Mostra sobre Nelson Pereira dos Santos chega a São Paulo no Caixa Belas Artes

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 1 fevereiro, 2017 13:54

Nome que bem resume a História do cinema brasileiro, Nelson Pereira dos Santos será o homenageado da próxima mostra patrocinada pela Caixa Cultural e realizada no Cine Caixa Belas Artes em São Paulo, entre os dias 9 e 22 de fevereiro. Prestes a completar 90 anos de vida e 69 de carreira, o primeiro diretor de cinema imortal da Academia Brasileira de Letras terá grande parte de sua rica obra exibida no cinema, com direito a debates, máster class e sessão comentada do filme “Cinema de Lágrimas”. Entre os marcos cinematográficos do diretor, serão apresentados “Rio Zona Norte”, “Boca de Ouro”, Vidas secas” e “Memórias do cárcere”, entre outros. A mostra SIMPLESMENTE NELSON pretende ser a mais completa já realizada em homenagem a Nelson Pereira dos Santos, com a exibição de 30 produções.


Sua vasta filmografia inclui diversas adaptações literárias, documentários, filmes de encomenda, minisséries e obras que influenciaram a geração que viria a criar o movimento do Cinema Novo. Não só todos os filmes dirigidos por Nelson estarão na programação, mas também obras em que atuou como editor (“Barravento”, de Glauber Rocha), assistente de direção (“O saci”, de Rodolfo Nanni; e “Agulha no palheiro”, de Alex Viany), e produtor (“O grande momento”, de Roberto Santos). Além disso, serão mostrados filmes em que Nelson é retratado: “Nelson filma”, de Luiz Carlos Lacerda; “Como se morre no cinema”, de Luelane Loiola Corrêa.

Os filmes serão exibidos em 35mm, DCP, Bluray e/ou DVD. Será promovida uma mesa de debate com o cineasta Luiz Carlos Lacerda (Bigode), o ator e cineasta Carlos Alberto Riccelli e a curadora Silvia Oroz, no dia 9, às 20h, com entrada franca. Silvia também participará no dia 11 da Sessão Comentada do filme “Cinema de lágrimas”, na qual falará sobre a experiência de trabalhar ao lado de Nelson Pereira dos Santos. E no dia 18, a pesquisadora Angélica Coutinho apresentará a masterclass “Nelson Pereira dos Santos e a literatura”. As inscrições podem ser feitas a partir do dia 9 pelo e-mail inscricaosn@gmail.com. As vagas são limitadas.

Síntese do cinema brasileiro

Os últimos 60 anos do Brasil foram registrados, de certa maneira, pelo olho do diretor Nelson Pereira dos Santos. Desde os meninos de rua, a seca do Nordeste, a ditadura Vargas, a cultura popular, a baixa umidade do ar em Brasília etc. O cinema de Nelson apresenta uma nova estética ao cinema brasileiro: com vida, sem glamour, sem estrelas. Filmando nos lugares naturais, sua câmera atua não só como testemunha, mas também como protagonista, tomando partido pelos mais fracos e esquecidos. Seu cinema o coloca em pé de igualdade com os mestres do neo-realismo italiano Roberto Rosellini e Vittorio de Sica.

VEJA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA de Simplesmente Nelson (clique aqui!)

9 de fevereiro – quinta-feira

16h – A missa do galo (24 min) + Meu compadre Zé Keti (12 min) + Nelson Filma (10 min) + Como se morre no cinema (20 min)

18h30 – Rio Zona Norte (90 min)

20h – Debate: O Cinema de Nelson Pereira dos Santos, com o cineasta Luiz Carlos Lacerda (Bigode), o ator e cineasta Carlos Alberto Riccelli, a curadora Silvia Oroz, e mediação da jornalista Maria do Rosário. (Entrada franca)

10 de fevereiro – sexta-feira

16h – Mandacaru Vermelho (78 min)

18h30 – Boca de Ouro (103 min)

20h – Vidas Secas (100 min)

11 de fevereiro – sábado

16h – sessão comentada Cinema de Lágrimas (92 min) com a curadora Silvia Oroz (Entrada Franca)

18h – Memórias do cárcere (197 min)

12 de fevereiro – domingo

16h – A luz do Tom (120 min)

18h30 – A música segundo Antonio Carlos Jobim (88 min)

13 de fevereiro – segunda-feira

16h – Como era gostoso o meu francês (83 min)

18h30 – Quem é Beta? (85 min)

20h – O amalueto de Ogum (112 min)

14 de fevereiro – terça-feira

16h – Tenda dos milagres (132 min)

18h30 – Na estrada da vida (100 min)

15 de fevereiro – quarta-feira

16h – Insônia (103 min)

18h30 – Jubiabá (107 min)

16 de fevereiro – quinta-feira

16h – A terceira margem do rio (98 min)

18h30 – Brasília 18% (102 min)

17 de fevereiro – sexta-feira

16h – Raízes do Brasil (140 min)

18h30 – A música segundo Antonio Carlos Jobim (88 min)

18 de fevereiro – sábado

14h – masterclass Nelson Pereira e a literatura, com a pesquisadora Angélica Coutinho

16h – Casa Grande e Senzala – Episódio 1 e 2 (120 min)

18h30 – Casa Grande e Senzala – Episódio 3 e 4 (120 min)

23h30 – A luz do Tom (120 min)

19 de fevereiro – domingo

16h – O Saci (68 min)

18h30 – Rio Zona Norte (90 min)

20 de fevereiro – segunda-feira

16h – Agulha no palheiro (95 min)

18h30 – O grande momento (80 min)

20h – Vidas secas (100 min)

21 de fevereiro – terça-feira

16h – El Justiciero (90 min)

18h30 – Barravento (80 min)

22 de fevereiro – quarta-feira

16h – Fome de amor (73 min)

18h30 – Azyllo muito louco (100 min)

SERVIÇO

Mostra “Simplesmente Nelson”
Data: de 9 a 22 de fevereiro de 2017

Local: Caixa Belas Artes – Sala Aleijadinho
Endereço: Rua da Consolação, 2423 (www.caixa.gov.br/caixacultural)
Telefones: (11) 2894-5781

Ingressos: R$ 10,00 inteira e R$ 5 meia
Bilheteria: Das 13h até 20 minutos após o início da última sessão.
Lotação: 144 lugares
Horários: 16h (todos os dias), 18h30 (todos os dias) e 23h30 (aos sábados)
Classificação: Consultar programação
Acesso para pessoas com deficiência
Patrocínio: CAIXA e Governo Federal

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 1 fevereiro, 2017 13:54


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Dora e a Cidade Perdida

Facebook

Reino Gelado e a terra dos espelhos