Um Pé de Quê? com Regina Casé abre programação da próxima semana no Futura

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 5 outubro, 2016 17:06

O Canal Futura revelou os destaque de sua programação semana, que tem início na próxima semana. Na próxima segunda-feira, 10/10, 22h, Regina Casé nos mostra no Um Pé de Quê? a história de amor entre um navegador francês e a flora brasileira, que “gerou” a árvore Bouganville, espécie nativa do país.

canal-futura-um-pe-de-que

O Afinando a Língua da próxima terça-feira, 11/10, 23h30, contará com a presença do cantor Herbert Viana. Tony Bellotto e o vocalista da banda Paralamas do Sucesso conversam sobre linguagem formal, informal, neologismo e estrangeirismo. O episódio conta ainda com a exibição do videoclipe “Brasil é o país do Suingue”, da cantora Fernanda Abreu.

O Bio.Futura de quarta-feira, 12/10, às 21h, apresenta “Hokusai”. A vida e a obra do pintor foram prolíficas, e ambas são impregnadas de uma infinidade de sinais, a maioria dos quais desconhecidos para nós. Embarcaremos numa viagem instigante para conhecer melhor o mundo de Hokusai, com a ajuda de especialistas japoneses familiarizados com esses sinais. No sábado, 15/10, a faixa traz o documentário “Maria Montessori”. As pesquisas e o desenvolvimento do método pedagógico da médica italiana que beneficiou milhões de crianças em todo o mundo. Pedagogos e psicólogos falam sobre a metodologia criada por Maria Montessori e como pode ser aplicada em sala de aula.

Ainda na quarta-feira, 12/10, às 23h, O Outro Escritor, apresenta “As Cabeças – A Cabeça de Chico Ferreira – As Mãos de Davi Jurubeba”. Três histórias ligadas pelo cangaço. Em “As Cabeças” João Vitti divaga sobre seu hobby de passear por museus. Um museu de cabeças é onde ele se depara para fazer reflexões sobre pessoas importantes da nossa história, tal como Lampião e outras cabeças de anônimos.

Logo Canal Futura

Na quinta-feira, 13/10, às 21h, a série Destino: Educação – Escolas Inovadoras apresenta a escola norte-americana High Tech High. A escola é pública com administração particular e faz parte de uma rede com 13 unidades em todo país, atendendo cerca de cinco mil alunos. A metodologia da escola é baseada no Project Base Learning (PBL), ou aprendizagem através de projetos, que torna possível aos alunos experimentarem o mundo profissional, em salas abertas e adaptáveis, com pequenos grupos de aprendizagem e trabalhos colaborativos, equipamentos de alta tecnologia, acesso à wifi e laptops. A High Tech High também inova conectando seus estudos com o mundo além da escola, onde os estudantes são estimulados a interagir com o universo adulto através de diversas atividades, entre elas: trabalhos de campo, atividades nas comunidades, estágios e consultoria com experts.

Também na quinta, às 23h, o TED – Compartilhando Ideias apresenta a palestra “Nados radicais com a água-viva mais perigosa do mundo”, da nadadora Diana Nyad, que aos 60 anos decidiu completar a nado a travessia entre Cuba e Flórida. No estúdio, Suzana Herculano-Houzel e o maestro João Carlos Martins, conversam sobre superação.

Na sexta, 14/10, a série Revelando os Brasis apresenta o curta “Vidas, Saudosas Lembranças…”, dirigido pelo produtor cultural Luciano Guimarães de Freitas. Em seu documentário, Luciano afirma que no infinito espaço entre o nascer e o morrer vive um traço particular de experiências e emoções. Os filmes do programa são realizados por moradores de municípios de até 20 mil habitantes, que, na maioria das vezes, estão pela primeira vez na frente e/ou atrás de uma câmera. As entrevistas revelam o imaginário de quem mora nas comunidades, além de mostrar o processo de produção desses curtas, como eles transformaram o cotidiano das localidades retratadas, a diversidade do País, a cultura, as paisagens, os costumes e as histórias.

No sábado, 15/10, o Mundo.Doc apresenta o filme “Israel e Palestina”. Presa na fronteira entre dois territórios em guerra, a equipe experimenta a tensão entre Israel e Palestina. O cantor, músico e ator Harry Connick, Jr. e a filha juntam-se à equipe, em Tulkarem, onde palestinos e israelenses se unem pela primeira vez para ajudar um menino com problemas de audição. 

CONFIRA AS SINOPES:

BIO.FUTURA

12/10 – Quarta-feira, 23h

Hokusai

A vida e a obra do pintor foram prolíficas, e ambas são impregnadas de uma infinidade de sinais, a maioria dos quais desconhecidos para nós. Embarcaremos numa viagem instigante para conhecer melhor o mundo de Hokusai, com a ajuda de especialistas japoneses familiarizados com esses sinais. Geração, cuja fama logo cruzou os mares (seu nome é muito popular na Europa). Versátil e talentoso, sua obra é labiríntica, com mais de 30 mil desenhos, sem levar em conta as pinturas a óleo, livros ilustrados, etc.

15/10 – Sábado, 21h

Maria Montessori

As pesquisas e o desenvolvimento do método pedagógico da médica italiana que beneficiou milhões de crianças em todo o mundo. Pedagogos e psicólogos falam sobre a metodologia criada por Maria Montessori e como pode ser aplicada em sala de aula. Indo contra as expectativas familiares, inscreveu-se na Faculdade de Medicina da Universidade de Roma, escolha que a levou a ser, em 1896, a primeira mulher a formar-se em medicina na Itália.

A nova temporada do Bio.Futura vai exibir, ao todo, 54 documentários biográficos em dois dias diferentes, de acordo com o tempo de duração. Às segundas-feiras o público vai acompanhar as produções com 30 minutos. Nas noites de quarta-feira, o Futura vai mostrar os filmes com 60 minutos. A apresentação é do escritor João Paulo Cuenca e da cantora e atriz Laura Castro, que contam curiosidades e informações extras sobre cada personalidade retratada. 

Exibição: segunda-feira, 23h

Reprise: quinta-feira, 13h30

Duração: 30 min

Classificação: Livre 

Exibição: quinta-feira, 21h

Reprise: sábado, 20h

Duração: 60 min

Classificação: Livre

AFINANDO A LÍNGUA

11/10 – Variação da Língua Portuguesa

A língua varia de região para região, de pessoa para pessoa numa mesma região e em uma mesma pessoa dependendo do contexto. Uma pessoa deve conhecer as normas da língua padrão e saber usá-las em diferentes situações (linguagem formal, informal, neologismo e estrageirismo). Clipes: Brasil, País do Swing – Fernanda Abreu; A Novidade – Paralamas do Sucesso e Ideologia – Cazuza. Entrevista: Herbert Vianna.

Exibição: Terças-feiras, 23h30

Reprises: quartas, 13h30, e sábados, 21h

Duração: 30 minutos

Classificação: livre 

UM PÉ DE QUÊ?

10/10, segunda-feira, 22h

Bouganville

Um pedaço da mata atlântica brasileira atravessou o oceano e ganhou o mundo no século XVIII graças a um navegador francês que, durante uma viagem, passou por aqui e se apaixonou por uma árvore brasileira: a Bougainville. O nome foi dado em sua homenagem, já que ele se chamava Louis Antoine de Bougainville.

11/10, terça-feira, 22h

Macaúba

Regina vai ao interior de Minas Gerais conhecer um verdadeiro professor Pardal do Cerrado brasileiro, Seu Synéas. Foi ele que há mais de quarenta anos teve a visão de utilizar o côco de Macaúba para a fabricação de sabão e óleo. A partir de uma máquina inventada pelo próprio Synéas, seus conhecimentos se dissiparam pelo cerrado e pelo brasil e hoje a Macaúba é uma importante fonte de renda para a região além de poder em breve servir para a fabricação do festejado biocombustível. 

12/10, quarta-feira, 22h

Cedro

O Cedro é uma das madeiras mais conhecidas, mas pouca gente já viu a árvore em sí. Neste Um Pé de Que? Regina Casé nos apresenta ao Cedro e nos conta como ele serviu de suporte para uma das primeiras manifestações artísticas brasileiras: o Barroco Guarani.

13/10, quinta-feira, 22h

Cajueiro

O que é, o que é? Somos 2 irmãos irmanados. Um se come cru e o outro assado. Neste episódio, nós vemos o pé de Caju, uma das árvores mais úteis do Brasil. Descubra por que o Cajueiro ou Anacardium occidentale, o coração do ocidente, é um órgão vital da flora brasileira. 

Em 15 anos de Um pé de quê?, apresentado por Regina Casé e dirigido por Estevão Ciavatta, da Pindorama Filmes, a série apresentou 138 árvores, do umbuzeiro típico da caatinga à sakura (cerejeira) do Japão. A equipe do programa rodou por 82 cidades no Brasil (em 20 estados) e em sete países como Índia, Moçambique e França. Dos 155 episódios filmados, 120 serão reexibidos no Futura. Criado em 2000, a atração usa a árvore como ponto de partida para explorar, de forma interdisciplinar, ou seja, relacionando diferentes áreas do conhecimento, temas como música, literatura, culinária, geografia, botânica, história e antropologia. 

Exibição: Segunda a quinta-feira, 22h

Reprises: terça a sexta-feira, 13h

Maratona: domingos, 19h às 21h

Duração: 30 min

Classificação: livre 

FOTOGRAFIA PLURAL

12/10 – CFotofilmes

Esse primeiro trabalho toma como base a pesquisa de mestrado de Érico Elias, realizada no Instituto de artes da Unicamp, abordando como imagens estáticas somadas a movimentos de câmera e ingredientes sonoros podem se transformar e ganhar novos significados. Nele, o amplo universo da fotografia demonstra que é possível ousar e compartilhar inclusive características com a arte cinematográfica.

Fotografia Plural é uma série de reportagens, produzida pela RTV-Unicamp, composta de seis entrevistas com pesquisadores que têm na fotografia seu objeto de estudo. São resultados de trabalhos de mestrado, doutorado, publicações de livros e de pesquisas pontuais que abordam a fotografia em suas diferentes formas de concepção, produção e aplicação.

O OUTRO ESCRITOR

12/10 – As Cabeças – A Cabeça de Chico Ferreira – As Mãos de Davi Jurubeba

Três histórias ligadas pelo cangaço. Em “As Cabeças” João Vitti divaga sobre seu hobby de passear por museus. Um museu de cabeças é onde ele se depara para fazer reflexões sobre pessoas importantes da nossa história, tal como Lampião e outras cabeças de anônimos. Monólogos e diálogos entre as cabeças são criadas pelo ator. Em “A Cabeça de Chico Ferreira” e “As Mãos de Davi Jurubeba”, o ator Mauricio Machado interpreta cangaceiros ameaçando outras pessoas.

A série “O Outro Escritor” traz leituras cênicas de contos e poemas de Thelma Guedes, feitas por atores brasileiros consagrados. Cada episódio dialoga com a obra de um escritor da literatura brasileira ou universal, que tenha sido essencial na formação da autora.

VIVER CIÊNCIA

12/10 Expansão de Fronteiras agrícolas

Desde que adquiriu força econômica e deixou de funcionar apenas como uma opção de subsistência, a agropecuária vem conquistando cada vez mais espaço, principalmente o físico. Datada do início do século XVIII essa expansão vem recebendo mais atenção agora que a dicotomia entre a sua continuidade e a preservação do meio ambiente se manifesta de forma irrefutável. / Convidados: Dr. Fausto Miziara (pesq. e prof. UFG) e Pollyana Villela (mestranda em Ciências Ambientais) / Reportagens: Processo de expansão das fronteiras agrícolas no Brasil (Dr. Manuel Eduardo Ferreira); Efeitos positivos da expansão das fronteiras agrícolas em Goiás (Dra. Cleonice Borges); Laboratório de Processamento de Imagens e Geoprocessamento do IESA/UFG (Prof. Laerte Ferreira) / Apresentação: Divino Rufino.

O programa busca estabelecer uma ponte entre o mundo científico e a vida cotidiana ao apresentar com linguagem simples e acessível as pesquisas desenvolvidas na Universidade Federal de Goiânia. A cada semana é apresentada uma pesquisa diferente envolvendo as mais variadas áreas do conhecimento. O Viver Ciência conta com debates em estúdio com pesquisadores e reportagens que esclarecem detalhes sobre a pesquisa e o impacto de seus resultados na sociedade e na vida. 

Quarta-feira 13h30min

Reprises: Quinta-feira 23h30min e Sexta-feira 02h30min

Duração: 30 min

Classificação: LIVRE

TED – COMPARTILHANDO IDEIAS

13/10 – Nados radicais com a água-viva mais perigosa do mundo 

O poder da mente humana de superar obstáculos físicos e situações-limite é o tema deste episódio de TED Compartilhando Ideias. A palestra da nadadora Diana Nyad, que aos 60 anos decidiu completar a nado a travessia entre Cuba e Flórida, rende um interessante bate-papo entre Suzana Herculano-Houzel e o maestro João Carlos Martins, ele próprio um grande caso de superação. 

TED – Compartilhando Ideias é uma série que convida o público a conhecer a conhecer e debater as provocadoras palestras promovidas pelo grupo americano TED – Technology, Entertainment, Design. Cada um dos 26 episódios da série parte de uma inspiradora “palestra-ted” estrangeira para abordar questões pertinentes à realidade do Brasil. A neurocientista Suzana Herculano-Houzel é quem conduz a série, que a cada episódio recebe um convidado diferente para um instigante e dinâmico bate papo sobre a palestra, abordando temas atuais como ciência, tecnologia, mente humana, comunidade, meio ambiente e comunidade. 

Exibição: quinta-feira, 23h

Reprises: Domingos, 17h e Segundas, 13h

Duração: 30min

Classificação: livre  

DESTINO EDUCAÇÃO

13/10 – High Tech High (EUA)

Este episódio aborda a experiência da High Tech High, escola localizada na cidade Chula Vista, condado de San Diego, no estado da Califórnia, Estados Unidos. A High Tech High é uma escola pública com administração particular, que faz parte de uma rede com 13 unidades em todo país e atende a cerca de cinco mil alunos. A unidade de Chula Vista atende estudantes da Elementary, Lower e  High School (Ensino Infantil até Ensino Médio), em horário integral.

A metodologia da escola é baseada no Project Base Learning (PBL), ou aprendizagem através de projetos. O ensino se dá através da realização de projetos práticos com grande embasamento teórico, que permitem aos alunos desenvolverem suas habilidades intelectuais e técnicas ao longo do processo, a partir da investigação e do engajamento em solução de problemas e desafios específicos. Por isso, através de seus projetos, a escola torna possível a seus alunos experimentarem um ambiente de trabalho como o do mundo profissional, em salas abertas e adaptáveis, com pequenos grupos de aprendizagem e trabalhos colaborativos, equipamentos de alta tecnologia, acesso à wifi e laptops, além de terem os produtos de seus projetos expostos nos halls e ambientes externos da escola.

A High Tech High também inova conectando seus estudos com o mundo além da escola, e os alunos são estimulados a interagir com pessoas adultas e com o mundo adulto através de diversas atividades, entre elas: trabalhos de campo, atividades nas comunidades, estágios e consultoria com experts. 

A série Destino: Educação, idealizada pelo Canal Futura em parceria com o SESI e produzida pela Cinegroup, chega a sua terceira temporada, após uma primeira série de documentários com foco no sistema de educação dos países que se destacaram nas avaliações do PISA (Programa Internacional de Avaliação de Alunos); e uma segunda temporada nacional, retratando escolas que tiveram um bom desempenho no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica). Destino: Educação – Escolas Inovadoras volta seu olhar para escolas em todo mundo que adotaram práticas e metodologias visando o desenvolvimento do aluno em todas as suas dimensões. Estas escolas apresentam novos valores para o ensino e vão além dos modelos tradicionais de educação, dialogando com as questões e demandas da sociedade contemporânea. São escolas que apostam na autonomia do aluno, na personalização do ensino, na aprendizagem baseada em desenvolvimento de projetos, no uso da tecnologia, na construção de espaços maker que estimulem a construção do conhecimento através da prática, e na valorização de competências como liderança, proatividade, comunicação, sociabilidade, cooperação ou talentos artísticos. Ao documentar essas práticas inovadoras, a série vem contribuir para o debate sobre o desenvolvimento da educação no Brasil, mostrando como algumas escolas estão transformando seu modelo de educação através de diferentes experiências em vários países. A terceira temporada terá 13 episódios de 52 minutos, e mostrará escolas do Brasil, Colômbia, Argentina, Estados Unidos, Reino Unido, Holanda, Dinamarca, Finlândia e Índia.

Exibição: quintas-feiras, 21h00

Reprises: sextass-feiras, às 13:30h

Duração: 60 min

Classificação: livre 

REVELANDO BRASIS

14/10 – Vidas, Saudosas Lembranças…

A apresentadora Lisia Palombini conversa com produtor cultural Luciano Guimarães de Freitas, que dirigiu o curta “Vidas, Saudosas Lembranças…”. Em seu documentário, Luciano afirma que no infinito espaço entre o nascer e o morrer vive um traço particular de experiências e emoções. A morte traz a dor que, com o tempo, acaba por se abrandar, permitindo viver a saudade e as lembranças.

Com a iniciativa do Instituto Marlim Azul e da Secretaria do Audiovisual e do Ministério da Cultura (Minc), histórias de brasileiros são transformadas em filmes de curta-metragem pelo projeto Revelando os Brasis. Já o programa homônimo (quinta edição), além de exibir os filmes, traz entrevistas com os realizadores – moradores de pequenos municípios de até 20 mil habitantes, que, na maioria das vezes, estão pela primeira vez na frente e/ou atrás de uma câmera. As entrevistas revelam o imaginário de quem mora nas comunidades, além de mostrar o processo de produção desses curtas, como eles transformaram o cotidiano das localidades retratadas, a diversidade do País, a cultura, as paisagens, os costumes e as histórias.

Exibição: sextas-feiras, 21h30

Reprises: segundas-feiras, às 14h e às 2h

Duração: 30 min

Classificação: livre

MUNDO.DOC

15/10 – Israel e Palestina

Presa na fronteira entre dois territórios em guerra, a equipe experimenta a tensão entre Israel e Palestina. O cantor, músico e ator Harry Connick, Jr. e a filha juntam-se à equipe, em Tulkarem, onde palestinos e israelenses se unem pela primeira vez para ajudar um menino com problemas de audição. Ao trabalhar com a organização sem fins lucrativos, ‘Parents Circle Families Forum’, encontramos ativistas pela paz de Israel e da Palestina, que se esforçam para cultivar o entendimento entre aqueles cujas vidas estão limitadas por uma parede. O palestino Mazen Faraj – que no passado já experimentou o desejo de vingança depois de perder o pai – leva Steven e Bill a um campo de refugiados palestinos e os ajuda a compreender como as crianças vivem no campo e por que ainda têm esperança de paz no futuro. Depois de visitar o acampamento, Steven tenta unir as crianças de ambos os lados por meio do esporte e constrói, com a ajuda de Connick, um campo de futebol na Palestina. Steven, Connick e a equipe logo percebem que a segregação ali é maior do que imaginavam, quando se deparam com a ameaça de provocar uma guerra internacional. Bill e Tani Austin se reúnem com Bassam Aramin, um ex-terrorista palestino, inativo desde que perdeu a filha, que agora é o melhor amigo do israelense Rami Elhanan. Rami e Bassam levam a equipe para uma reunião em que as pessoas testemunham o medo, a desconfiança e o ódio entre jovens palestinos e israelenses. Nesta viagem, a equipe aprende uma lição valiosa: o que à primeira vista pode parecer um fracasso pode, na verdade, ser um passo importante para se ouvir os sons da paz na região.

Exibição: sextas-feiras, 21h30

Reprises: segundas-feiras, às 14h e às 2h

Duração: 30 min

Classificação: livre

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 5 outubro, 2016 17:06


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Era uma vez em Hollywood

Facebook

Socorro Virei uma Garota!