MIS participa do Festival SACA com atividades gratuitas sobre a cultura árabe

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 23 março, 2016 13:06

Realizado anualmente, o SACA – Festival Sul-Americano da Cultura Árabe, maior festival do gênero mundo, chega a sua sétima edição em 2016. O evento, que acontece sempre no mês de março, em virtude do Dia da Comunidade Árabe no Brasil (25 de março), tem como objetivo trazer uma reflexão sobre as manifestações culturais árabes e sul-americanas.

O Brasil possui mais de 16 milhões de árabes e descendentes, dos quais 3,5 milhões  vivem em São Paulo. Além da capital paulista, mais 20 outras cidades, incluindo Santos, Brasília, Curitiba, Foz do Iguaçu, Florianópolis, Rio de Janeiro, Fortaleza, São Luis do Maranhão, Olinda, Diadema, Campinas, Santo André, São Bernardo do Campo, Franco da Rocha e Buenos Aires, integram o Festival SACA.

Organizado pela Biblioteca e Centro de Pesquisa América do Sul – Países Árabes (BibliASPA), o evento com o apoio de instituições como a UNESCO, Secretaria de Educação e Cultura, Bibliotecas Públicas, Escolas, Universidades, CEUs, Museus, centros de cultura e pesquisa, consulados e embaixadas entre inúmeras instituições parceiras.

O MIS, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, integra a programação do SACA entre os dias 25 e 27 de março, com diversas atividades gratuitas (à exceção da Cafeomancia e produtos da Tenda gastronômica):

25.03, sexta-feira

  • 12h às 20h Tenda gastronômica
  • 14h Oficina de escrita árabe artística: O objetivo é explicar a importância do alfabeto árabe, o segundo mais utilizado no mundo, e propiciar aos participantes a oportunidade de conhecer uma das mais belas caligrafias que existem. A oficina é composta de duas partes: uma breve introdução teórica com apresentação de imagens, materiais visuais e estilos da caligrafia; e experimentação prática com a introdução das quatro primeiras letras do alfabeto árabe e palavras que podem ser formadas.  Sala de Educativo – 20 vagas;
  • 14h, 16h e 18h Apresentação de Dança ÁrabeÁrea externa;
  • 18h Mostra de Cinema América do Sul-Países Árabe (MASPA) –  filme “O Casamento de Rana”, Auditório MIS – 172 lugares.
  • 16h às 18h Palestra Arqueologia Síria: A destruição dos templos em Palmira: A palestra versará sobre a destruição dos templos de Palmyra, localidade ao centro da Síria que é considerada um dos mais importantes sítios arqueológicos do mundo. O evento abordará a importância histórica de Palmyra, seu papel nas rotas comerciais antigas e as consequências nefastas da destruição dos templos do sítio arqueológico. Palestrante: Dr. Ahmad Serieh, arqueólogo e pesquisador, PhD em monumentos e museus pela Universidade de Varsóvia, lecionou nas universidades de Washington, Roma, Madri e Viena. Foi diretor da Coordenadoria de Museus e Sítios Arqueológicos da Síria. Auditório MIS – 172 lugares – tradução simultânea.

26.03, sábado

  • 12h às 20h Tenda gastronômica
  • 14h, 16 e 18h Apresentação de Dança ÁrabeÁrea externa.
  • 14h às 20h Tenda Oráculos – Cafeomancia: Leitura na borra do café, com Vhida Alencar – R$ 80 cada sessão de 30 minutos. Tradição milenar, a Cafeomancia surgiu com povos do Oriente Médio e popularizou-se na cultura árabe a partir do Século XIV, chegando à Europa alguns séculos depois. A Leitura na borra de café busca interpretar, com foco no passado e futuro da cada indivíduo, seus aspectos emocionais, profissionais, espirituais e sentimentais.  Área externa.
  • 16h Palestra As mil e uma noites – A fala encantada da alma: Sahrazade é uma personagem mundialmente conhecida, mas pouco se fala a respeito da competência dessa mulher, que com uma estratégia inesperada e envolvente muda o destino de um reino.  A protagonista dessa grande obra, casa-se com o sultão Sahryar, um homem ofendido pela traição da antiga esposa. Ele resolve, então, a cada noite casar-se com uma virgem que era executada na manhã seguinte. Sahrazade aceita o desafio e escapa da morte contando estórias, sempre interrompidas com o raiar do sol. O sultão vai adiando sua decisão cruel por noites sem fim. Embora seja uma história escrita há mais de 11 séculos, é um relato altamente psicológico, uma vez que as sutilezas dos relacionamentos intra e extra pessoais são descritas com profundidade. Discutiremos a trajetória do casal em direção à construção de uma nova forma de ser, entendida como uma possibilidade de mudança para todo ser humano que se ocupe de realmente saber-se. Palestrante: Ana Maria Cordeiro, psicóloga, analista junguiana, membro da SBPA, Co-autora do livro “Mitologia Simbólica” e Autora do livro “Morte – a tarefa de quem fica” Auditório MIS -172 lugares.
  • 18h Mostra de Cinema América do Sul-Países Árabe (MASPA) – filme “E agora onde vamos?” , Auditório MIS – 172 lugares.
  • 19h Música árabe. Área externa
  • 19h30 Dança cigana. Área externa

 27.03, domingo

  • 12h às 20h Tenda gastronômica
  • 15h Palestra A arte da perfumaria oriental: A palestra versará sobre história da perfumaria oriental, sua origem e influência na vida das pessoas. Abordará também sobre as principais matéria-primas e o efeito que cada uma causa nos nossos sentidos, bem como sobre a presença dos perfumes na história de grandes personagens do mundo antigo e outras curiosidades que aguçam nosso interesse. Oferece uma pequena degustação olfativa provocando uma forte impressão sensorial. Palestrante: Júlia de Biase, da  Al Zahra – Auditório MIS 172 lugares
  • 17h Mostra de Cinema América do Sul-Países Árabe (MASPA): Filme: “Ali Zaoua – O princípe das Ruas”. Auditório MIS – 172 lugares.
SERVIÇO
Festival SACA no MIS
Data: 25 a 27 de março
Horário: Consultar programação
Museu da Imagem e do Som – MIS
Endereço: Avenida Europa, 158, Jardim Europa, São Paulo
Local: Auditório MIS
Capacidade: 172 lugares, área externa
Ingressos gratuito

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.
Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 23 março, 2016 13:06


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Era uma vez em Hollywood

Facebook