Núcleo de Cinema de Animação de Campinas exibe cinco curtas no Anima Mundi 2016

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 25 outubro, 2016 10:49

Criado em 1993, no Rio de Janeiro, o Festival Internacional de Animação do Brasil – ANIMA MUNDI chega à sua 24ª edição em 2016. O Núcleo de Cinema de Animação de Campinas estará representado por cinco filmes na categoria “futuros animadores”, que serão exibidos de 25 a 30 de outubro, no Rio de Janeiro, e de 2 a 6 de novembro, em São Paulo,

nucleo-de-animacao-de-campinas-anima-mundi-2016-1

nucleo-de-animacao-de-campinas-anima-mundi-2016-2

Considerado o maior festival de animação das Américas e o segundo maior do mundo em seu segmento, o ANIMA MUNDI deste ano reúne obras de 45 países, divididas entre mostras competitivas (de longas-metragens, curtas, animações infantis e filmes institucionais) e não-competitivas (criadas por alunos de escolas de animação com idades entre 7 e 14 anos).

“O destaque do festival é tão grande que animadores de todo o mundo querem seus filmes exibidos lá. Essa grandeza faz com que a seleção seja cada vez mais rigorosa, então sabemos que cada filme selecionado passou por um crivo bastante exigente antes de entrar para a lista”, comemora Maurício Squarisi, cofundador do Núcleo de Cinema de Animação de Campinas, ao lado de Wilson Lazaretti.

Ao todo, o Anima Mundi vai exibir mais de 400 filmes. Responsável por popularizar e incentivar o cinema de animação através de fóruns, encontros, palestras, oficinas e mostras de filmes, o festival contribuiu (e continua contribuindo) tanto para a ascensão brasileira no mercado de produções animadas, quanto para o surgimento de novos artistas.

“Os curtas-metragens, especialmente os produzidos em oficinas, têm vitrine expositiva restrita. Por isso valorizamos muito os festivais, independente do tamanho do evento, pois é lá que o filme vai completar sua função de chegar ao público e ser exibido. Além disso, essa participação estimula o aluno, que vê seu filme sendo aplaudido em um festival. Neste caso específico do Anima Mundi, além de tudo isso, é realmente um evento de grande expressão”, diz Squarisi.

NCACampinas no Anima Mundi 2016

Ao todo, 37 filmes do Núcleo já participaram do ANIMA MUNDI. Este ano, cinco foram escolhidos. Dois trabalhos, “A destruição da floresta” e “Stop poluição”, foram produzidos em oficinas ministradas em Moçambique, na África, junto com o professor de animação e diretor artístico do Monstra, o Festival de Animação de Lisboa, Fernaldo Galrito.

Já “Matéria dada é matéria estudada” e “Vale das lembranças” foram produzidos em oficinas em escolas municipais de Valinhos, no interior de São Paulo, no 2º Festival Estudantil de Cinema de Animação de Valinhos, realizado com apoio da Prefeitura Municipal e Secretaria da Educação da cidade em 2015. O quinto filme, “Uma canção de liberdade”, que fala sobre o aprisionamento de animais, conta com produção própria no Núcleo.

Sobre o Núcleo de Cinema de Animação de Campinas

Com mais de 40 anos de atuação, a equipe do Núcleo de Cinema de Animação de Campinas acumula inúmeras participações em festivais no Brasil e no exterior, com exibição de filmes e organização de oficinas.

No Brasil, a participação mais recente foi na Mostra Retrospectiva de Cinema de Animação Brasileiro, em Salvador. Além de ter uma película exibida – “O Burrico e o Bem-te-vi”, de 2008, baseada em uma canção composta por Carlos Gomes em 1854, o Núcleo, representado por Squarisi, Elisabeth Russo e Eduardo Virgílio, ministrou também as oficinas de animação. O resultado foi a produção do curta-metragem de autoria coletiva chamada Yorixiriamori. O desenho remete a uma lenda Yanomami em que uma árvore cantante seduz as mulheres; homens enciumados tentam cortá-la, mas a árvore se transforma em um lindo pássaro que continua propagando seu canto e sedução.

Fora do país, foi Wilson Lazaretti que representou o NCACampinas em Cuba, no festival Cubanima, em julho passado, para uma oficina de zootroscópio, um instrumento precursor na animação que permite visualizar os desenhos em movimento contínuo. Organizado e realizado pelos estúdios de animação do Instituto Cubano de Arte e Indústria Cinematográfica, o Cubanima acontece há alguns anos em Havana. Por lá, Lazaretti trabalhou em conjunto com os animadores Fernando Galrito (Portugal) e Jean Luc Slock (Bélgica).

Produções no NCACampinas no Anima Mundi:

A destruição da floresta
http://filmes.animamundi.com.br/site/view?id=35743

Rio de Janeiro: dia 26/10 – 12h – Cinemateca do MAM
São Paulo: dia 03/11 – 11h – Cinemateca Brasileira – Sala BNDES

Stop poluição
http://filmes.animamundi.com.br/site/view?id=35741

Rio de Janeiro: 25/10 – 12h – Cinemateca MAM
São Paulo : 02/11 – 11h Cinemateca brasileira – Sala BNDES

Matéria dada é matéria estudada
http://filmes.animamundi.com.br/site/view?id=35762

Rio de Janeiro: 25/10 – 12h – Cinemateca MAM
São Paulo : 02/11 – 11h Cinemateca brasileira – Sala BNDES

Vale das lembranças
http://filmes.animamundi.com.br/site/view?id=35745

Rio de Janeiro: 25/10 – 12h – Cinemateca MAM
São Paulo : 02/11 – 11h Cinemateca brasileira – Sala BNDES

Uma canção de liberdade
http://filmes.animamundi.com.br/site/view?id=35744

Rio de Janeiro: 26/10 – 12h – Cinemateca MAM
São Paulo : 03/11 – 11h Cinemateca brasileira – Sala BNDES

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 25 outubro, 2016 10:49


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Era uma vez em Hollywood

Facebook

Socorro Virei uma Garota!