OSB traz programa educacional para o país em parceria com o Carnegie Hall

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 29 abril, 2016 15:08

Com o objetivo de aproximar a sala de aula à sala de concerto, incentivando o aprendizado musical da flauta doce e do canto e contribuindo para a formação de novos apreciadores da música, a Fundação Orquestra Sinfônica Brasileira (FOSB) traz para o Brasil o projeto Link Up, criado e desenvolvido pelo Weill Music Institute, braço educacional do Carnegie Hall, uma das mais importantes salas de espetáculos do mundo. Primeira instituição na América Latina a implantar o programa, a OSB foi responsável por adaptar e desenvolver a versão brasileira, que aqui recebeu o nome de A Orquestra em Movimento e irá beneficiar, inicialmente, cerca de duas mil crianças de aproximadamente 50 escolas do Rio de Janeiro.

Nos Estados Unidos, o programa educacional contou com mais de 300 mil crianças no último ano letivo (2014/2015), com 70 orquestras parceiras. Ele também já foi realizado no Japão, na Espanha e no Canadá. Na América do Norte o Link Up possui programas distintos, todos baseados no aprendizado e desenvolvimento das habilidades de se tocar e compreender a Música.  No Brasil, o projeto pioneiro oferece um programa voltado para o ensino de flauta doce e canto para alunos do Ensino Fundamental de escolas públicas, particulares e projetos sociais.

Os professores receberão material didático traduzido para o português e trabalharão ao longo do ano desenvolvendo a metodologia de acordo com o seu planejamento em sala de aula. Entre o as obras escolhidas para o programa, a OSB incluiu no repertório, a brasileira “O Trenzinho do Caipira”, de Heitor Villa-Lobos, com direitos da letra cedidos pelo poeta Ferreira Gullar.

“É um privilégio para a Orquestra Sinfônica Brasileira ser a primeira instituição na América Latina a fechar essa parceria com o Carnegie Hall. Um projeto de grande capacidade multiplicadora que poderá, no futuro, ser implementado também por outras orquestras brasileiras graças ao trabalho que estamos realizando” ressalta Pablo Castellar, Diretor Artístico da OSB.

Os professores das escolas frequentarão dois workshops – em 16 de abril e em 17 de setembro -, ministrados pelo professor Helder Parente e promovidos pela OSB, nos quais compartilharão a metodologia proposta pelo projeto, as particularidades do material e trocarão experiências. Após esta etapa, os professores desenvolvem o programa em suas salas de aula. Ao final, os alunos tocam em um concerto interativo com a OSB, sob regência do Maestro Assistente Lee Mills, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, com participação dos bailarinos do Theatro e também das meninas e meninos do Coro Infantil da OSB. As crianças irão cantar, dançar e tocar o repertório aprendido durante o ano, diretamente de seus lugares na plateia. Antes disso, um Quiz sobre música, testará seus conhecimentos. O concerto é fechado ao público e só participam os integrantes do projeto.

“A apresentação com a orquestra é a conclusão de um trabalho que se dá ao longo de um ano inteiro no qual as crianças são, junto com a orquestra, as protagonistas da ação. É bacana pensar que elas poderão dizer aos seus familiares e amigos que estrearam no Theatro Municipal. Isto faz com que a relação delas com orquestra e com a própria a música seja diferente, pois se sentem parte dela criando assim um elo mais afetivo e de maior proximidade” comenta Castellar.

A Orquestra em Movimento vem se somar ao projeto educacional da Orquestra Sinfônica Brasileira, desenvolvido através do Centro de Educação Musical Brasileiro, o CEMB, responsável por coordenar atividades educacionais e contribuir para a formação de novos públicos e talentos.  O programa Link Up acontecerá em paralelo a outros projetos educacionais já existentes como o Programa Orquestra em Sala, os Concertos da Juventude e o Coro de Crianças.

“Os projetos educacionais desenvolvidos pela Fundação OSB buscam contemplar a experiência musical em suas diferentes dimensões: o fazer, a criação e a apreciação da música. Estamos felizes em compartilhar destes mesmos objetivos e somar forças com uma das instituições culturais mais reconhecidas do mundo, oferecendo aos nossos alunos um programa educacional de alta qualidade” destaca Anahi Ravagnani, Gerente Educacional da FOSB.

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 29 abril, 2016 15:08


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Angry Birds 2

Facebook

O Clube dos Canibais
Meu Nome é Daniel