CALL ME BY YOUR NAME é considerado o melhor filme FESTIVAL DE SUNDANCE pela crítica

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 2 fevereiro, 2017 10:28

A votação anual de críticos em Sundance, realizada pelo site IndieWire, elegeu CALL ME BY YOUR NAME o melhor filme exibido no Festival de Sundance desse ano. Dirigido pelo italiano Luca Guadagnino, o drama mostra o romance entre um garoto de 17 anos e um pesquisador de 24 anos durante um verão na Itália. O longa teve seus direitos adquiridos pela distribuidora Sony Pictures Classics e será exibido também no Festival de Berlim, na mostra Panorama.

Além de melhor filme e melhor roteiro, os críticos escolheram ainda Guadagnino como melhor diretor, Timothée Chalamet como melhor ator, Michael Stuhlbarg e Armie Hammer como melhores atores coadjuvantes.

Sinopse: É verão de 1983 no Norte da Itália, e Elio Perlman (Timothée Chalamet), um garoto ítalo-americano de 17 anos, passa seus dias na casa de campo de sua família, datada do século 17, preguiçosamente transcrevendo música e flertando com sua amiga Marzia. Um dia, Oliver (Armie Hammer), um charmoso pesquisador americano de 24 anos, que está fazendo doutorado, chega na cidade para trabalhar como estagiário de verão encarregado de ajudar o pai de Elio (Michael Stuhlbarg), um renomado professor especializado em cultura greco-romana. Em meio ao esplendor ensolarado desse cenário, Elio e Oliver descobrem a beleza inebriante do desejo despertado ao longo de um verão que mudará suas vidas para sempre.

CALL ME BY YOUR NAME

– “Call Me By Your Name é muito mais do que um representante do cinema gay, nada impressiona mais do que o fato de que não é, necessariamente, um filme gay – pelo menos, não no sentido de ser limitado ao público e a festivais LGBT. O novo filme de Guadagnino é, acima de tudo, uma história sobre o primeiro amor” – disse Peter Debruge, da Variety. “Guadagnino recria a mudança de vida do protagonista com tanta intensidade que nós poderíamos experimentá-la em primeira mão também. É um dom raro que garante ao diretor um lugar ao lado de mestres da sensualidade como Pedro Almodóvar e François Ozon”, completa.

– “Primeira obra-prima que assisti em Sundance. A química entre os atores Timothée Chalamet e Armie Hammer é extraordinária” – elogiou o crítico do Hollywood Reporter, Jon Frosch.

– “O filme é totalmente transportador, não somente para o Norte da Itália, mas também para uma preguiçosa troca de livros, frutas, olhares e poder. É um dos filmes italianos mais sexy, elegantes e significativos desde o auge de Bertolucci” – afirmou o crítico da Time Out NY, Joshua Rothkopf.

Direção: Luca Guadagnino
Elenco: Armie Hammer, Timothée Chalamet, Michael Stuhlbarg, Amira Casar, Esther Garrel
País: Itália, França
Ano: 2017
Gênero: Drama
Produção:
 Frenesy Film Company, Memento Films, RT Features, Water’s End Productions e M.Y.R.A. Entertainment

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 2 fevereiro, 2017 10:28


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

MIB: Homens de Preto

Facebook

Kardec