Programa Brasil de Todas as Telas tem novos projetos contemplados nas linhas de fluxo contínuo

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 21 agosto, 2017 11:29

A Agência Nacional do Cinema – ANCINE e o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) divulgaram novos projetos selecionados nas linhas de fluxo contínuo do Programa Brasil de Todas as Telas que receberão investimentos. Foram contemplados com um total de R$ 12,7 milhões, em recursos do FSA, quatro longas-metragens, três obras seriadas para a TV e a renovação de um núcleo criativo de desenvolvimento de projetos.

Duas séries infantis de animação receberão investimentos pela Chamada PRODAV 01/2013: “Pequenos narradores: comunidade”, de Bia Rosemberg, Renato Barreto e João Guerra, para a TV Aratu; e “Billy e Catarina”, de Ducca Rios e Belisário Franca, com exibição inicial prevista para a TVCom Lauro de Freitas. O mesmo edital contemplou ainda a série documental “Companhias de Teatro Brasileiro”, de Roberto Bomtempo, que irá ao ar pelo canal Curta!.

A Chamada Pública PRODECINE 02/2016, na qual empresas distribuidoras inscrevem projetos de produção de longas-metragens, garantiu recursos para três novos filmes de ficção. “Loucas para casar 2”, é a sequência da comédia sucesso de bilheteria em 2015. Outra comédia contemplada foi “Os salafrários”, dirigida por Pedro Antônio. A lista se encerra com “Primeira pessoa (Ghost writer)”, drama de Léo Falcão. Ainda no universo do cinema, a Chamada Pública PRODECINE 03/2016 garantirá recursos para a distribuição em salas de exibição de “Exodus”, documentário de Hank Levine sobre a questão dos refugiados.

Também foi aprovada a renovação do núcleo criativo da Giros Audiovisual, liderado por Flavio Tambellini, pela Chamada Pública PRODAV 13/2016. A proposta apresentada pelo núcleo pretende desenvolver uma carteira de projetos com seis obras seriadas para a TV, sendo quatro séries de ficção e duas documentais.

Veja abaixo a ficha técnica dos novos projetos contemplados:

PRODAV 01/2013

“Companhias de Teatro Brasileiro – 1ª temporada” – Série documental
Produtora: Camisa Listrada (RJ)
Programadora: Canal Curta!
Direção: Roberto Bomtempo
Roteiro: Renata Mizrahi
Valor investido pelo FSA: R$ 750 mil
Sinopse: Painel documental da evolução da arte teatral no Brasil. A história do teatro brasileiro será contada através das companhias e grupos que marcaram época, desde a primeira organização – a companhia do ator João Caetano fundada em 1833 -, até o revolucionário Grupo Macunaíma que, em 1978, projetou nosso teatro no cenário internacional.

“Pequenos narradores: comunidade” – Série de animação
Produtora: Takapi Digital Art (BA)
Programadora: TV Aratu
Direção: Bia Rosenberg, Renato Barreto e João Guerra
Roteiro: Leandro Katz e Marcelo Lima
Valor investido pelo FSA: R$ 1,02 milhão
Sinopse: Série de animação infantil com 13 episódios de 7 minutos cada. Os episódios possuem dramaturgias e estilos de direção de arte adaptados de histórias e ilustrações produzidas por crianças na faixa etária dos 6 aos 12 anos. Os episódios da série transitam pelos mais variados temas, tons e gêneros, desenvolvendo enredos completamente distintos entre si, mas que possuem como premissa comum o imaginário infantil como motor dos acontecimentos e situações.

“Billy e Catarina” – Série de animação
Produtora: Giros (RJ)
Programadora: TVCom Lauro de Freitas
Direção: Ducca Rios e Belisário Franca
Roteiro: Bianca Lenti
Valor investido pelo FSA: R$ 1,35 milhão
Sinopse: Série de animação infantil que narra as aventuras de Billy, um morcego que não assusta ninguém, e Catarina, uma traça que devora livros, mas não no sentido literal. Juntos, esses “peixes fora d’água” terão que superar as diferenças a fim de ajudar a coruja Urana a resolver os problemas dos animais da Ilha da Cereja Azul.

PRODECINE 02/2016

“Os salafrários” – Longa-metragem de ficção
Produtora: Glaz Entretenimento (SP)
Distribuidora: Downtown Filmes
Direção: Pedro Antonio
Roteiro: Fil Braz
Valor investido pelo FSA: R$ 3 milhões
Sinopse: O filme acompanha as peripécias de dois irmãos adotivos que, após anos sem se falar, se reencontram no ponto baixo de suas vidas. Clóvis é um salafrário de marca maior, que acaba de ser descoberto após dar um golpe em um grupo de japoneses e está sendo perseguido pela polícia. Lohane é uma expansiva empreendedora do ramo alimentício que viu seus sonhos desabarem quando a prefeitura rebocou seu trailer de sanduíches por falta de alvará. Agora, os irmãos postiços terão que conviver novamente e são a única salvação da vida um do outro.

“Loucas para casar 2” – Longa-metragem de ficção
Produtora: Glaz Entretenimento (SP)
Distribuidora: Downtown Filmes
Direção: Pedro Antonio
Roteiro: Marcelo Saback
Valor investido pelo FSA: R$ 3 milhões
Sinopse: Malu está casada com Samuel, o grande amor de sua vida, e acredita estar curada de seu Transtorno de Personalidade Múltipla. Entretanto, a relação não vai bem, contra todas as expectativas da protagonista. Quando Malu começa a questionar seu papel e, por extensão, o lugar da mulher na sociedade contemporânea, há um grande desentendimento entre o casal e eles se separam. Em crise e buscando uma solução para sua vida, quer essa solução envolva ou não a presença de Samuel, Malu volta a “conviver” com duas de suas conhecidas “personalidades”: Maria (Tatá Werneck) e Lúcia (Suzana Pires). Além disso, passa a acreditar que outras mulheres que surgem em seu caminho podem ser novas “criações” de sua mente.

“Primeira pessoa (Ghost writer)” – Longa-metragem de ficção
Produtora: D7 Filmes (PE)
Distribuidora: Frederico da Cruz Machado
Direção e Roteiro: Leo Falcão
Valor investido pelo FSA: R$ 2,37 milhões
Sinopse: Max é um autor que, disposto a se livrar de um longo bloqueio criativo e escrever um novo livro, resolve se mudar para uma casa no campo, onde antes havia morado outro escritor. À medida que vai trabalhando, no entanto, páginas batidas à máquina, contando uma história sobre o antigo habitante da casa, surgem na gaveta no seu birô, antes vazia. Logo, o texto aparece também no laptop, fazendo com que Max questione sua criatividade, sua sanidade e até sua existência.

PRODECINE 03/2016

“Exodus” – Longa-metragem documentário
Produtora: 02 Cinema
Distribuidora: Paris Filmes
Direção e Roteiro: Hank Levine
Valor investido pelo FSA: R$ 200 mil
Sinopse: Exodus é um documentário que retrata o cenário atual de deslocamentos humanos, principalmente refugiados. Através dele, iremos seguir e costurar histórias verídicas de pessoas que, na busca pela sobrevivência, formam uma nova rede de deslocamentos a qual se estende por todos os continentes do mundo.

PRODAV 13/2016

“Núcleo de Criação Giros” – Núcleo Criativo
Produtora: Giros Projetos Audiovisuais
Diretor do Núcleo: Flávio Tambellini
Valor investido pelo FSA: R$ 1 milhão
Sinopse: A carteira de projetos da segunda edição do Núcleo Criativo da Giros consolida algumas bases que foram lançadas na primeira edição alinhando ainda mais os aspectos estéticos, narrativos e temáticos dos projetos com os objetivos comerciais. A carteira é composta por projetos seriados para televisão sendo 4 de ficção – “Final Feliz”, “Charlotte”, “Evaporados” e “Madureira Five”- e dois factuais/documentais – “Inconveniências Históricas” e “Uma por Todas”.

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 21 agosto, 2017 11:29


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Angry Birds 2

Facebook

O Clube dos Canibais
Meu Nome é Daniel