Mostra ‘Peter Greenaway’ leva obras de um dos mais ousados cineastas da história para o CCBB São Paulo

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 29 novembro, 2016 14:38

Poucos cineastas se aproximaram tanto de outras linguagens artísticas quanto Peter Greenaway. Trazendo à tona toda sua angústia por explorar o cinema para além dos limites das salas de exibição, um dos mais prolíficos produtores cinematográficos dos séculos 20 e 21 elevou seus experimentos a níveis inexplorados.

Ao desbravar o universo artístico de Greenaway, sempre iluminado por uma ideia de produção multiplataforma, o CCBB São Paulo promove, entre 1º e 12 dezembro, uma exposição que compila sua filmografia, abrangendo longas e curtas, além de promover um debate. A programação completa pode ser conferida em bb.com.br/cultura e mostragreenaway.com.br Ingressos custam R$10 (R$5 a meia entrada).

ccbb-sp-mostra-peter-greenaway

Diante de uma ação quase sempre transgressora, pode-se chamar de ironia do destino o fato de Greenaway ter se tornado mundialmente conhecido por filmes de formato majoritariamente tradicional – “O Cozinheiro, o Ladrão, Sua Mulher e o Amante” e “O Livro de Cabeceira”. Engana-se, portanto, quem julga sua obra por um relato parcial de sua produção entre as décadas de 80 e 90. O que dizer, por exemplo, da película “Que Viva Eisenstein! – 10 Dias que Abalaram o México” (2015), que traz o retrato de uma experiência homossexual de Serguei Eisenstein no país latino-americano em 1931? E que tal se interar do projeto “As maletas de Tulse Luper” (2003 – 2004), que envolve uma série de plataformas, entre elas DVDs, livros, filmes, instalações interativas, performances, publicações e conferências, tudo em torno de 92 malas repletas de vestígios de décadas no decorrer do século 20? Vale destacar, entre as inspirações do cineasta, sua paixão pelas artes plásticas, principalmente por meio das obras de Caravaggio, Velázquez e Rembrandt. Suas divagações sobre esse universo o impulsionaram para a produção com menor apego às narrativas convencionais, o que, de acordo com o próprio, teriam sido uma das causas da morte do cinema.

Para o curador da mostra, Pedro Nogueira, a importância de Greenaway para o desenvolvimento da sétima arte está no fato de que o próprio “se destaca no aprofundamento da experiência do cinema em diálogo com as artes plásticas e a literatura, pesquisando e radicalizando a linguagem visual”. Neste sentido, o debate “Greenaway, Arte e Tecnologia”, a ser realizado no dia 8/12, às 19h30, contando com Lucas Bombozzi (artista multimídia de São Paulo), Erick Felinto (UERJ, do Rio de Janeiro) e mediação de Nogueira terá embasamento nas novas perspectivas exploradas na produção multifacetada do artista em foco. Vale destacar que em poucas oportunidades foi dada a devida atenção à obra de Greenaway no Brasil, o que produziu um lapso na relação entre o público e este importante produção da área cinematográfica.

A mostra ‘Peter Greenaway ainda contará comsessões específicas para os curtas do autor, peças pouco conhecidas no circuito tradicional, e que tomam o espaço do CCBB nos dias 8, 9 e 10/12. As produções a serem exibidos no circuito de curtas foram lançadas entre 1973 e 1979.

Sobre Peter Greenaway

Peter Greenaway, que, inicialmente, estudou pintura, se destaca por experimentações multilinguísticas no decorrer da produção de seu extenso portfólio midiático, que hoje acumula cerca de seis dezenas de títulos entre curtas e longas, especiais para a televisão e documentários.

Nascido em 1942 no País de Gales, o cineasta, autor e artista multimídia alcançou o auge do reconhecimento de sua obra nas décadas de 80 e 90, após o lançamento de seu primeiro longa-metragem, “The Falls” (1980).

Greenaway é objeto de estudos referentes às mudanças em curso no cinema contemporâneo, sendo vasto campo para entendimento da utilização das plataformas alternativas de comunicação na área.

VEJA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA (clique aqui!)

1º de dezembro (quinta-feira)

12h–“O Cozinheiro, o Ladrão, Sua mulher e o Amante / “The Cook theThief His Wife&HerLover”, 1989, 124min, digital, 18 anos

Sinopse: O gângster Albert Spica (Michael Gambon) janta todas as noites no restaurante Le Hollandais em companhia de seus capangas e sua esposa Georgina (Helen Mirren). Cansada dos modos violentos e grosseiros do marido, Georgina flerta com um solitário Michael (Alan Howard).

14h30 –“Goltzius and the Pelican Company” ,2012, 128min, digital,18anos

Sinopse:Goltzius& The PelicanCompany é baseado na vida do artista holandês Hendrik Goltzius, conhecido por suas gravuras eróticas, que viveu no final do século XVI e início do XVII.

17h–“Afogando em Números / “Drowning by Numbers”, 1988, 118min, digital, 18 anos

Sinopse: Três mulheres com o mesmo nome, Cissie (Joan Plowright, Juliet Stevenson, Joely Richardson), cometem três assassinatos, cada uma afogando o próprio parceiro por pura insatisfação. A garantia para os crimes não virem à tona é dada por um amigo apaixonado por elas: ele declara que os afogamentos foram acidentes.

19h30 –“A Última Tempestade / “Prospero’s Books”, 1991, 124min, 35mm,18 anos

Sinopse: Adaptação da obra de William Shakespeare, com experimentalismos e belas imagens. Próspero vive numa ilha com sua filha Miranda, após ter sido banido pelo Rei de Nápoles. Mas o destino faz com que seus inimigos venham a sua ilha, dando início a um romance proibido e a uma série de conspirações e vinganças.

2 de dezembro (sexta-feira)

12h–“Que viva Eisenstein! – 10 Dias que Abalaram o México / “Eisenstein in Guanajuato”, 2015, 105min, digital,18 anos

Sinopse: Em 1931, o cineasta soviético Sergei Eisenstein, recentemente rejeitado por Hollywood e sob crescente pressão para retornar à Rússia stalinista, chega à cidade mexicana de Guanajuato.

14h30 –“A Barriga do Arquiteto” / The Belly of an Architect”, 1987, 119min, digital, 18 anos

Sinopse: Arquiteto americano viaja com a esposa para Roma a fim de organizar uma exposição em memória de influente arquiteto francês. Lá ele descobre ter um tumor maligno e, à medida que a doença se desenvolve, seu casamento se desmorona e sua carreira sofre um colapso.

17h– “O Bebê Santo de Mâcon ”/ “The Baby of Mâcon”, 1993, 122min, 35mm, 18 anos

Sinopse: No século XVII, quando a comunidade de Mâcon passa por uma praga de fome e esterilidade, nasce uma criança de uma mulher supostamente virgem. Assim, um clima de histeria toma lugar sobre a possibilidade de uma possível intervenção divina.

19h30 –“O Livro de Cabeceira / “The Pillow Book”, 1996, 127min, 35mm,18 anos

Sinopse:Orfã de mãe, Nagiko (Vivian Wu) cresceu em uma tradicional família japonesa, sendo criada pelo pai (Ken Ogata) com o auxílio da tia (Hideko Yoshida). A cada aniversário da jovem, seu pai escreve bênçãos em seu rosto e nuca enquanto a tia lê um antigo manuscrito. Com o passar do tempo, o ritual marcará momentos importantes na vida da protagonista.

3 de dezembro (sábado)

12h–“8½ Mulheres”/ “8½ Women”, 1999, 121min, 35mm,18 anos

Sinopse: O rico Philip Emmenthal (John Standing) herda oito e meio salões de pachinko, um jogo bastante popular em toda grande cidade japonesa. Seu filho, Storey (Matthew Delamere), vai gerenciá-los e termina adotando todos os gostos japoneses. Após a morte da mulher de Philip, Storey tenta aliviar a dor do pai e apresenta-lhe o esplendor das mulheres dos filmes de Fellini, em especial as de “Fellini 8 1/2”.

14h30 –“As Maletas de Tulse Luper, Parte 1: a História de Moab” / “The Tulse Luper Suitcases Part 1 –Moab Story”, 2003, 127min, digital, 18 anos

Sinopse: As aventuras de TulseLuper (JJ Field), cuja trajetória é reconstituída através de evidências encontradas em 92 maletas. Luper é um escritor e projetista, que passou boa parte da vida confinado em diversas prisões ao redor do mundo. Sua vida é apresentada em diversas histórias que se entrelaçam.

17h–“As Maletas de Tulse Luper, Parte 2: Vaux ao Mar” / “The Tulse Luper Suitcases, Part 2 – Vauxto The Sea”, 2003, 120min, digital, 18 anos

Sinopse: Tulse Luper é um homem comum do século 20 cuja coleção de 92 malas cruza com cada pessoa, evento e movimento na história. Aqui na segunda parte da história, vamos encontrá-lo trabalhando em um cinema, o que lhe dá uma ampla oportunidade para cruzar com praticamente todos os dispositivos artísticos e de caráter dramático conhecido pelo homem.

19h30 –“As Maletas de Tulse Luper, Parte 3: de Sark ao Final” / “The Tulse Luper Suitcases, Part 3 –From Sark to Finish”, 2004, 124min, digital. 18 anos

Sinopse: A trilogia chega ao fim com a prisão autoimposta de Tulse na ilha de Sark, onde ele é entregue aos alemães por um trio de irmãs ciumentas. Acompanhamos suas viagens européias através de Barcelona, Turim e Veneza. Embora as 92 maletas tenham sido desfeitas e seu conteúdo usado como prova de sua vida e de seu tempo, a jornada de Tulse continua tanto no mundo real quanto no virtual.

4 de dezembro (domingo)

12h30 – “O Livro de Cabeceira / “The Pillow Book”, 1996, 127min, 35mm,18 anos

Sinopse:Orfã de mãe, Nagiko (Vivian Wu) cresceu em uma tradicional família japonesa, sendo criada pelo pai (Ken Ogata) com o auxílio da tia (Hideko Yoshida). A cada aniversário da jovem, seu pai escreve bênçãos em seu rosto e nuca enquanto a tia lê um antigo manuscrito. Com o passar do tempo, o ritual marcará momentos importantes na vida da protagonista.

15h – “Goltzius and the Pelican Company”, 2012, 128min, digital,18anos

Sinopse:Goltzius& The PelicanCompany é baseado na vida do artista holandês Hendrik Goltzius, conhecido por suas gravuras eróticas, que viveu no final do século XVI e início do XVII.

17h30 – “The Falls”, 1980, 195min, digital,16 anos

Sinopse: Após um “evento violento e desconhecido”, que muda totalmente “a vida como a conhecemos”, o filme levanta a biografia de 92 vítimas do tal evento. The Falls critica a substituição do conteúdo pela forma, que define a estética avant-garde.

5 de dezembro (segunda-feira)

12h –“Afogando em Números / “Drowning by Numbers”, 1988, 118min, digital, 18 anos

Sinopse: Três mulheres com o mesmo nome, Cissie (Joan Plowright, Juliet Stevenson, Joely Richardson), cometem três assassinatos, cada uma afogando o próprio parceiro por pura insatisfação. A garantia para os crimes não virem à tona é dada por um amigo apaixonado por elas: ele declara que os afogamentos foram acidentes.

14h30 –“Ronda Noturna” / “Nightwatching”, 2007, 135min, digital, 18 anos

Sinopse: O ano 1642 marca uma virada na vida do famoso pintor holandês Rembrandt, que perde o seu estatuto de respeitada celebridade e se transforma num pobre desacreditado. Perante a insistência da sua mulher grávida, Saskia, Rembrandt aceita pintar a Milícia dos Mosqueteiros de Amsterdã, num retrato de grupo que mais tarde ficará conhecido como “A ronda noturna”.

7 de dezembro (quarta-feira)

12h– “A Barriga do Arquiteto” / The Bellyofan Architect”, 1987, 119min, digital, 18 anos

Sinopse: Arquiteto americano viaja com a esposa para Roma a fim de organizar uma exposição em memória de influente arquiteto francês. Lá ele descobre ter um tumor maligno e, à medida que a doença se desenvolve, seu casamento se desmorona e sua carreira sofre um colapso.

14h30 –“As Maletas de Tulse Luper, Parte 1: a História de Moab” / “The Tulse Luper Suitcases Part 1 – Moab Story”, 2003, 127min, digital, 18 anos

Sinopse: As aventuras de TulseLuper (JJ Field), cuja trajetória é reconstituída através de evidências encontradas em 92 maletas. Luper é um escritor e projetista, que passou boa parte da vida confinado em diversas prisões ao redor do mundo. Sua vida é apresentada em diversas histórias que se entrelaçam.

17h –“O Bebê Santo de Mâcon ”/ “The Baby of Mâcon”, 1993, 122min, 35mm, 18 anos

Sinopse: No século XVII, quando a comunidade de Mâcon passa por uma praga de fome e esterilidade, nasce uma criança de uma mulher supostamente virgem. Assim, um clima de histeria toma lugar sobre a possibilidade de uma possível intervenção divina.

19h30 – “8½ Mulheres”/ “8½ Women”, 1999, 121min, 35mm,18 anos

Sinopse: O rico Philip Emmenthal (John Standing) herda oito e meio salões de pachinko, um jogo bastante popular em toda grande cidade japonesa. Seu filho, Storey (Matthew Delamere), vai gerenciá-los e termina adotando todos os gostos japoneses. Após a morte da mulher de Philip, Storey tenta aliviar a dor do pai e apresenta-lhe o esplendor das mulheres dos filmes de Fellini, em especial as de “Fellini 8 1/2”.

8 de dezembro (quinta-feira)

13h–Curtas 1, 65min, 16 anos

“Intervalo” / “Intervals”, 1973, 6min, digital

Sinopse: Este curta experimental é um exercício abstrato e voluntariamente monótono sobre as ruas de Veneza.

“Janelas” / “Windows”, 1974, 4min, 16mm

Sinopse: Uma espécie de documentário sobre as pessoas conhecidas por terem caído de janelas em um determinado período de tempo em uma determinada localização geográfica.

“WaterWrackets” 1975, 11min, 16mm.

Sinopse: A paisagem se torna o personagem central neste curta místico, que foi o primeiro experimento de Greenaway com o fantástico.

“Vertical Features Remake”, 1978, 44min, 16mm

Sinopse: Retrata o trabalho de um Instituto fictício de recuperação e restauração, de como eles tentam reunir o material bruto feito pelo ornitólogo TulseLuper em um curta-metragem.

14h30 –“As Maletas de TulseLuper, Parte 2: Vaux ao Mar” / “The TulseLuperSuitcasesPart 2 – Vauxto The Sea”, 2003, 120min, digital. 18 anos

Sinopse:TulseLuper é um homem comum do século 20 cuja coleção de 92 malas cruza com cada pessoa, evento e movimento na história. Aqui na segunda parte da história, vamos encontrá-lo trabalhando em um cinema, o que lhe dá uma ampla oportunidade para cruzar com praticamente todos os dispositivos artísticos e de caráter dramático conhecido pelo homem.

17h–“Rembrandt’s J’accuse”, 2008, 100min, 35mm,16 anos

Sinopse: Nesta sequência de “Ronda Noturna” (2007), Peter Greenaway regressa ao célebre quadro de Rembrandt para uma investigação documental sobre a conspiração e o assassinato que o pintor holandês retratou em 1641.

19h30 – Debate: “Greenaway, Arte e Tecnologia”,com Lucas Bombozzi (artista multimídia de São Paulo), Erick Felinto (UERJ, do Rio de Janeiro) e mediação do curador da mostra, Pedro Nogueira. Livre

9 de dezembro (sexta-feira)

13h – Curtas 2, 67min. 16 anos

“H is for House”, 1976, 9min, digital

Sinopse: Curta experimental situado na zona rural inglesa, com narração estranha, que tem um foco particular em objetos que começam com a letra ‘H’.

“Dear Phone’’, 1976, 17min, 16mm

Sinopse: Um narrador relata uma variedade de histórias peculiares envolvendo personagens com as iniciais HC e suas relações com os telefones.

“Uma Caminhada Pelo H” / “A Walk Through H”, 1979, 41min, 16mm

Sinopse: A câmera faz uma tomada panorâmica dos detalhes abstratos dos mapas, cada qual surgido em circunstâncias bizarras, pelo que nos diz o narrador. A lógica interna do filme depende das imagens recorrentes e das respectivas ilusões do comentário.

14h30 –“As Maletas de Tulse Luper, Parte 3: de Sark ao Final” / “The Tulse Luper Suitcases Part 3 –From Sark to Finish”, 2004, 124min, digital, 18 anos

Sinopse: A trilogia chega ao fim com a prisão autoimposta de Tulse na ilha de Sark, onde ele é entregue aos alemães por um trio de irmãs ciumentas. Acompanhamos suas viagens européias através de Barcelona, Turim e Veneza. Embora as 92 maletas tenham sido desfeitas e seu conteúdo usado como prova de sua vida e de seu tempo, a jornada de Tulse continua tanto no mundo real quanto no virtual.

17h – “O Contrato do Amor / “The Draughtsman’s Contract”, 1982, 108min, 35mm, 18 anos

Sinopse: Um desenhista emergente e ambicioso é empregado pela senhora de uma mansão campestre para que execute uma série de desenhos em troca de favores sexuais. Fábula sobre sexo e dominação, ambientada no fim do século XVII.

19h30 –“ZOO – Um Z & Dois Zeros” / “A Zed & Two Noughts”, 1985, 117min, 35mm, 16 anos

Sinopse: Empregados de um zoológico, os irmãos gêmeos Oswald e Oliver passam a se dedicar obsessivamente aos estudos sobre a evolução das espécies, utilizando animais mortos, após perderem suas esposas em um acidente de carro. Buscando o sentido da vida nessas pesquisas, eles chegam até Alba, a única sobrevivente do acidente de suas mulheres, e acabam se envolvendo em um triângulo amoroso.

10 de dezembro (sábado)

14h30 –Curtas 1 + Curtas 2, 132min. 16 anos

“Intervalo” / “Intervals”, 1973, 6min, digital

Sinopse: Este curta experimental é um exercício abstrato e voluntariamente monótono sobre as ruas de Veneza.

“Janelas” /” Windows”, 1974, 4min, 16mm

Sinopse: Uma espécie de documentário sobre as pessoas conhecidas por terem caído de janelas em um determinado período de tempo em uma determinada localização geográfica.

“Water Wrackets”, 1975, 11min, 16mm.

Sinopse: A paisagem se torna o personagem central neste curta místico, que foi o primeiro experimento de Greenaway com o fantástico.

“Vertical Features Remake”, 1978, 44min, 16mm

Sinopse: Retrata o trabalho de um Instituto fictício de recuperação e restauração, de como eles tentam reunir o material bruto feito pelo ornitólogo TulseLuper em um curta-metragem.

“H is for House”, 1976, 9min, digital

Sinopse: Curta experimental situado na zona rural inglesa, com narração estranha, que tem um foco particular em objetos que começam com a letra ‘H’.

“Dear Phone”, 1976, 17min, 16mm

Sinopse: Um narrador relata uma variedade de histórias peculiares envolvendo personagens com as iniciais HC e suas relações com os telefones.

“Uma Caminhada Pelo H” / “A Walk Through H”, 1979, 41min, 16mm

Sinopse: A câmera faz uma tomada panorâmica dos detalhes abstratos dos mapas, cada qual surgido em circunstâncias bizarras, pelo que nos diz o narrador. A lógica interna do filme depende das imagens recorrentes e das respectivas ilusões do comentário.

17h– “Rembrandt’s J’accuse”, 2008, 100min, 35mm,16 anos

Sinopse: Nesta sequência de “Ronda Noturna” (2007), Peter Greenaway regressa ao célebre quadro de Rembrandt para uma investigação documental sobre a conspiração e o assassinato que o pintor holandês retratou em 1641.

19h30 – “O Cozinheiro, o Ladrão, Sua mulher e o Amante / “The Cook the Thief His Wife & Her Lover”, 1989, 124min, digital,18 anos

Sinopse: O gângster Albert Spica (Michael Gambon) janta todas as noites no restaurante Le Hollandais em companhia de seus capangas e sua esposa Georgina (Helen Mirren). Cansada dos modos violentos e grosseiros do marido, Georgina flerta com um solitário Michael (Alan Howard).

11 de dezembro (domingo)

12h30 –“ZOO – Um Z & Dois Zeros” / “A Zed & Two Noughts”, 1985, 117min, digital, 16 anos

Sinopse: Empregados de um zoológico, os irmãos gêmeos Oswald e Oliver passam a se dedicar obsessivamente aos estudos sobre a evolução das espécies, utilizando animais mortos, após perderem suas esposas em um acidente de carro. Buscando o sentido da vida nessas pesquisas, eles chegam até Alba, a única sobrevivente do acidente de suas mulheres, e acabam se envolvendo em um triângulo amoroso.

15h –“A Última Tempestade / “Prospero’s Books”, 1991, 124min, 35mm, 18 anos

Sinopse: Adaptação da obra de William Shakespeare, com experimentalismos e belas imagens. Próspero vive numa ilha com sua filha Miranda, após ter sido banido pelo Rei de Nápoles. Mas o destino faz com que seus inimigos venham a sua ilha, dando início a um romance proibido e a uma série de conspirações e vinganças.

17h30 –“Ronda Noturna / “Nightwatching”, 2007, 135min, digital,18 anos

Sinopse: O ano 1642 marca uma virada na vida do famoso pintor holandês Rembrandt, que perde o seu estatuto de respeitada celebridade e se transforma num pobre desacreditado. Perante a insistência da sua mulher grávida, Saskia, Rembrandt aceita pintar a Milícia dos Mosqueteiros de Amsterdã, num retrato de grupo que mais tarde ficará conhecido como “A ronda noturna”.

12 de dezembro (segunda-feira)

12h30 – “Que viva Eisenstein! – 10 Dias que Abalaram o México / “Eisenstein in Guanajuato”, 2015, 105min, digital, 18 anos

Sinopse: Em 1931, o cineasta soviético Sergei Eisenstein, recentemente rejeitado por Hollywood e sob crescente pressão para retornar à Rússia stalinista, chega à cidade mexicana de Guanajuato.

15h–“O Contrato do Amor / “The Draughtsman’s Contract”, 1982, 108min, digital, 18 anos

Sinopse: Um desenhista emergente e ambicioso é empregado pela senhora de uma mansão campestre para que execute uma série de desenhos em troca de favores sexuais. Fábula sobre sexo e dominação, ambientada no fim do século XVII.

17h30 –“The Falls”, 1980, 195min, digital,16 anos

Sinopse: Após um “evento violento e desconhecido”, que muda totalmente “a vida como a conhecemos”, o filme levanta a biografia de 92 vítimas do tal evento. The Falls critica a substituição do conteúdo pela forma, que define a estética avant-garde.

SERVIÇO

Mostra “Peter Greenaway”

Data: 1º a 12 de dezembro de 2016
Lugares: 70 lugares
Preços: R$10 e R$5 (meia)

CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL – Rua Álvares Penteado, 112 – Centro. Próximo às estações Sé e São Bento do metrô. Informações (11) 3113-3651/3652. Acesso e facilidades para pessoas com deficiência física // Ar-condicionado // Loja // Café.

Estacionamento conveniado: Estapar Estacionamentos – Rua Santo Amaro, 272.
R$ 15,00 pelo período de 5 horas. (Necessário validar o ticket na bilheteria do CCBB)
Transporte gratuito até as proximidades do CCBB – embarque e desembarque na Rua Santo Amaro, 272 e na Rua da Quitanda, nas proximidades do CCBB. No trajeto de volta, tem parada no Metrô República.

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 29 novembro, 2016 14:38


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Angry Birds 2

Facebook

O Clube dos Canibais
Meu Nome é Daniel