Programa Brasil de Todas as Telas divulga novos projetos para o cinema e a TV contemplados com investimentos

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 20 maio, 2016 10:48

A ANCINE e o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) anunciaram nesta quarta-feira, 18 de maio, investimentos do Programa Brasil de Todas as Telas – Ano 2 em cinco novos projetos. O valor total da operação é de R$ 6,9 milhões, em recursos do Fundo Setorial do Audiovisual – FSA, que beneficiarão a produção de dois longas-metragens para exibição nas salas de cinema e três obras seriadas a serem veiculadas na TV por assinatura.

Ancine-Logo 2015-2016

Na Chamada Pública PRODAV 01/2013, que investe em produção para a TV, foram contempladas três obras seriadas: A série documental “Os malditos”, de Isis Mello e Henrique Alqualo, para o Canal Curta!, que trata da produção musical da década de 70, focando em álbuns pouco reconhecidos na época de seus lançamentos; a série de ficção “Queimamufa”, de Belisario Franca, para o canal Futura, voltada para o público infantil ; e a série “Questão de família”, de Sérgio Rezende, que garante financiamento para sua terceira temporada no GNT.

Já no campo do cinema, foram aprovados investimentos para a fase de comercialização do novo longa-metragem de Walter Carvalho, o documentário “Filme de cinema”, por meio da Chamada Pública PRODECINE 03/2013; e na coprodução “Opera prima”, parte final de uma trilogia de documentários do diretor argentino Tomas Lipgot, parceria entre a produtora brasileira Miração Filmes e a argentina Duermevela, contemplada na Chamada Pública PRODECINE 06/2015, que investe em coproduções com países latino-americanos.

Cuiabá-Edital Programa Brasil de Todas as Telas

Saiba mais sobre o Programa Brasil de Todas as Telas

O Programa Brasil de Todas as Telas, lançado em julho de 2014 foi moldado para atuar na expansão do mercado e na universalização do acesso às obras audiovisuais brasileiras. O Programa, uma ampla ação governamental que visa transformar o País em um centro relevante de produção e programação de conteúdos audiovisuais, foi formulado pela ANCINE em parceria com o MinC, e com a colaboração do setor audiovisual por meio de seus representantes no Comitê Gestor do Fundo Setorial do Audiovisual – FSA.

O resultado do primeiro ano do Programa superou as metas estabelecidas. Foram 306 longas-metragens e 433 séries ou telefilmes apoiados. A aposta no investimento em desenvolvimento de projetos também foi bem-sucedida, rendendo a estruturação de 55 núcleos criativos em todas as regiões do país, e garantindo o desenvolvimento de 620 novos projetos de obras audiovisuais.

O Programa Brasil de Todas as Telas – Ano 2 foi lançado no dia 1º de outubro de 2015, no Rio de Janeiro, garantindo a continuidade de uma política pública vigorosa para o audiovisual brasileiro. Neste mês serão divulgadas as convocatórias das primeiras ações do ano 3 do programa.

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 20 maio, 2016 10:48


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Era uma vez em Hollywood

Facebook

Socorro Virei uma Garota!