Com exposição em Congonhas, FCS inicia a “Itinerância de Artes Visuais” pelo interior mineiro

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 5 julho, 2016 11:04

Com exposição em Congonhas, FCS inicia a “Itinerância de Artes Visuais” pelo interior mineiro

Patrimônio Cultural da Humanidade, a histórica cidade de Congonhas, na região Central do Estado, é o primeiro município a receber a “Itinerância de Artes Visuais”, iniciativa da Fundação Clóvis Salgado que pretende democratizar o acesso às artes visuais, levando ao interior do estado obras de seu acervo. A exposição Recorte: Acervo da Fundação Clóvis Salgado, exibida no Museu de Congonhas, é fruto de uma parceria inédita entre a FCS e a Fundação Municipal de Cultura, Lazer e Turismo de Congonhas.

Ao promover a itinerância de seu acervo, a FCS visa ampliar a interlocução cultural com os territórios mineiros, além de garantir que diferentes municípios tenham acesso às atividades culturais que, muitas vezes, ficam restritas à capital. “Nós queremos levar nosso trabalho para fora do Palácio das Artes, mostrar o que a FCS tem realizado em Belo Horizonte e garantir que o interior também tenha acesso a essas produções”, afirma o presidente da Fundação Clóvis Salgado, Augusto Nunes-Filho.

As exposições de Artes Visuais são apenas o ponto de partida das ações de circulação propostas pela Fundação Clóvis Salgado, iniciativa que vem atender a uma demanda percebida já há algum tempo pela gestão da Instituição de ampliar o diálogo com os municípios.

Recorte: Acervo da Fundação Clóvis Salgado reinaugurou a Galeria Mari’Stella Tristão, no Palácio das Artes, em março deste ano. Foram selecionadas mais de 30 obras entre pinturas, gravuras e uma escultura. Esse Recorte contempla obras modernistas e contemporâneas, resgatando trabalhos de Genesco Murta, Arlinda Corrêa Lima, Inimá de Paula, entre outros. São obras raras, muitas delas expostas poucas vezes. “Estamos levando produções de notórios artistas mineiros para o berço da produção artística de Aleijadinho, um dos grandes mestres da arte em Minas, senão o maior de todos”, comemora Augusto.

De acordo com o prefeito do município, José de Freitas Cordeiro, essa parceria é histórica e é uma vitória para a cidade. “É um prazer imenso receber a Fundação Clóvis Salgado no Museu de Congonhas, um espaço tão importante para a arte mineira”, conta o prefeito. O Museu de Congonhas foi inaugurado em dezembro de 2015.

SERVIÇO
Evento: Itinerância de Artes Visuais FCS/Congonhas – Recorte: Acervo Fundação Clóvis Salgado
Período: De 16 de junho a 14 de agosto
Horário: Terça, quinta, sexta, sábado e domingo das 9h às 17h; Quarta-feira das 13h às 21h
Museu de Congonhas
Local: Alameda Cidade Matozinhos de Portugal, 77, Congonhas
Entrada: Gratuita na quarta-feira; R$10 terças, quintas, sábados e domingos.

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.
Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 5 julho, 2016 11:04


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Era uma vez em Hollywood

Facebook

Socorro Virei uma Garota!