History estreia Raízes, minissérie que abre discussão sobre escravidão e luta pela liberdade

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 10 outubro, 2016 14:42

Abrindo um novo debate sobre a escravidão e a luta pela liberdade, a premiada minissérie Raízes (Roots) – fenômeno televisivo dos anos 70 – chega com uma nova versão à tela do HISTORY, no dia 17 de outubro. Com um roteiro dirigido a uma nova geração de telespectadores, a minissérie em oito episódios, exibida em quatro noites seguidas, é baseada no romance de Alex Haley, que relata a história da escravidão de Kunta Kinte, ancestral do autor, e a libertação de seus descendentes.

history-raizes-4

Esta nova versão de Raízes tem produção executiva de Will Packer (Policial em Apuros), Mark Wolper (filho do produtor da série original) e o ganhador de diversos prêmios Emmy LeVar Burton, que além de ser coprodutor, fez parte do elenco original, no núcleo de Kunta Kinte.

No elenco, Laurence Fishburne (ganhador de um Emmy por Tribeca) no papel de Alex Haley; Forrest Whitaker (Oscar de Melhor Ator por O Último Reino da Escócia) como Fiddler, um escravo que tenta guiar Kunta Kinte e arrisca sua vida para ajudá-lo a escapar; Anna Paquin (Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante por O Piano e Globo de Ouro de Melhor Atriz por True Blood) no papel de Nancy Holt, a esposa de um oficial com um jeito peculiar em relação ao tratamento dos escravos; e o ator Jonathan Rhys Meyers (Ponto Final: Match Point, The Tudors e Globo de Ouro de Melhor Ator por Elvis) no papel de Tom Lea, um senhor de escravos rude.

Destaque também para Anika Noni Rose (premio Tony por DreamGirls, e reconhecida por seu protagonismo em The Good Wife e A Princesa e o Sapo) como Kizzy, a inteligente filha de Kunta Kinte e que mantém o orgulho da família e o espírito guerreiro; Chad L. Coleman (The Walking Dead, The Wire) interpreta Mingo, uma escrava que trabalha na plantação de Lea; e Erica Tazel (Justified) como Matilda, filha de um pregador religioso e objeto do amor de Chicken George.

Roots

A minissérie é um retrato histórico da escravidão nos Estados Unidos e tem como pano de fundo a saga de uma família para sobreviver, resistir e finalmente continuar seu legado, enfrentando dificuldades abissais e muita crueldade. Abrangendo varias gerações, a família começa com o jovem Kunta Kinte capturado em Gâmbia, sua terra natal, e transportando em condições desumanas para a América colonial, onde é vendido como escravo. O público do HISTORY poderá acompanhar, ao longo de toda a série, como esta família segue enfrentando as adversidades. A história de Kunta Kinte e das mulheres e dos homens que vieram depois dele, fazem eco na história de milhões de norte-americanos de origem africana e revelam poderosas verdades sobre a resistência universal do espírito humano.

A nova versão, original e contemporânea, incorporou mais material do romance de Haley e teve uma extensa e cuidadosa pesquisa. Com a ideia de utilizar essa poderosa história para incentivar o debate e o conhecimento sobre esta temática importante que faz parte da cultura americana, foi realizado um trabalho com historiadores especialistas em História Africana e Afroamericana e com líderes no assunto de todo o país.

Roots

“Kunta Kinte começou a contar sua história há mais de 200 anos e esta história passou de geração em geração. De Alex Haley, ao meu pai, e agora o manto recai sobre mim”, disse Mark Wolper, produtor executivo. “Assim como Kunta Kinte lutou para contar sua história uma e outra vez, nós também devemos fazê-lo”.

“Minha carreira começou com Raízes e me sinto orgulhoso de fazer parte desta nova adaptação”, disse LeVar Burton. “A maioria dos jovens não conhece a história de Raízes e a sua importância e creio que este é o momento adequado para contá-la para esse público e para que todos possamos recordar ou conhecer seu impacto em nossa cultura e identidade”.

A equipe de roteiristas da minissérie é composta por Lawrence Konner (Boardwalk Empire, The Sopranos, O Sorriso de Mona Lisa, Planeta dos Macacos), Mark Rosenthal (O Sorriso de Mona Lisa, Planeta dos Macacos), Alison McDonald (Alpha House, Nurse Jackie) e Charles Murray (Sons of Anarchy, Luke Cage), enquanto Vickie Thomas (Os Oito Odiados, Django Livre, No Auge da Fama, 42 – a História de Uma Lenda) foi a diretora de elenco.

SINOPSES

Segunda-feira, 17 de outubro – Em 1750, na cidade portuária de Juffure, na região fluvial da Gâmbia, África Ocidental, Omoro Kinte e sua esposa Binta têm seu primeiro filho, um menino a quem chamam de Kunta. Como membro da admirada família Kinte, Kunta é educado de acordo com os costumes e tradições do Mandingo. É um estudante dedicado, que sonha em frequentar a universidade em TImbuktu e seguir carreira acadêmica. Kunta completa seu treinamento como guerreiro – um importante rito de iniciação mandingo – mas logo é traído por Koro, de uma família rival. Os Koro o sequestram para vendê-lo a comerciantes de escravos britânicos, no século 18.

Roots

O jovem guerreiro é enviado aos Estados Unidos, depois de atravessar brutalmente o Atlântico a bordo do barco Lord Ligonier, junto com outros 140 escravos. As condições no navio são terríveis, sub-humanas, e Kunta teme não voltar nunca mais a ver sua família. Em alto mar, ele tenta unir-se a outros escravos e liderar uma revolta que termina em fracasso. Já em Annapolis, Virginia, é vendido ao fazendeiro John Waller e, como escravo, recebe o nome de Toby. Kunta resiste com todas suas forças ao novo nome e à escravidão. Se apoia nos sábios conselhos de Fiddler, um escravo e músico talentoso designado para treiná-lo. Com a ajuda do amigo, Kunta Kinte luta para sobreviver e manter sua dignidade, apesar da implacável violência sofrida.

Terça-feira, 18 de outubro – Em 1775, enquanto está trabalhando na fazenda de Waller, Kunta encontra com um grupo de soldados ingleses que estão tentando convencer os escravos a fugirem e se unirem ao Regimento Etíope do governador inglês. Aos escravos eles prometem a liberdade caso lutem ao lado do rei George. No entanto, durante a batalha, Kunta se dá conta de que os ingleses são apenas um pouco melhores do que os americanos e tenta fugir. É capturado por caçadores de escravos e tem metade de um dos pés amputado, para que nunca mais tente escapar. O irmão mais novo de Waller, o médico William, fica indignado com a mutilação e decide comprar Kunta, que recebe a ajuda de Belle, a cozinheira e escrava de William, e pouco a pouco se recupera.

Após uma recuperação longa e complicada, Kunta se casa com Belle e pouco depois o casal tem uma filha. Kunta lhe dá o nome mandingo Kizzy, que signfica “fique onde está”. Ela é uma menina muito inteligente, mas fica deslumbrada com a filha de Wiliam, Missy, e confunde as atenções dela com amizade verdadeira. Missy secretamente lhe ensina a ler e escrever. Suas habilidades secretas a levam a se sentir livre e a resistir às ordens ativamente. Já como adolescente, Kizzy falsifica documentos que ajudam o jovem escravo Noah a escapar durante a passagem de um terrível furacão. Sua conspiração é descoberta e ela é vendida ao agricultor branco e pobre Tom Lea. Ele a estupra repetidamente e ela dá à luz um menino, a quem chama George. Kizzy jura instilar em seu filho o orgulho de sua herança africana e o sonho de liberdade de Kunta Kinte.

history-raizes-6

Quarta-feira, 20 de outubro – Conforme George vai se tornando adulto, começa a mostrar traços herdados de seus pais. Assim como Tom Lea, gosta das brigas de galos e ir a festas. O escravo velho e especialista em aves Mingo se ressente de que George finalmente tome seu posto como preparador de rinhas. Assim, o elegante George se torna um consumado treinador de galos de briga e ganha o apelido de Chicken George. Ele se casa com Matilda, a filha de um pregador religioso, e tem vários filhos, e se esforça para lidar com as inclinações autodestrutivas de seu pai, Tom Lea.

De Kizzy, George herdou as fortes tradições familiares e o desejo de ser livre. Consegue normalizar sua relação com Tom Lea ao convencê-lo de que um dia reunirá – graças às rinhas – o dinheiro suficiente para comprar sua liberdade e de sua família. Quando Tom Lea perde uma aposta imprudente com um inglês, oferece enviar seu filho para trabalhar e pagar sua dívida. Chicken George termina arrastado, contra sua vontade, à Inglaterra.

Quinta-feira, 20 de outubro – Depois de passar mais de 20 anos na Inglaterra, Chicken George consegue sua liberdade. Ele regressa à fazenda de Lea somente para descobrir que, durante sua ausência, sua família foi vendida a outra família na Carolina do Norte. Ele segue seu rastro e os encontra trabalhando para Benjamin Murray, um respeitado engenheiro do arsenal federal da Carolina do Norte. George consegue se reencontrar com Matilda e descobre que Tom, seu filho caçula, um experiente guerreiro, agora é o líder da família. Tom é um jovem calado e trabalhador, que guarda rancor contra seu pai, pois o culpa por ter abandonado a família.

George se vê obrigado a partir da fazenda Murray e em seu caminho conhece o jovem escravo impetuoso Cyrus. Juntos, se unem às Tropas de Memphis. A Guerra Civil está chegando ao fim e, a duras penas, Chicken George e Cyrus conseguem salvar suas vidas. Uma vez terminada a guerra, os soldados do Sul lançam uma campanha de terror contra os escravos libertos. Tom faz uma viagem para buscar George, seu pai, e, inspirado por uma visão de Kunta Kinte, consegue resgatá-lo. De volta a sua casa, Tom consegue tirar sua família da fazenda Murray, para começar uma nova vida. Fiel aos desejos e expectativas de Kunta, a família finalmente alcança sua liberdade enquanto mantém intactas suas tradições ancestrais.

Em 1976, Alex Haley, um descendente da sétima geração de Kunta Kinte, escreve e publica o livro vencedor do premio Pulitzer: Roots: The Saga of an American Family.

Roots

DESCRIÇÃO DOS PERSONAGENS

Kunta Kinte (Malachi Kirky) – Aparece nos episódios 1, 2 e 4 – Kunta Kinte, “o Africano”, membro do respeitado clã Kinte, do povo mandingo da Gâmbia. Um guerreiro educado, inteligente, hábil, forte, resistente e orgulhoso; um jovem de imensa coragem e grande força espiritual – traços que lhe dão firmeza quando é capturado por traficantes de escravos britânicos. Kunta nunca desiste de seu sonho de voltar a sua aterra natal, nem deixa de incitar os escravos nascidos nos Estados Unidos a lutarem por sua liberdade.

Silla Ba Dibba (Derek Luke) – Aparece no episódio 2 – Um poderoso guerreiro mandingo, com as marcas das batalhas em seu corpo, altamente capacitado para o combate e que ajuda a treinar os jovens guerreiros. É um ícone para os jovens de Juffurey e uma inspiração para Kunta quando ambos são capturados e vendidos aos comerciantes de escravos ingleses.

Belle (Emayatzy Corinealdi) – Aparece no episódio 2 – A esposa de Kunta Kinte – nascida nos Estados Unidos – tem sido há muito tempo a cozinheira e ama de casa preferida do doutor William Waller. Esta mulher dá a Kunta uma razão para viver e deixar de fugir. É a mãe da única filha de Kunta, a Kizzy. No entanto, Belle também vive com seu próprio segredo: seus dois filhos bebês foram vendidos e separados dela quando era muito jovem, antes de se casar com Kunta Kinte.

Kizzy (Anika Noni Rose) – Aparece no episódio 3 – A amada e inteligente filha única de Kunta Kinte e Belle mantém vivo seu orgulho familiar e o espirito guerreiro. Seu pai a treinou para ser uma guerreira e ela sempre lembra todas as histórias que ele lhe contou sobre a África. Missy, a filha de seu amo, a ensina a ler e escrever. Depois de ser violentada por seu amo, Kizzy dá à luz a seu único filho, George, o único neto de Kunta Kinte. Ela passa ao filho desde criança os sonhos e os ensinamentos que recebeu de seu pai. A jovem Kizzy (15 anos) aparece no episódio 2, interpretada por Lee E’myri Crutchfield.

Chicken George (Regè-Jean Page) – Aparece nos episódios 3 e 4 – Ele é o inteligente, histriônico e habilidoso filho de Kizzy. Este jovem elegante atrai naturalmente as pessoas e sabe como cativar uma multidão somente contando uma história, até sua sorte o abandonar. Chicken George mantém as tradições ancestrais de sua família até que seu verdadeiro pai e proprietário de escravos, Tom Lea, o entrega como pagamento de uma dívida, por uma aposta perdida.

Matilda (Erica Tazel) – Aparece nos episódios 3 e 4 – Filha de um pregador religioso, alfabetizada, modesta e também religiosa. Matilda se deixa levar pelo encanto e as atenções de Chicken George, sendo a única mulher que consegue amansá-lo. Pouco depois, se torna sua esposa e mãe de seus oito filhos.

Tom (Sedale Threatt Jr.) – Aparece no episódio 4 – Ffilho mais novo de George e Matilda. Ao contrario dos modos perdulários, preguiçosos e donjuanescos de seu pai, Tom reage simplesmente ocultando suas emoções. Jovem calado e bonito, Tom acredita que somente por meio do trabalho duro como ferreiro poderá sobreviver à escravidão. As histórias que conhece de seu bisavô, Kunta Kinte, ressoam em seu interior como parábolas sobre esforço e perseverança. Ao se dar conta que não pode proteger sua esposa e família somente mantendo a cabeça baixa, começa a tomar outras ações e o guerreiro que há nele surge durante a Guerra Civil.

Alex Haley (Laurence Fishburne) – Aparece no episódio 4 – O autor do romance Roots: Tha Saga of an American Family.

Fiddler (Forest Whitaker) – Aparece nos episódios 1, 2 e 4 – Um músico escravo vindo da cidade, a quem a família Waller designou a estar presente em todas as plantações. Fiddler tem manipulado seus hábitos para adaptá-los ao que considera ser uma vida confortável. Este tagarela violinista é amigo fiel de Kunta: o guia, o aconselha, mas também aprende muito com ele.

John Waller (James Purefoy) – Aparece nos episódios 2 e 3 – Proprietário esbanjador de uma plantação de tabaco na Virgínia, que compra Kunta Kinte quando ele chega aos Estados Unidos. Alcoólatra, atormentado por dívidas, fanfarrão e, na realidade, mais negligente do que má pessoa, este colono inglês não conseguiria manter sua fazenda em funcionamento se não fossem os empréstimos secretos que recebe de seu irmão.

Dr. William Waller (Matthew Goode) – Aparece nos episódios 2 e 3 – Ele é o educado, encantador, e mais refinado e bem-sucedido irmão mais novo de John Waller. William tem uma forma mais branda de tratar seus escravos, enquanto certamente é um crente na escravidão.

Missy Waller (G. Hannelius) – Aparece no episódio 2 – a filha de John Waller e Melhor amiga de Kizzy… até que a trai.

Tom Lea (Jonatha Rhys Meyers) – Aparece nos episódios 2, 3 e 4 – Um agricultor pobre de ascendência irlandesa, vindo da região pobre e montanhosa da Carolina. Um homem covarde, que aspira a uma vida de riqueza, em alguns momentos muito divertido, mas sempre suspeito e incapaz de superar a inveja que sente daqueles que estão em melhor posição. Compra Kizzy aos 15 anos de idade e a violenta, o que resulta no nascimento de seu filho George, a quem acolhe e ensina tudo sobre as brigas de galos. Tom enfrenta uma terrível luta interior, pois é um grande tormento ser dono de um escravo que na realidade é seu filho.

Mingo (Chad L. Coleman) – Aparece no episódio 3 – Um escravo e treinador de galos muito sério e de grande sensatez. Trabalha para Tom Lea, sendo quem mantém forte a plantação. Mingo e Chicken George firmam uma grande amizade e desenvolvem um vínculo como se fossem pai e filho.

Cyrus (Tip “Ti” Harris) – aparece no episódio 4 – Um escravo bem teimoso que se une ao Exército da União contra as Forças Confederadas para lutar por sua liberdade. Torna-se amigo e ajuda Chicken George.

Jerusalem (Mekhi Phifer) – Aparece no episódio 4 – Um escravo mudo que trabalha na plantação Murray, mas que não é o que aparenta ser.

Nancy Holt (Anna Paquin) – Aparece no episódio 4 – Uma jovem protestante comprometida com o oficial confederado Frederick Murray; ela tem seu próprio jeito quando se trata do tratamento dos escravos.

Frederick Murray (Lane Garrison) – Aparece no episódio 4 – Ele é o filho racista de Benjamin Murray. Um jovem partidário do movimento secessionista do Sul, impiedoso e às vezes sentimental, que trata os escravos de sua fazenda com extrema violência. Está comprometido com Nancy Holt.

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 10 outubro, 2016 14:42


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Era uma vez em Hollywood

Facebook

Socorro Virei uma Garota!