão, vibrafone, ukulelê e percussão.

Enquanto a formação clássica forneceu ferramentas para compor e executar os instrumentos, a forte influência que recebeu da música eletrônica quando morou na Europa trouxe os sintetizadores. Em 2009, ao estudar inglês na Irlanda, pegou o país no meio da crise econômica e começou a tocar em bares para se sustentar. Toda noite, gravava algo no computador. Quando voltou, tinha equipamentos para compor e gravar em casa. Sorte a nossa.

SERVIÇO
SAI DA REDE
Patrocínio: Banco do Brasil
Realização: Centro Cultural Banco do Brasil – Rio de Janeiro
Curadoria e direção artística: Amanda Menezes e Pedro Seiler
Datas: 29/01 – Silva (ES) e 05/02 – Tibério Azul (PE)
Local: Centro Cultural Banco do Brasil – Teatro II
Endereço: Rua Primeiro de Março, 66- Centro – RJ
Horários: 12h30 e 19hs
Preço: R$ 6,00 (inteira) e R$ 3,00 (meia)
Capacidade: 155 lugares
Classificação: Livre

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 26 janeiro, 2013 11:35


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Aprendiz de Espiã

Facebook