“Como Nossos Pais”, de Laís Bodanzky, é o vencedor do Festival de Cinema Brasileiro de Paris

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 27 junho, 2017 10:36

Premiado no Festival de Cinema Brasileiro de Paris, o longa-metragem COMO NOSSOS PAIS, de Laís Bodanzky, foi escolhido “Melhor Filme” pelo voto do público, concorrendo com outros sete filmes na Mostra Competitiva.

O Festival com curadoria de Katia Adler, já está em sua 19ª edição, e é reconhecido por revelar aos franceses a diversidade do cinema brasileiro autoral, além de servir de vitrine do cinema do nosso país na Europa. O evento deste ano, que termina hoje, 27, também celebrou os 50 anos de Tropicalismo com exibição de documentários e debates sobre o movimento. “Como Nossos Pais” é uma produção da Gullane e da Buriti Filmes, em coprodução com a Globo Filmes . Com distribuição da Imovision, o filme chega aos cinemas brasileiros em 31 de agosto.

“Como Nossos Pais” teve duas exibições no tradicional cinema de rua L’Arlequin, sendo que uma delas foi seguida de bate-papo com a cineasta e com a atriz Maria Ribeiro, protagonista do filme.- “Estou muito feliz com esse prêmio.Foi muito bom ver o cinema cheio e a plateia aplaudindo ao final das sessões. Pudemos perceber mais uma vez, como já tinha acontecido em Berlim, que o nosso filme toca as pessoas – a história de Rosa e suas questões é um tema que diz respeito a muitas famílias, independente de nacionalidade”, comemora Laís Bodanzky. É muito importante haver um Festival como esse que abre espaço para que a produção brasileira, que está em um momento muito forte, possa ser vista e ventilada, complementa.

O alcance do filme e o interesse do mercado internacional já pode ser comprovado pelos acordos de distribuição firmados. “Como Nossos Pais” já foi vendido para Suíça, França, Grécia, Turquia, Benelux (Bélgica, Holanda, Luxemburgo), Espanha, Taiwan, Polônia e China. Com distribuição da Imovision, o filme chega aos cinemas brasileiros em 31 de agosto.

No elenco de “Como Nossos Pais” também estão :  Clarisse Abujamra, Paulo Vilhena, Felipe Rocha, Jorge Mautner, Herson Capri, Sophia Valverde e Annalara Prates.

Rosa é uma mulher que quer ser perfeita em todas suas obrigações: como profissional, mãe, filha, esposa e amante. Quanto mais tenta acertar, mais tem a sensação de estar errando. Filha de intelectuais dos anos 70 e mãe de duas meninas pré-adolescentes, ela se vê pressionada pelas duas gerações que exigem que ela seja engajada, moderna e onipresente, uma super-mulher sem falhas nem vontades próprias. Rosa vê-se submergindo em culpa e fracassos, até que em um almoço de domingo, recebe uma notícia bombástica de sua mãe. A partir desse episódio, Rosa inicia uma redescoberta de si mesma.
Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 27 junho, 2017 10:36


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Era uma vez em Hollywood

Facebook

Socorro Virei uma Garota!