Tai estreia na sua carreira solo com single que mostra a música como porto seguro

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 20 fevereiro, 2019 11:24

Tai estreia na sua carreira solo com single que mostra a música como porto seguro

Cantora, compositora, produtora, designer e filmmaker, Tai é uma multi-artista que soube esperar a hora certa e deixar maturar sua música. Seis anos após o fim de sua última banda, ela se prepara para lançar sua carreira-solo com o single e lyric video “Ainda Bem”.  A canção apresenta a música como um ponto de segurança e de auto-descoberta. A faixa está disponível nas plataformas de música digital.

A canção apresenta uma artista nova, adulta e com uma música climática e reflexiva. “Ainda Bem” foi produzida por Sarah Abdala com mixagem de Rogério Sobreira e tem uma história rica.

“Compus ela pra uma amiga que havia sido presa em Portugal e deixou uma filha bebê no Brasil. Nesse momento, pra minha amiga, a filha era a única sensação de pertencimento no mundo. A música é uma espécie de porto seguro. Um dizer de uma pra outra dizendo que voltam e que uma tem a outra. Ela significa minha relação com a música também e, de certa maneira, é um estreitamento de relações entre nós e um aviso de que independentemente das distâncias e oceanos, nos pertencemos e retornamos”, conta Tai.

Esse lado compositora e mais reflexivo foi algo que ela deixou de lado tanto nas bandas de que participou e por não achar espaço para se expressar. Isso quase a fez desistir da música.

“Sempre tive medo de mostrar as músicas pro pessoal de todas as bandas. Já com minha última banda, me sentia reprimida de todas as formas, tanto o lado poético, criativo, estético, enfim. Todas essas experiências me fizeram ficar um longo tempo em inércia, pois eu achava que de fato aquilo ali era o máximo que eu podia fazer e que se as bandas não tinham engrenado era motivo de engolir a seco e deixar essa história de música pra lá”, conta ela.

Tai começou a se interessar por música na infância, com o apoio dos avós. A avó a colocou nas aulas de piano e teoria musical e o avô ensinou os quatro acordes iniciais de violão, que ela até hoje usa como base de composição. Além disso, era na casa da avó que ficava outro ponto marcante para ela se apaixonar por música.

“Lá ficava o famigerado karaokê. Foi lá que conheci Rita Lee, Gilberto Gil, Cartola e, claro, os sertanejos e os Sandy e Junior da vida. Eram noites intermináveis zerando aquele catálogo”, ela confessa.

Com uma trajetória que passou por cinco bandas, um vice-campeonato no reality show Geléia do Rock (Multishow) e por uma vitória nas seletivas do MADA que gerou uma apresentação no prestigiado festival potiguar, Tai se prepara para recomeçar do zero e sem pressões.

“A melhor coisa do que eu estou fazendo é que eu posso fazer quando, onde e como o meu estado de espírito quiser. No fim do processo, eu só canto pra ver se funciona e mostro pra Sarah e pra Frida – a primeira e única plateia durante todo esse tempo”, conta ela se referindo a sua parceira Sarah Abdala e à sua gatinha.

“Ainda Bem” conta com Sarah Abdala no synth juno, Rogério Sobreira no synth monologue, Felipe Cambraia no baixo, Felipe Fernandes na guitarra, Marcelo Callado na percussão e Antônio Pedro no teclado. A faixa já está disponível em todos os streamings.

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 20 fevereiro, 2019 11:24


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

O Parque dos Sonhos

Facebook

Escape Room