Sesc São José dos Campos recebe o espetáculo Vermelho Amargo

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 12 janeiro, 2016 11:04

Sesc São José dos Campos recebe o espetáculo Vermelho Amargo

No próximo sábado, dia 16, às 20h, o Sesc São José dos Campos recebe a Cia. Aberta que sobe ao palco para apresentar a peça Vermelho Amargo.

“Todos os dias — cotidianamente — havia tomate para o almoço. (…) Eu desconhecia se era mais importante o tomate ou o ritual de cortá-lo. As fatias delgadas escreviam um ódio e só aqueles que se sentem intrusos ao amor podem tragar. Sem o colo da mãe eu me fartava em falta de amor. O medo de permanecer desamado fazia de mim o mais inquieto dos enredos”.

O trecho do romance Vermelho amargo – vencedor do Prêmio São Paulo de Literatura 2012 na categoria Melhor Livro – foi o primeiro e único romance adulto do escritor mineiro Bartolomeu Campos Queirós, um dos grandes nomes da literatura infanto-juvenil brasileira, morto em 2012. De cunho autobiográfico, a obra traz um narrador em primeira pessoa que aborda a dolorosa infância.

É nesse contexto que a Companhia Aberta, do Rio de Janeiro, utiliza da metáfora para trazer ao palco o percurso das palavras do autor, revisitando sentimentos como o da perda precoce da infância, o desaparecimento e falecimento da mãe, a distância paterna, os maus-tratos de uma madrasta mesquinha e pouco cuidadosa e o esfacelamento dos laços fraternais.

Na adaptação, que teve a maior parte do texto original mantida, os atores Davi de Carvalho, Daniel Carvalho Faria e Vandré Silveira retratam a consciência da passagem do tempo, permeada pelo amadurecimento brutal de um homem, a memória, fé, ausência de uma pessoa que se ama e a possibilidade de refletir sobre as amarguras da vida.

A encenação apresenta trajetória de uma criança assustada pela ausência da mãe e pela imagem recorrente (e impregnada de significados) de como sua madrasta cortava o tomate para as refeições da família.

É ‘lendo através das letras’ que este menino acompanha a tentativa dos irmãos em suprir a ausência da mãe: o irmão, o mais velho, mastigava vidros. A irmã, a mais velha, bordava incansavelmente, a outra resolveu interromper a fala. Dona de um gato que não miava, a irmã mais nova passou a miar”, conta o ator Davi de Carvalho.

Dirigida por Diogo Liberano, que divide a adaptação da obra com Dominique Arantes, a montagem teve seu processo de montagem supervisionado pela atriz e diretora Vera Holtz.

Amiga de Bartolomeu Campos de Queirós há anos, Vera foi recrutada pelo próprio escritor a participar desta primeira transposição do romance para o teatro: “São jovens alegres, motivados e apaixonados. A aproximação com eles foi encomenda de véspera. ‘Cuida deles pra mim, Vera’. Assim sugeriu Bartolomeu e riu da inspirada ideia de encenar Vermelho Amargo. “Essa história agora vira ato e de fato ele estava certo, os garotos têm a inocência perfeita para trazer toda aquela profundidade ao palco”, explica a atriz.

Vera afirma que o trabalho de pesquisa da equipe foi muito apurado, o que auxiliou na fluência da montagem. “Tentei ajudá-los para que avançassem na compreensão do texto, procurando por alternativas e diferentes interpretações”, afirma.

“Feito a várias mãos, o espetáculo teve no processo colaborativo um elemento crucial para se chegar a esta abordagem muito própria e, ao mesmo tempo, totalmente fiel à obra de Bartolomeu: “O processo foi um verdadeiro encontro entre criadores que levantaram suas composições para a cena de uma forma muito atenciosa, de muita escuta, de muito diálogo, criando pontes e interlocuções com todos. Qualquer ‘ruído’ durante o processo criativo era de fato estímulo para a montagem. Nada era ignorado ou descartado. Tudo servia como referência para o trabalho”, contextualiza Daniel.

SERVIÇO
Vermelho Amargo
Data: 16, sábado, às 20h
Sesc São José dos Campos
Endereço: Av. Adhemar de Barros, 999 – Jd. São Dimas
Auditório
Capacidade: 126 lugares
Preço: R$ 5,00 a 17,00
Recomendação etária 14 anos

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.
Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 12 janeiro, 2016 11:04


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Brincando com Fogo

Facebook

Reino Gelado e a terra dos espelhos