Sala de Notícias aborda o processo de envelhecimento da população brasileira

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 17 junho, 2016 18:12

A partir do dia 20 de junho (segunda-feira), às 14h30 e 20h45, o Canal Futura estreia na faixa Sala de Notícias a série de reportagens documentais “EnvelheSer”. Os documentários apresentam as etapas do processo de envelhecimento, que impacta não só a saúde física e mental, mas também as relações com a família, amigos e trabalho. Também serão abordadas questões relacionadas às políticas públicas e ao choque geracional.

ARI FURLANETTO (2)

MARIA CELESTE

O episódio de estreia, “Ser velho hoje”, mostra o envelhecimento e o perfil da população brasileira que está envelhecendo. A pirâmide etária do Brasil já revela mudanças significativas e comprova a heterogeneidade que existe no envelhecer.

Em dez episódios de 13 minutos, idosos e especialistas falam sobre suas experiências, dificuldades, ganhos e perdas e o despreparo da sociedade brasileira, que não pensa em seu envelhecimento.

Sala de Notícias

“EnvelheSer”
Estreia: 20 de junho, às 14h30 e 20h45
Exibição: de segunda a sexta-feira, às 14h35 e 20h45
Sábado e Domingo 14h30min
Duração: 20 min

CONFIRA AS SINOSPSES:

Dia 20 de junho (segunda-feira), às 14h30 e 20h45
Ser velho hoje
O episódio trata sobre o envelhecimento e o perfil da população brasileira que está envelhecendo. Atualiza a pirâmide etária e mostra a heterogeneidade que existe no envelhecer.

Dia 21 de junho (terça-feira), às 14h30 e 20h45
O idoso e a família
O episódio trata da importância da família para o idoso e contextualiza o processo de envelhecimento a partir da presença ou ausência do vínculo familiar.

Dia 22 de junho (quarta-feira), às 14h30 e 20h45
A rua

O episódio trata das singularidades que envolvem a população idosa, principalmente nas questões de mobilidade e acessibilidade; o quanto o urbano é perigoso e como as perdas físicas, típicas da idade, limitam a execução das atividades cotidianas.

MARIA DA GRAÇA

ROSALINA REIS SANDI (2)

Dia 23 de junho (quinta-feira), às 14h30 e 20h45
O tempo vivido e a produtividade

O episódio trata do idoso e da necessidade da valorização da sua experiência para o mercado de trabalho. Mostra realidades diferentes de idosos que permanecem em suas áreas de atuação por prazer e reconhecimento e a exploração de idosos, que trabalham para sustentar a família ou outras pessoas.

Dia 24 de junho (sexta-feira), às 14h30 e 20h45
Do mundo real ao mundo virtual

O episódio correlaciona tecnologia e terceira idade, mostra a necessidade de uma problematização do uso tecnológico para o idoso. Acesso a mídias sociais, cuidados necessários, aceleração do acesso à informação e educação para o uso desses suportes.

Dia 27 de junho (segunda-feira), às 14h30 e 20h45
As doenças e o envelhecimento

O episódio apresenta o debate relacionado a novas doenças, como o alzheimer, e também a necessidade de cuidado permanente com doenças extremamente conhecidas, como diabetes e pressão alta. Além disso, fala de prevenção e de quando é preciso começar a pensar nas doenças da velhice.

Dia 28 de junho (terça-feira), às 14h30 e 20h45
O envelhecer ativo

O episódio trata sobre a importância de se manter bons hábitos ao longo da vida para poder envelhecer com qualidade de vida. A necessidade de um cuidado com a alimentação e a prática de exercícios físicos.

Dia 29 de junho (quarta-feira), às 14h30 e 20h45
A Finitude

O episódio fala sobre a finitude e a necessidade de se falar sobre a morte, principalmente na busca por uma boa morte, sem doenças, limitações ou dependência.

WALDOMIRO

Dia 30 de junho (quinta-feira), às 14h30 e 20h45
Políticas Públicas para o idoso

O episódio apresenta a situação atual do Brasil com relação da prática das políticas públicas voltadas para os idosos. Na deficiência da aplicação de leis, na falta de recursos e na pouca consciência sobre o aumento significativo de idosos na sociedade.

Dia 1 de julho (sexta-feira), às 14h30 e 20h45
O choque geracional e a educação para a velhice

O episódio traz um fechamento de todos os assuntos apresentados antes mostrando a importância de uma educação para o envelhecimento, diminuindo os choques geracionais e ampliando a consciência esse processo da vida.

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 17 junho, 2016 18:12


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Era uma vez em Hollywood

Facebook

Socorro Virei uma Garota!