‘O Estacionamento’ vence na categoria Grande Prêmio Curta Cinema 2016

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 11 novembro, 2016 13:37

O Festival Curta Cinema anunciou, nesta quarta-feira (09), os vencedores de sua 26ª edição. Na categoria Grande Prêmio Curta Cinema 2016, o filme brasileiro premiado foi “O Estacionamento”, de William Biagioli, sobre a história real de Jean, um imigrante haitiano que chegou ao Brasil recentemente. Para sobreviver, ele arruma emprego em um estacionamento de carros e passa a viver lá. Jean, então, descobre que essa rotina pode ser enlouquecedora. “Iniciação” (Initiation), uma coprodução África do Sul e Alemanha, de Teboho Edkins, venceu como curta estrangeiro na mesma categoria. O filme fala sobre um homem que espera ansiosamente pelo retorno do irmão mais velho de uma cerimônia de iniciação religiosa.

“Esse ano, vimos nas telas muito do que vivemos hoje. Muitos curtas abordaram temas como imigração, remoções e democracia. É de se esperar uma grande multiplicidade de visões de mundo quando se lida com um produto cultural como o curta-metragem”, contou Ailton Franco Jr., diretor do festival, na noite de encerramento.

grande-premio-curta-cinema-2016

Eleito o melhor curta-metragem do Festival do Rio 2016, “Demônia: melodrama em 3 atos”, de Cainan Baladez e Fernanda Chicolet, levou outros 2 prêmios para casa: melhor curta na Mostra Competição Nacional escolhido pelo público e também o melhor curta, segundo o júri especial do festival. “Caminho dos Gigantes”, de Alois Di Leo, venceu na categoria “Prêmio Especial do Júri – Melhor Direção”. A produção é uma busca poética pela razão e propósito da vida, que conta a história de Oquirá, uma menina indígena de seis anos, que enfrenta o ciclo da vida e o conceito de destino.

O evento tem patrocínio da Petrobras, da Oi, da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro e Secretaria Municipal de Cultura, da RioFilme e do Governo do Rio de Janeiro, através da Secretaria de Estado de Cultura, Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro.

PREMIAÇÃO DAS ATIVIDADES PARALELAS

.:. Melhor projeto nacional

O lamento da serpente, de Guilherme Dacosta

.:. Menção honrosa

Flor do Cerrado, de Giovani Barros

.:. Melhor projeto carioca

O jardim de Maria, de Alexander de Moraes

. PREMIAÇÃO JÚRI JOVEM

.:. Melhor filme da Competição Nacional

Retina, de Paulo Silver

.:. Menção honrosa Nacional

A Gis, de Thiago Carvalhaes

.:. Melhor filme da Competição Internacional

Limbo, de Konstantina Kotzamani, uma coprodução França e Grécia

.:. Menção honrosa Internacional

A galinha de Wuzuh, de Sungbin Byun, da Coréia do Sul

. PRÊMIO CANAL BRASIL

A Gis, de Thiago Carvalhaes

. PRÊMIO PORTA CURTAS E CANAL CURTA!

Ruína, de Gabraz Sanna

PREMIAÇÃO DO PÚBLICO

. PANORAMA LATINO-AMERICANO

Victoria Rosante Maite, de Iñaki Velasquez e Pamela Hurtado, Chile, 2016

. COMPETIÇÃO INTERNACIONAL

TIMECODE, de Juanjo Giménez, Espanha, 2016

. PANORAMA CARIOCA

Rainha, de Sabrina Fidalgo

. COMPETIÇÃO NACIONAL

Demônia: melodrama em 3 atos, de Cainan Baladez e Fernanda Chicolet

JÚRI OFICIAL

. COMPETIÇÃO INTERNACIONAL

.:. Melhor direção

Limbo, de Konstantina Kotzamani, França / Grécia

.:. Prêmio Especial do Júri

Onde o Eufrates e o Sava Correm Juntos (Where Euphrates and Sava Flow Together), de Andreas Muggli, Suiça

.:. Grande Prêmio CURTA CINEMA 2016

Iniciação (Initiation), de Teboho Edkins, África do Sul / Alemanha.

. COMPETIÇÃO NACIONAL

.:. Melhor direção

Caminho dos Gigantes, de Alois Di Leo, SP, 2016

.:. Prêmio especial do júri

Demônia: melodrama em 3 atos, de Cainan Baladez e Fernanda Chicolet

.:. Grande prêmio Curta Cinema 2016

O Estacionamento, de William Biagioli, PR, 2016.

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 11 novembro, 2016 13:37


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Brincando com Fogo

Facebook

Reino Gelado e a terra dos espelhos