Juliette Binoche e Camille Cottin engravidam ao mesmo tempo na comédia ‘Tal Mãe, Tal Filha’

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 11 julho, 2017 15:31

Inseparáveis, Avril (Camille Cottin) e sua mãe, Mado (Juliette Binoche), não podem ser mais diferentes uma da outra. Avril, 30 anos, é casada, tem um emprego fixo e é organizada, ao contrário de sua mãe, eterna adolescente irresponsável e petulante, que vive à custa de sua filha desde o seu divórcio. Mas quando as duas mulheres se veem grávidas ao mesmo tempo e sob o mesmo teto, o choque é inevitável. Porque, Mado, está em plena crise de juventude e não está pronta para ser avó e Avril, por sua vez, tem grande dificuldade de imaginar sua mãe … mãe!

A ideia de TAL MÃE, TAL FILHA surgiu quando a diretora e roteirista, Noemi Saglio, leu em uma revista feminina que a mãe de uma leitora havia feito a “afronta” de engravidar ao mesmo tempo que ela. Dessa forma, junto de Agatha Pastorino, Noemi Saglio escreveu o argumento do filme.

“Estávamos à procura de uma história sobre mulheres, que tanto fizesse rir quanto emocionar. Quando lemos o testemunho desta jovem mãe, concluímos que era o ponto de partida ideal para um filme e começamos a trabalhar. Começamos a pesquisar e percebemos que esses casos de mães e meninas grávidas ao mesmo tempo eram bastante comuns, especialmente na Grã-Bretanha, em círculos populares.”, diz Saglio

Camille Cottin estava imediatamente escalada para o papel de Avril, a diretora a considera a atriz mais talentosa e mais audaciosa de sua geração. Em suas palavras, “Camille tem toda a ousadia e não teme nada, está sempre pronta para tudo.”. Já para o papel da mãe, ela pensou em Juliette Binoche, atriz que considera uma ótima comediante. Ao ser convidada para o papel Juliette também demonstrou grande ousadia em suas escolhas e em suas representações, apesar de haver algum tempo que não fazia um papel tão solar e tão fora dos padrões ao mesmo tempo.  Juliete Binoche diz: “Foi quase o lado incongruente do encontro entre Noémie Saglio, Camille Cottin e eu que me fez dizer “sim”. Eu não esperava ser convidada para um filme tão francês, uma comédia sem piedade! Eu estava fazendo um filme de ficção científica na Nova Zelândia, que era muito longe de mim. E confesso que o papel de uma adolescente me atraiu porque eu acho que nunca tive o tempo entre os dois, isto é, eu amadureci rapidamente em minha mente, porque eu tinha um senso de responsabilidade, eu estava tomada pela paixão pelo teatro, eu não tinha tempo a perder.”.

Avril (Camille Cottin) é uma mulher de 30 anos, bem-sucedida com sua vida e carreira, que é completamente o oposto de sua mãe, Mado (Juliette Binoche), que é super dependente e mora com a filha desde que se divorciou. A relação das duas, que nunca foi das melhores, fica ainda mais complicada quando, por um azar do destino, mãe e filha ficam grávidas ao mesmo tempo.

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 11 julho, 2017 15:31


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

O MELHOR VERÃO DAS NOSSAS VIDAS

Facebook