Assista à versão reggaeton do hit “Cheia de Manias” do Raça Negra

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 11 outubro, 2017 17:10

Assista à versão reggaeton do hit “Cheia de Manias” do Raça Negra

Seguindo o baile de sucessos latinos que estão bombando nas rádios, a gigante americana de chocolates Hershey’s fez uma parceria com o Raça Negra para transformar o hino Cheia de Manias em uma versão reggaeton.

O vídeo teve a participação dos fãs do grupo e da marca, que postaram fotos nas redes sociais mostrando as diferentes formas de “segurar a barra”, em referência ao clássico refrão da canção.

“Cheia de Manias foi composta no fim dos anos 70, e atravessa gerações com sucesso absoluto. Raro saber quem não conhece o “dididididiê”. Com o avanço da internet e o surgimento dos influenciadores digitais, diversos memes com diferentes formas de “segurar a barra” foram criados e viralizaram na internet, fazendo com que os jovens ouvissem cada vez mais Raça Negra. A partir daí, nós e a Hershey’s pensamos em uma forma divertida e empolgante de mostrar as mais diferentes maneiras de segurar todos os tipos de barras, inclusive a de chocolate Hershey’s, resultando nesse vídeo em ritmo reggaeton”, afirma Luiz Carlos, vocalista da banda.

Para a marca, a parceria com o grupo é um passo importante para se aproximar do público. “Entendemos que, para se tornar assunto na internet, é preciso abordar temas relevantes da internet. Nada mais verdadeiro e autêntico do que uma marca que tem barras (de chocolate) como carro chefe fazer uma brincadeira com esse grande meme”, afirma Marcel Sacco, diretor geral da Hershey no Brasil.

O hit “Cheia de Manias” foi composto em 1978, e estourou no topo das mais tocadas nas rádios brasileiras durante os anos 90. Desde então, nunca mais saiu das graças do público, a exemplo das diversas fantasias do Carnaval 2017 inspiradas na canção e do anúncio da gravação das versões em inglês e espanhol.

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 11 outubro, 2017 17:10


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*