Espetáculo Killer Joe, reestreia no Teatro & Bar Cemitério de Automóveis

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 13 janeiro, 2016 10:03

Após duas temporadas de sucesso, em São Paulo e no Rio de Janeiro, o espetáculo KILLER JOE, reestreia dia 20 de janeiro, quarta-feira, às 21h, no TEATRO & BAR CEMITÉRIO DE AUTOMÓVEIS. Texto do dramaturgo americano Tracy Letts aborda temas como violência, desagregação familiar, drogas, corrupção e traição. Com direção de Mário Bortolotto, montagem reúne os atores Aline Abovsky, Ana Hartmann, Carcarah, Fernão Lacerda e Gabriel Pinheiro.

Em KILLER JOE, perseguido por traficantes, o jovem Chris Smith (Gabriel Pinheiro) elabora um plano para salvar a própria pele e envolve a família na jogada. Com a ajuda do pai, Ansel (Fernão Lacerda), e da madrasta, Sharla (Aline Abovsky), contrata o matador de aluguel Joe Cooper (Carcarah), conhecido como Killer Joe, para matar a própria mãe e dividirem o dinheiro do seguro. Tudo se passa em um trailler.

Texto de estreia do premiado Tracy Letts na literatura teatral, Killer Joe foi escrito em 1991 em homenagem a Holly Wantuch, companheira do dramaturgo. Dois anos mais tarde, em 1993, Killer Joe fez a sua estreia mundial no pequeno espaço Lab de Evanston, Illinois, em Chicago, e depois disso já foi encenado em 15 países em temporadas concorridas em Edimburgo, Nova Iorque, Londres, recebeu prêmios e foi traduzido para 12 idiomas.

Killer Joe ganhou mais popularidade ao ser adaptado para o cinema em 2011, sob direção de William Friedkin, tendo Matthew McConaughey no papel principal. “Conheci o texto por meio de uma cópia pirata do filme de William Friedkin, que é uma paulada, mas, a nossa montagem consegue ser ainda mais claustrofóbica e fiel ao texto original de Tracy Letts”, afirma o produtor e ator Carcarah.

A montagem de Mário Bortolotto mantém fidelidade ao texto de Tracy Letts, respeitando inclusive as indicações feitas pelo dramaturgo. Apesar de se tratar de uma família americana de meados dos anos 1970, as relações expostas ganham proporções universais, e são apresentadas de forma realista e crua, proporcionando força e veracidade à narrativa. Os personagens são complexos, engraçados e facilmente identificáveis no imaginário do público.

“É uma montagem realista, a começar pelo cenário, que tenta reproduzir fielmente um trailer americano onde muitas famílias costumam morar. A interpretação também é realista e tenta ser o máximo possível fiel ao que texto sugere. O filme de William Friedkin não me influenciou exatamente porque eu segui fielmente o que o texto de teatro estava pedindo e o filme adota algumas liberdades a que eu não me permiti”, afirma o diretor Mário Bortolloto.

O cenário, de Mariko e Seiji Ogawa, reproduz o trailer onde se passa toda a ação. A televisão, foco de atenção do personagem Ansel, preserva as indicações de programação contidas no texto original. Ajudam a compor a ambientação das cenas a música de Hank Williams e a trilha escolhida por Bortolotto, que inclui blues de Seasick Steve e músicas da banda Tito & Tarantula.

Espetáculo estreou em junho de 2014, no Teatro & Bar Cemitério de Automóveis, onde ficou em cartaz praticamente um ano e meio, com ingressos esgotados A peça foi considerada pelos críticos da Folha de São Paulo a segunda Melhor Estreia do ano, e a atriz Ana Hartmann ganhou o Prêmio Quem de Atriz Revelação. Em julho de 2015, a peça estreou no Teatro Poeira, no Rio de Janeiro, com uma temporada de casa cheia e muita repercussão.

SERVIÇO
KILLER JOE
Reestreia:
dia 20 de janeiro de 2016, quarta-feira, às 21h
Horário: Quarta e Quinta, às 21h
TEATRO & BAR CEMITÉRIO DE AUTOMÓVEIS
Endereço: Rua Frei Caneca, 384 – Consolação
Duração: 90 minutos
Classificação: 16 anos
Ingressos: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia)
Telefone: 2371-5743
Capacidade 35 lugares
Bilheteria funciona de sexta a domingo, uma hora antes do início do espetáculo
Acesso para deficientes
Ar condicionado
BAR
Aceita cartão. Informações sobre o espaço e atividades: site www.cemiteriodeautomoveis.com.br

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.
Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 13 janeiro, 2016 10:03


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Aprendiz de Espiã

Facebook