Sesc Belenzinho apresenta Vertin e seu novo álbum Pásssaro Só

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 9 novembro, 2018 18:08

Sesc Belenzinho apresenta Vertin  e seu novo álbum Pásssaro Só

O cantor e compositor pernambucano Vertin mostra, no Sesc Belenzinho, as canções do seu segundo disco Pássaro Só, lançado recentemente. O show acontece no dia 16 de novembro, sexta, no palco do Teatro da unidade, às 21 horas.

Acompanhado por Alex Nícolas (guitarra, teclado, violão e vocal), Robson Melo (contrabaixo) e Felipe Weinberg (bateria), o artista apresenta um show teatral, que se constrói pelo diálogo entre música, atuação e iluminação. O desenho de som é conduzido por Ricardo Bolognini (Bolinho) e a iluminação assinada por João Guilherme de Paula.

O repertório de seu novo trabalho mescla canção brasileira, poesia popular e rock, e traz participação de Almério, Flaira Ferro e Juliano Holanda, entre outros. As composições são assinadas por Vertin, Helton Moura, Ricardo Cotrim, Juliano Holanda, Rafael Valadares, Hugo Schuler. São elas: Samba pra Resistir, Dança dos Passarinhos, Pássaro Só (ou Uma História de Amor e Fúria), Ouriço, Vaga-lume, Viva, Há Dois, Reverter, Qual É a Sua Cor, Vou Voltar, Domingos e Viveiros.

Músicas de seus trabalhos anteriores como À Que Morreu (gravada por Almério), Permutação (gravada por Lirinha), De Alma, Corpo, Mente e Coração (gravada por Marcelo Jeneci, nome do single de 2014), também estão no roteiro.

O trabalho de Vertin traz a coerência da produção artística de um músico compositor, cujo contexto sempre aponta para as suas próximas criações. No primeiro álbum, Filhosofia, o artista volta o seu olhar para os desdobramentos das grandes questões humanas, os conflitos gerados a partir do momento em que nos identificamos como sujeitos de um mundo em funcionamento, antes mesmo de nossa chegada. Essas questões são tratadas, nesse trabalho, sob a luz das principais correntes filosóficas ocidentais.

Em Pássaro Só, o Vertin mergulha nas suas questões. Os conflitos expostos nas novas composições fazem parte de um sujeito específico, partindo das suas próprias experiências para o relacionamento com o externo. Vertin canta o seu processo de cura, a cura como meio sem perspectiva de fim, mas acreditando estar no caminho do bem. O título do álbum não pretende sugerir o trabalho solitário. A solidão exaltada faz parte da consciência do coletivo mergulhando na individualidade, onde habita o caminho para o aprendizado e o cultivo das relações mais amplas, transformação de um mundo.

Vertin Moura iniciou a carreira no início dos anos 2000, participando da ocupação da Estação Ferroviária de Arcoverde (PE), onde nasceu, realizada por artistas locais que criaram o grupo de teatro A Gente Construindo. Lançou-se como músico compositor ao lado de um dos artistas da ocupação, seu irmão Helton Moura. Logo, formaram, junto com Alex Nicolas, a banda Helton Moura e o Cambaio que estreou com o álbum Maquete Sonora (2011). Com seu primeiro disco solo, o Filhosofia (2012), além do teatro da Estação da Cultura, circulou pelo estado de Pernambuco, integrando o movimento em que grupos contemporâneos como Cordel do Fogo Encantado, Samba de Coco Raízes, Cobaias do Sisal, Maria Joana, se encontravam. Em 2013, foi destacado pela imprensa de Pernambuco (Jornal do Comércio, Diário de Pernambuco e Revista Continente) como artista revelação do Festival de Inverno de Garanhuns. Logo iniciou parcerias com os músicos Lirinha, Almério, Flaira Ferro, Juliano Holanda, Marcelo Jeneci e outros. O artista é também ator, integrando elencos de peças de teatro, filmes e séries. No cinema, atuou em Big Jato (de Cláudio Assis), Sertânia (de Geraldo Sarno) e Marighella (de Wagner Moura). Em 2018, estreou no elenco da segunda temporada da série 3% (Netflix).

SERVIÇO
Show: Vertin
Data: 16 de novembro. Sexta, às 21h
Sesc Belenzinho
Endereço:
Rua Padre Adelino, 1000
Local: Teatro (392 lugares)
Não recomendado para menores de 12. Duração: 1h30.
Ingressos: Ingressos: R$ 20,00 (inteira); 10,00 (aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor da escola pública com comprovante) e R$ 6,00 (credencial plena do Sesc – trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciado no Sesc e dependentes).
Vendas pelo portal e unidades do Sesc. Limite de 4 ingressos por pessoa.
Telefone: (11) 2076-9700
www.sescsp.org.br/belenzinho

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.
Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 9 novembro, 2018 18:08


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

De Repente uma Família

Facebook

O Doutrinador