Integrantes da Audac e Banks participam do novo single do Yokohama Café

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 12 agosto, 2016 13:06

Integrantes da Audac e Banks participam do novo single do Yokohama Café

Para quem está acostumado a presenciar o indie rock das bandas AUDAC e Banks, nem imagina ver alguns de seus integrantes se aventurando em meio a uma viola caipira. A nova faixa do projeto mutante Yokohama Café, “A Marcha das Formigas”, consegue novamente quebrar paradigmas de estilo musical juntando integrantes de bandas indies e músicos eruditos para criar uma canção inédita com influencia caipira.

“Na metade de 2015, a parte instrumental da canção já estava quase pronta. A música seguia seu caminho, esperando ansiosamente por uma voz que a representasse. Alguns testes foram feitos com vozes masculinas, mas o resultado não foi satisfatório. Um ano depois de iniciada as gravações, Debbie Salomão (Audac) aceitou o convite para participar e dar uma voz para a marcha”, explica Allan Yokohama, líder e idealizador do Yokohama Café.

Para o autor da letra, Rodrigo Medeiros (ex-Narciso Nada), “A melodia de “Marcha das Formigas” poderia ter sido composta por Allan Yokohama na beira do Rio Paraguai, mas foi na capital Paranaense mesmo. A letra faz a gente caminhar em fila rumo ao imprevisível, afinal, é como anda a civilização e a coletividade”.

Além da voz de Debbie Salomão (Audac), letra de Rodrigo Medeiros e do violão e percussão de Allan Yokohama, participam também da canção a violoncelista Noelle Bonacin (Rapha Moraes), o músico Luciano Tigre na viola caipira, e o baixista Macca Tavares (Banks). A música foi gravada no estúdio Schirmer, em Curitiba (PR), com mixagem e masterização por Gustavo Schirmer e fotos por Osvaldo Vanguarda.

Sobre o projeto Yokohama Café

O Yokohama Café é formado da união entre amigos a fim de criar músicas, contar histórias e simplesmente se divertir, vivenciando cada momento da criação. Tendo como único membro fixo o fundador Allan Yokohama, a banda traz músicos importantes de diversas bandas que marcaram época no cenário independente se revezando em formações diferentes, gerando uma canção e uma sessão de fotos totalmente inédita por mês, durante todo o ano de 2016.

Em janeiro o projeto estreou com “Asfalto”, que reunia alguns ex-integrantes da banda Narciso Nada pela primeira vez em anos. Para fevereiro o Yokohama Café contou com Diogo Soares, da banda acreana Los Porongas, para criar “Inventar o Agora”. O primeiro clipe da banda veio com uma animação da faixa “Preciso”, lançada em março. Já em abril, a teatral “A Fera Espera a Jaula Caducar” trouxe Lemoskine como grande convidado. O teatro continuou presente em maio, com “O Resto É Silêncio”, composta para uma interpretação rocker de Hamlet, de William Shakespeare. A última lançada foi “O Espaço”, com Oneide Diedrich (Pelebroi Não Sei), Rapha Moraes (Rapha Moraes e The Mentes) e Fábio Elias (Relespública), como convidados.

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 12 agosto, 2016 13:06


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Angry Birds 2

Facebook

O Clube dos Canibais
Meu Nome é Daniel