Nomade Orquestra lança álbum “EntreMundos”

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 26 junho, 2017 15:08

A Nomade Orquestra lança em todas as plataformas digitais seu segundo álbum, “EntreMundos”, pelo selo inglês Far Out Recordings, no dia 23 de junho. O selo especializado em música fina brasileira abriga nomes como Azymuth, Arthur Verocai, Marcos Valle, Milton Nascimento e Naná Vasconcelos.

Formada por Guilherme Nakata (bateria), Ruy Rascassi (baixo), Marcos Mauricio (teclados), Beto Malfatti (sax alto, flauta e pick-ups), Marco Stoppa (trompete), Bio Bonato (sax barítono), Luiz Galvão (guitarra), Fabio Prior (percussão), Victor Fão (trombone), André Calixto (sax tenor, sax soprano, flautas e gaita), a big band do ABC inovou o ritual e trocou as plataformas digitais por um portal analógico, o palco.

Antes do álbum, gravado em parceria com o Red Bull Studio São Paulo, ser mundialmente disponibilizado para audição via fones de ouvido e caixas de som, a banda apresentou suas faixas, diretamente aos olhos, ouvidos e sentidos do público em show, para um público atento que lotou o teatro do Sesc Pinheiros, no dia 05 de maio.

A primeira apresentação das dez faixas de “EntreMundos” contou com seus dez integrantes no palco, a participação de Beto Montag no vibrafone as performances de Renan Alves e Edgar Perere , com projeções de Danilo Oliveira e luz de Lucas Gonçalves, num espetáculo arrebatador.

Criada em 2012, a orquestra foi tomando corpo e alma à medida que as ideias soavam mais cheias e complexas na concepção sonora do grupo. Hoje a Nomade Orquestra constrói sua música com mais de 20 instrumentos e uma  sonoridade que investe em camadas, paisagens e múltiplos gêneros musicais.

Um ponto de encontro onde diferentes vertentes e expressões musicais interagem de forma única, desenvolvendo um trabalho autoral de música instrumental com influências do funk70, jazz, dub, rock, afrobeat, ethiogrooves e outras expressões sonoras.

Nômades são grupos que não tem habitação fixa e circulam por determinado território, independente de fronteiras. O segundo disco “Entre Mundos” é fruto do amadurecimento do grupo e continuidade do mergulho no universo musical nômade.

O álbum de estreia, homônimo, foi lançado em 2014 e teve grande reconhecimento de público e imprensa nacional e internacional. Atualmente a banda tem se apresentado em importantes festivais e circuitos no Brasil e Europa – Teatro Glauce Rocha (Rio de Janeiro), Festival Psicodália (Santa Catarina), Festival 4 Estações (São Paulo), Sampa Jazz Festival (São Paulo), Auditório Ibirapuera (São Paulo), Womex Word Music Expo (Santiago de Compostela- ES), Festival Jazz Ao Centro (Coimbra – PT), Ronnie Scotts Jazz Club (Londres-Uk), Colston Hall (Bristol-Uk), Maze Club (Sofia-Bulgaria), B Jazz Festival (Burghausen – Alemanha).

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 26 junho, 2017 15:08


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Em ritmo de fuga

Facebook

Homem Aranha: De volta ao Lar




Tal mãe Tal Filha