Documentário ‘Henfil’ retrata vida do cartunista Henrique de Souza

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 22 novembro, 2018 10:43

“Henfil”, documentário de Angela Zoe, traz dois fios narrativos que se intercalam. Ao mesmo tempo em que resgata a vida e o trabalho do artista com depoimentos de pessoas que conviveram com ele, apresenta seu trabalho para a nova geração.

O resgate da vida e obra de Henfil se dá por filmes em película Super 8 com imagens íntimas e inéditas, filmadas pelo próprio personagem ao longo de suas viagens, e que revelam aparições familiares como sua mãe Dona Maria e os irmãos Betinho, Chico Mário e Glorinha. Tudo costurado com depoimentos de amigos que conviveram e trabalharam com ele e que falam sobre a maneira como o artista usou seus desenhos como um aparato para “driblar” a censura política e também como um recurso para lidar com sua saúde frágil, causada pela hemofilia, e expor sua inquietação criativa.

“Após ter produzido o documentário sobre o Betinho (‘Betinho, a Esperança Equilibrista’), estava na Documenta conversando com o Marcos de Souza, sobrinho do Henfil. Falávamos sobre o sucesso do filme quando ele me perguntou porque eu não fazia um doc sobre o Henfil. Me espantei, mas em menos de 15 segundos (foi o tempo de sentir como poderia ser o filme) topei encarar este desafio (…) a partir daí comecei a pensar em como NÃO contar a vida do Henfil de uma forma careta, pois ele era muito divertido e livre. Contar uma história do berço ao túmulo seria o fim frente a tanta inquietação criativa. Então criei o dispositivo de aproximar gerações; a que viveu o Henfil e a que se encanta com o traço, a irreverência, os personagens e vai descobrindo brincando como ele era e quais suas motivações para criar”, explica Angela.

Para aproximar as duas gerações, a produção do documentário convidou um grupo de jovens animadores para participar de um workshop sobre o trabalho de Henfil. Nos encontros que duraram 1 mês, os jovens pesquisaram sua obra e conversaram com personalidades do cartoon que conviveram com Henfil como Ziraldo, Jaguar, Sérgio Cabral, Tárik de Souza. Ao final do workshop eles produziram uma animação em curta-metragem que também está presente no documentário.

“Criamos uma espécie de reality com a garotada para a criação e produção da animação. Eu não me envolvi em nada, apenas documentei o processo e tudo foi muito verdadeiro e aconteceu de forma totalmente descontraída”, complementa a diretora.

O filme é uma coprodução Documenta Filmes, Globo News, Globo Filmes e Canal Brasil, e conta com o apoio do SESI/SENAI RJ, Departamento de DST/Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, patrocínio da Ancine, BRDE, FSA com distribuição O2 Play e estreia nos cinemas de todo o Brasil dia 6 de dezembro.

PRÊMIOS
CINE PE 2018 – Melhor Filme – Melhor Filme pelo Júri Popular – Melhor Direção – Melhor Montagem – Melhor Roteiro
SANTOS FILM FEST -Melhor Longa Metragem – Prêmio da crítica
Participações:
RECINE 2017
FESTIVAL DO RIO 2017 – MOSTRA RETRATOS
41 MOSTRA INTERNACIONAL DE SÃO PAULO – MOSTRA BRASIL
XIV PANORAMA INTERNACIONAL COISA DE CINEMA – MOSTRA PANORAMA BRASIL
12a MOSTRA CINEMA E DIREITOS HUMANOS

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 22 novembro, 2018 10:43


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

De Repente uma Família

Facebook

O Doutrinador