Buscando projetos de linguagem inovadora, Ancine lança editais de R$ 40 milhões

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 23 dezembro, 2015 12:45

Buscando projetos de linguagem inovadora, Ancine lança editais de R$ 40 milhões

A ANCINE lançou dois editais do Programa Brasil de Todas as Telas – Ano 2: as Chamadas Públicas PRODECINE 05/2015, que selecionará projetos de linguagem inovadora com destinação inicial para as salas de cinema; e PRODAV 05/2015, que selecionará propostas de desenvolvimento de projetos de obras seriadas e não seriadas; e formatos audiovisuais para TV e salas de exibição, ambos por meio de concurso público.

Os editais cumprem o cronograma previsto pelo Calendário de Financiamento da ANCINE, compromisso assumido com o lançamento do Plano ANCINE + Simples, plano de ações para a qualificação da gestão do financiamento público do audiovisual.

A Chamada Pública PRODECINE 05/2015 se destina à seleção de projetos de produção independente de longa-metragem de ficção, animação e documentário, com foco em propostas de linguagem inovadora. O objetivo é investir em filmes com potencial de participação e premiação em festivais e que apontem para a experimentação, mas que também sejam capazes de dialogar com seu público-alvo e de realizar seu potencial comercial. As inscrições abrem hoje, dia 22 de dezembro, e encerram-se dia 26 de fevereiro de 2016.

Para esta linha, serão destinados R$ 30 milhões, em recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), respeitando-se os indutores regionais de no mínimo 30% dos recursos destinados a projetos audiovisuais de produtoras independentes localizadas nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste; e no mínimo 10% para projetos de produtoras independentes da região Sul ou dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo.

Em sua terceira edição, esta Chamada Pública já contemplou um total de 33 projetos, sendo 17, em 2013 e 16 projetos, em 2014. Entre eles, “Mulher do Pai”, da Okna Produções, premiado no Talent Highlight Pitch Award do Talent Project Market do Festival de Berlim 2011; e “Mormaço”, de Marina Meliande e Felipe Bragança, vencedor do Brasil CineMundi – 4th International Coproduction Meeting. Outros filmes já estão em fase de produção, como o documentário “Baía de Guanabara”, de Murilo Salles, e o longa de ficção “Pendular”, de Julia Murat.

Já a chamada PRODAV 05/2015 selecionará 70 propostas de desenvolvimento de projetos de obras audiovisuais seriadas e não seriadas destinadas aos segmentos de TV paga ou aberta, salas de exibição e vídeo por demanda (VOD). As inscrições vão de 23 de dezembro de 2015 a 28 de março de 2016.

Para esta linha serão destinados R$ 10 milhões, observada a seguinte distribuição: no mínimo 30% dos valores devem ser destinados a propostas apresentadas por empresas sediadas nas regiões Norte, Nordeste ou Centro-Oeste; e no mínimo 10% dos valores devem ser destinados a propostas apresentadas por empresas sediadas na região Sul, no Estado do Espírito Santo ou no Estado de Minas Gerais. Entre os proponentes serão admitidas também empresas brasileiras que não apresentem a atividade econômica de produção audiovisual.

Também aberta pelo terceiro ano consecutivo, esta linha de desenvolvimento já contemplou 175 propostas, sendo 86 em 2013 e 89 em 2014.

Saiba mais sobre o Programa Brasil de Todas as Telas

O Programa Brasil de Todas as Telas, lançado em julho de 2014, pela presidenta Dilma Rousseff, foi moldado para atuar na expansão do mercado e na universalização do acesso às obras audiovisuais brasileiras. O Programa, uma ampla ação governamental que visa transformar o País em um centro relevante de produção e programação de conteúdos audiovisuais, foi formulado pela ANCINE em parceria com o MinC, e com a colaboração do setor audiovisual por meio de seus representantes no Comitê Gestor do Fundo Setorial do Audiovisual – FSA.

O resultado do primeiro ano do Programa superou as metas estabelecidas. Foram 306 longas- metragens e 433 séries ou telefilmes apoiados. A aposta no investimento em desenvolvimento de projetos também foi bem sucedida, rendendo a estruturação de 55 núcleos criativos em todas as regiões do país, e projetando o desenvolvimento de 620 projetos.

O Programa Brasil de Todas as Telas – Ano 2 foi lançado no dia 1º de outubro, no Rio de Janeiro, em cerimônia com a presença do Ministro da Cultura, Juca Ferreira, garantindo a continuidade de uma política pública vigorosa para o audiovisual brasileiro.

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 23 dezembro, 2015 12:45


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

O MELHOR VERÃO DAS NOSSAS VIDAS

Facebook

Reino Gelado e a terra dos espelhos