Cine Humberto Mauro exibe a Mostra WESTERN – PARTE II, um clássico do cinema norte-americano

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 22 março, 2017 11:33

A Fundação Clóvis Salgado, por meio do Cine Humberto Mauro, realiza a mostra Western – Parte II, após o sucesso da primeira mostra do gênero, realizada em 2016. Serão exibidos 35 filmes que apresentam um panorama histórico de diferentes fases e estilos do Western. Obras de diretores como John Ford, Anthony Mann e Raoul Walsh compõem a programação.

De acordo com Bruno Hilário, coordenador do Cine Humberto Mauro, o maior diferencial da segunda parte da mostra é a abordagem mais ampla adotada pela curadoria. “Para a Parte I, selecionamos filmes essencialmente do Western, mais puros e clássicos. Agora, incluímos também títulos que fazem referência e utilizam elementos e signos do gênero”, conta. Além disso, o período temporal dos títulos selecionados para essa edição é bem mais abrangente, com produções realizadas entre 1930 e 2008, o que confere maior contemporaneidade à programação.

Outro ponto que se mostrou crucial para realização da Western – Parte II foi a grande quantidade de filmes que não tiveram espaço em 2016. Dentre os destaques da programação encontram-se Onde Começa o Inferno (1959), de Howard Hawks, um dos filmes mais aclamados da história do Cinema; El Topo (1970), de Alejandro Jodorowsky; e O Segredo de Brokeback Mountain (2005), do cineasta Ang Lee.

Ao abordar temas como a guerra civil norte-americana, a conquista do Oeste, o desenvolvimento urbano do século XIX e o confronto dos colonizadores com os indígenas, o gênero se solidificou ao tratar de assuntos ainda muito presentes na cultura estadunidense. Nas primeiras produções, ficam evidentes os arquétipos dos caubóis, o dualismo entre bem e mal e a figura do índio. A partir dos anos 60, acompanhando as mudanças culturais da sociedade, o Western Clássico viu seu apogeu chegar ao fim, em um período que ficou conhecido como Western Crepuscular. 

A estilização do gênero e o fim de uma Era – Os filmes de Clint Eastwood, dos quais três se encontram na programação – Os Imperdoáveis, O Cavaleiro Solitário e Josey Wales, o Fora-da-Lei – reforçam o fim e o início de uma nova Era, ressaltando alguns pontos da estrutura do Western que sofreram transformações. “Vemos surgir a figura do anti-herói, o ambiente inóspito dá lugar às cidades, os questionamentos passam a ser mais existencialistas e pessimistas”, explica Bruno Hilário.

O gênero passa também a sofrer ramificações e estilizações, como é o caso do Western Spagetti, composto, em sua maioria, produções italianas. Seguindo essa linha, algumas produções brasileiras, do chamado Western Feijoada, compõem a programação tanto da Western – Parte II, quanto da História Permanente do Cinema, que acontece paralelamente à mostra. 

Western – A expansão territorial norte-americana, com o objetivo de chegar à Costa Oeste do continente, ficou conhecida como Western, Velho Oeste ou Farwest.  Esses acontecimentos ocorreram no século XIX, entre 1860/1890, e representavam a possibilidade de riqueza e progresso. Nesse período, surgiram importantes avanços em vários setores, mas foi responsável também pela extinção de grupos étnicos indígenas norte-americanos.

SERVIÇO

Evento: Mostra Western – Parte II
Local: Cine Humberto Mauro, Palácio das Artes – Avenida Afonso Pena, 1537, centro
Período: 25 de março a 20 de abril
Informações para o público: (31) 3236-7400

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 22 março, 2017 11:33


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Aprendiz de Espiã

Facebook