Divulgados novos projetos contemplados no PRODECINE 01/2016

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 29 novembro, 2017 10:47

A Agência Nacional do Cinema – ANCINE e o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) divulgaram as decisões finais da Diretoria Colegiada na Chamada Pública PRODECINE 01/2016, do Programa Brasil de Todas as Telas. Ao todo, 46 obras receberão recursos de R$ 55 milhões provenientes do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA).

A relação de vencedores tinha sido apresentada pela Agência em evento realizado dentro da programação do Rio Market, do Festival do Rio, em outubro de 2017. Após suplementação de R$ 10 milhões, aprovada pelo Comitê Gestor do FSA em reunião no dia 16 de outubro, mais seis projetos de longas-metragens se juntam aos 40 contemplados inicialmente.

O PRODECINE 01 é uma das linhas de fomento mais tradicionais do FSA. Criado em 2008, o edital já financiou a produção de 224 longas-metragens brasileiros de produção independente. A Chamada Pública desde ano recebeu 273 inscrições de projetos de todo o país.

Veja a lista dos seis projetos selecionados:

“Conversando com Einstein”
Produtora: Anágua Filmes
Direção: Michael Ruman
Roteiro: Michael Ruman, Bruno Barrio, João Roberto Gaiotto e Lia Nunes
Valor investido pelo FSA: R$ 2 milhões
Sinopse: O longa-metragem de ficção é um live action para o público infanto-juvenil, que tem como pano de fundo a vinda do mito Albert Einstein para o Brasil, em 1925. Na trama, um nerd pré-adolescente se envolve em encontros clandestinos e, em uma grande amizade com seu ídolo Einstein, tenta desvendar mistérios astronômicos e concluir o seu planetário para participar de um concurso internacional e ganhar uma bolsa de estudos no exterior.

“Um táxi para a Cisjordânia”
Produtora: Primo Filmes
Direção e roteiro: Sandra Kogut
Valor investido pelo FSA: R$ 2,5 milhões
Sinopse: No coração da Cisjordânia, no centro de um conflito que faz tremer o mundo, duas famílias de colonos disputam a guarda de uma criança. Quais são os contratos morais, legais, ou religiosos que regem nossas vidas, quão arbitrários eles são, e como podemos viver sem eles?

“A herança”
Produtora: TV Norte Independente
Direção: Jorane Ramos de Castro
Roteiro: Angela Nelly dos Santos Gomes
Valor investido pelo FSA: R$ 1,7 milhão
Sinopse: O filme é um drama com tom de comédia que conta a jornada de um paulistano que tem a vida transformada ao receber uma herança inesperada em Belém, o que o acaba levando a uma descoberta de seu passado e suas origens.

“Quando o Brasil era moderno”
Produtora: Ocean Produções
Direção: Fabiano Maciel
Roteiro: Fabiano Maciel e Lauro Cavalcanti
Valor investido pelo FSA: R$ 1 milhão
Sinopse: O documentário aborda como a arquitetura moderna criou uma nova imagem para o país e como os arquitetos modernos venceram a batalha pelo “estilo” desta nova imagem. A produção mostra e explica os conceitos das formas revolucionárias que consagraram internacionalmente a arquitetura brasileira, além de analisar os erros, os acertos e os dilemas de nosso projeto modernista.

“As vitrines”
Produtora: República Pureza Filmes
Direção: Vicente Amorim
Roteiro: Flavia Castro e Vicente Amorim
Valor investido pelo FSA: R$ 1,5 milhão
Sinopse: Duas crianças se encontram presas na embaixada argentina no Chile, após o golpe militar de 1973. Lá, se apaixonam, dividem segredos e uma percepção muito particular do que os rodeia, enquanto esperam um visto para poder ir embora.

“O miolo da estória”
Produtora: Lume Filmes e Gritos Produções
Direção: Lucian Rosa
Roteiro: Lucian Rosa e Lauande Aires
Valor investido pelo FSA: R$ 1,3 milhão
Sinopse: Debaixo do couro bordado do bumba-meu-boi existe um homem, uma história e um sonho. João Miolo, um brasileiro como tantos outros – casa humilde, vida sofrida e um grande desejo de conquistar uma posição de destaque – tem seu destino marcado pelos conflitos com a fé e as relações sociais no mundo do trabalho e lazer.

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 29 novembro, 2017 10:47


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*