Fundação Clóvis Salgado lança novo programa educativo em Artes Visuais com espaço exclusivo no Palácio das Artes

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 31 maio, 2012 17:58

Fundação Clóvis Salgado lança novo programa educativo em Artes Visuais com espaço exclusivo no Palácio das Artes

Um novo programa educativo em Artes Visuais, com um espaço exclusivo para os grupos agendados no Palácio das Artes, é a grande novidade da Fundação Clóvis Salgado e faz parte da política de formação de público da instituição. O novo projeto educativo, em funcionamento a partir desta quinta-feira, dia 31 de maio, tem a capacidade de atender, durante o período em que as galerias estão abertas para visitação, a seis grupos por dia, podendo cada um deles ter até 150 pessoas, totalizando 900 pessoas por dia. No total, até 4.950 pessoas poderão fazer visitas guiadas às galerias, por meio de agendamento prévio, a cada semana.

Com a reestruturação do programa foram contempladas uma série de melhorias, dentre elas: a qualificação do atendimento ao público nas galerias – ampliando o acesso de pessoas dos mais variados perfis à informação e às experimentações artísticas; a inauguração do Espaço Educativo da Fundação Clóvis Salgado; a criação das oficinas com professores – possibilitando um preparo específico dos educadores para dar continuidade à formação dos alunos posteriormente às visitas às exposições; e a publicação de cartilhas com conteúdos educativos – que serão disponibilizadas impressas e pela internet, gratuitamente, aos grupos agendados.

A presidente da Fundação Clóvis Salgado, Solanda Steckelberg, destaca o fato de que “o programa educativo em Artes Visuais da FCS tem como diretriz tornar-se um espaço mobilizador de uma ampla política de atendimento ao público da instituição, tendo como referência os eixos instituídos pela Unesco para o desenvolvimento humano – ser, conviver, conhecer, fazer”.

Espaço Educativo no Palácio das Artes está entre os destaques do novo projeto

O Espaço Educativo da Fundação Clóvis Salgado funcionará ao lado da Grande Galeria Alberto da Veiga Guignard como um local de acolhimento ao público que visita as galerias do Palácio das Artes e do Centro de Arte Contemporânea e Fotografia. Os alunos de escolas (públicas e privadas), idosos, entidades sociais e demais grupos que queiram agendar uma visita guiada às exposições em cartaz nos espaços da FCS, terão, além do acompanhamento dos arte-educadores, um núcleo permanente de pesquisa, formação e experimentação artística, atuando paralelamente e como um complemento às exposições. Estarão disponíveis no local materiais diversos para pesquisa, como textos, livros, imagens e referências sobre os artistas e obras  em exposição. Haverá, ainda, uma infraestrutura adequada para a realização de oficinas e experimentações artísticas relacionadas à temática da mostra em cartaz. A cada exposição, um novo material será disponibilizado ao público, que terá contato e poderá experimentar técnicas diversas e materiais artísticos, sempre sob o acompanhamento de arte-educadores. Computadores com acesso à internet e escaninhos com chaves, para que o público possa guardar mochilas e outros materiais durante a visita, completam a estrutura do local.

Atendimento por arte-educadores

O programa conta com o atendimento gratuito por arte-educadores para todos os visitantes das galerias do Palácio das Artes e do Centro de Arte Contemporânea e Fotografia, incluindo grupos agendados e o público espontâneo. Os visitantes poderão solicitar o acompanhamento dos arte-educadores durante todo o período em que as galerias estão abertas para visitação.

No caso das visitas agendadas, cada uma tem, em média, uma hora de duração e as marcações podem ser feitas pelo telefone (31) 3236-7322 ou pelo e-mail extensão@fcs.mg.gov.br.

Publicações

Cinco cartilhas educativas, com informações, atividades e reflexões complementares à visita às galerias, serão lançadas até o final do ano. A primeira cartilha impressa, sobre a exposição SEGUE-SE VER O QUE QUISESSE (em cartaz até o dia 14 de julho no Palácio das Artes e no Centro de Arte Contemporânea e Fotografia), estará disponível aos grupos agendados, gratuitamente, a partir desta quinta-feira, dia 31 de maio, e poderá ser conferida, também, pelo site fcs.mg.gov.br. Anteriormente a esta, foi lançada a cartilha educativa da exposição DUO, apresentada na Grande Galeria Alberto da Veiga Guignard, no Palácio das Artes, entre fevereiro e abril de 2012, que pôde ser conferida online pelos grupos que visitaram a mostra.

Além da cartilha, a partir de junho a Fundação Clóvis Salgado passa a oferecer o ‘Guia do Visitante’, uma publicação impressa que estará disponível gratuitamente ao público no Balcão de Informações do Palácio das Artes em versões em português, inglês e espanhol. No ‘Guia do Visitante’ estarão todas as informações, com textos, mapas e ilustrações, sobre os espaços e serviços oferecidos pela FCS, facilitando o acesso do público que visita o local pela primeira vez.

Oficinas

Até dezembro de 2012, serão realizadas quatro oficinas com especialistas convidados. Direcionadas a professores, as oficinas têm foco nas temáticas relativas às exposições realizadas nos espaços da FCS. Nas oficinas serão fornecidos subsídios e novos parâmetros para o debate e experimentação artística em sala de aula. A ação garantirá que os professores dêem sequência ao projeto de formação de público e estímulo à apreciação das artes pelos alunos. Os professores interessados em participar das oficinas podem se inscrever pelo telefone (31) 3236-7322 ou pelo e-mail extensão@fcs.mg.gov.br.

Confira, abaixo, os temas e datas das oficinas que serão realizadas até o final do ano:

– Fotografia Pinhole: A Imagem Precária – seus princípios e suas respostas – 4 de junho

Introduzirá conceitos e técnicas de produção da imagem fotográfica a partir da fotografia pinhole. A técnica tem fácil aplicação na sala de aula, devido a fatores importantes como o baixo custo. A oficina tem como objetivo principal oferecer aos educadores condições para o trabalho com a fotografia em sala de aula, estimulando o desenvolvimento de uma visão mais crítica acerca das imagens do cotidiano, fortalecendo assim o processo fundamental de construção do conhecimento.

– Arte Contemporânea Brasileira

Será realizada em junho, paralelamente à exposição SEGUE-SE VER O QUE QUISESSE. A oficina aborda uma reflexão sobre as artes plásticas realizadas no Brasil na segunda metade do século XX e no início do século XXI, buscando revelar uma percepção de como ocorreu a implantação da arte contemporânea na cultura artística brasileira. Serão discutidas possibilidades de aplicação da arte contemporânea na sala de aula.

– Arte e Design

Acontecerá em setembro, paralelamente à exposição Bienal de Design, que terá, nesta edição, o tema “diversidade”. Organizada pelo Ministério de Desenvolvimento em parceria com a Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais, a Bienal Brasileira de Design irá reunir as mais diversas experiências do país na área de design.

A oficina tem o objetivo de facilitar o entendimento sobre o conceito de design em suas diversas áreas de atuação, introduzindo noções de artesanato e iconografia urbana, estimulando a observação do território, cidade, comunidades e cultura local para experimentação de atividades de design em sala de aula.

– Videoarte: entre a história e o experimental

Será realizada em novembro, paralelamente à exposição Videoarte acervo – Itaú Cultural, que apresentará acervos do Itaú num recorte da principal produção em vídeoarte brasileira.

A oficina oferece uma introdução à história do vídeoarte, com a exposição de conceitos técnicos e teóricos relacionados à produção videográfica desde seus primórdios. Estabelecerá um percurso pelos campos da produção da imagem eletrônica, numa convergência constante com a produção artística contemporânea. Os participantes serão convidados a produzir e experimentar com o audiovisual na era digital, propondo a criação de metodologias para disseminação do trabalho em sala de aula utilizando-se equipamentos digitais, como câmeras e computadores, por exemplo.

Horário de funcionamento das galerias do Palácio das Artes (Grande Galeria Alberto da Veiga Guignard, Galerias Arlinda Corrêa Lima e Genesco Murta e Espaço Mari’Stella Tristão) e Centro de Arte Contemporânea e Fotografia
Terça a sábado, das 9h30 às 21h
Domingo, das 16h às 21h
Entrada gratuita

SERVIÇO
Lançamento do novo programa educativo em Artes Visuais e inauguração de espaço no Palácio das Artes
Data: 31 de maio de 2012
Horário: 19h
Local: Espaço Educativo da Fundação Clóvis Salgado (ao lado da Grande Galeria Alberto da Veiga Guignard, no Palácio das Artes – Avenida Afonso Pena, 1.537 – Centro – Belo Horizonte)
Entrada gratuita

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 31 maio, 2012 17:58


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Angry Birds 2

Facebook

O Clube dos Canibais
Meu Nome é Daniel