‘Vlado – 30 anos depois’, de João Batista de Andrade, estreia no Curta! em comemoração aos três anos do canal

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 16 novembro, 2015 11:22

Importante personagem da História do Brasil, o jornalista Vladimir Herzog é o tema de “Vlado – 30 anos depois”, documentário de João Batista de Andrade, que estreia no Curta! na Sexta da Sociedade, dia 13. O filme conta, por meio de depoimentos de familiares e amigos, a história do jornalista assassinado pelo regime militar brasileiro em 1975. No mesmo dia, vai ao ar o primeiro episódio da série “Sobre Crimes e Castigos – Idade Penal”, de Marina Lima e Vini Andrade, que reúne opiniões de especialistas em segurança pública, representantes do governo e profissionais da área de direito sobre a redução da maioridade penal. Participam da série nomes como Chico Alencar, Marcelo Freixo e Luiz Eduardo Soares, que está no capítulo de estreia.

Canal Curta!-Vlado – 30 anos depois

No dia 10, na Terças das Artes, o Canal Curta! exibe “Pina”, do alemão Wim Wenders. O longa, que foi indicado ao Oscar 2012 de Melhor Documentário, acabou se tornando uma homenagem póstuma de Wenders à amiga. As filmagens começaram pouco antes da morte de Pina, em junho 2009, aos 68 anos.  O diretor traz um olhar do movimento corporal e da arte da dança, intercalando cenas dos espetáculos e entrevistas com bailarinos da Tanztheater Wuppertal, companhia de dança dirigida pela coreógrafa.

OA Vida É Curta!” da semana, na Quarta do Cinema, 11, traz um especial sobre Kléber Mendonça Filho com quatro estreias.  “Vinil Verde” é uma adaptação da fábula infantil russa “Luvas Verdes” e se passa no bairro Casa Amarelo, em Recife. No filme, uma mãe dá à filha uma caixa com discos de vinil antigos e coloridos e a proíbe de escutar o de cor verde. A filha desobedece e sempre que escuta o disco algo estranho acontece. Na sequência, “Eletrodoméstica”, que retrata a rotina da classe média na década de 90. Já “Noite de Sexta, Manhã de Sábado” conta as dificuldades de uma relação à distância entre um homem e uma mulher. Para fechar, “Recife Frio” mostra como uma estranha mudança climática muda a tropical cidade de Recife. No mesmo dia, o canal exibe “Bang-Bang”, o segundo episódio de “Jogo: Ato, Atalho e Vento”, longa de Marcelo Masagão baseado no livro “O Mal-estar da Civilização”, de Sigmund Freud, e exibido no Curta! em 17 capítulos.

Lygia Fagundes Telles é a autora da semana, na série “Mestres da Literatura”, dia 12, na Quinta do Pensamento. Membro da Academia Brasileira de Letras desde 1985, a escritora é conhecida por obras que abordam temas pouco explorados como a tristeza, paixões que não acabam e mistérios, mesclando sempre realidade com fantasia. O episódio vai a fundo em suas raízes na literatura com registros de seu primeiro livro “Porão e Sobrado”, publicado em 1938.

No domingo, 15, o canal exibe “A Praia e o Teatro”, segundo episódio da série “Anos 80”, de Darcy Burger. O documentário relembra acontecimentos relacionados à TV, à música, ao teatro e ao cinema. O seriado “Armação Ilimitada” que revolucionou a linguagem na TV; o surgimento do grupo “Asdrúbal trouxe o Trombone” que revelou uma geração de atores; as obras do Pier do Arpoador que se transformou em point de surfistas como Petit, fonte de inspiração de Caetano Veloso para a música “Menino do Rio” e o filme “Menino do Rio”, de Antonio Calmon, que levou centenas de pessoas aos cinemas são alguns dos destaques. Nos depoimentos, nomes como Kadu Moliterno, André de Biase, Pedro Cardoso, Hamilton Vaz Pereira e Miguel Falabella.

TERÇA DAS ARTES

“Pina” (documentário)

O documentário de Wim Wenders, indicado ao Oscar de Melhor Documentário em 2012, além de apresentar um olhar sobre o movimento corporal e a arte da dança, presta uma homenagem póstuma à coreógrafa e amiga de longa data do cineasta, Pina Bausch. No início dos anos 1970, Pina assumiu a direção da Tanztheater Wuppertal, companhia de dança que hoje leva seu nome. Aos 68 anos, a coreógrafa alemã faleceu em junho de 2009, pouco depois do início das gravações do documentário. Tendo filmado apenas quatro trabalhos para o longa – Le Sacre du Printemps, de 1975, Kontakthof, de 1978, Café Muller, de 1978, e Vollmond, de 2006 -, Wenders resolveu seguir com o projeto após a morte de Pina, intercalando cenas dos espetáculos com entrevistas e depoimentos dos bailarinos da companhia.

Diretor: Wim Wenders

Duração: 106 min. Ano: 2011

Exibição: 10 de novembro, terça-feira, às 22h

Horários alternativos: Dia 11 de novembro, quarta-feira, às 2h e às 16h / Dia 12 de novembro, quinta-feira, às 10h / Dia 14 de novembro, sábado, às 11h

Classificação: Livre

QUARTA DE CINEMA

A VIDA É CURTA! estreia quatro curtas do renomado diretor pernambucano Kleber Mendonça Filho.

O cinema de Recife vai tomar conta do “A Vida É Curta!” nesta quarta-feira com as estreias do diretor Kleber Mendonça Filho (“O Som Ao Redor”). Em “Vinil Verde” uma mãe dá a sua filha uma antiga caixa de disquinhos coloridos. A menina pode escutar todos, menos o verde. Já no curta “Noite de Sexta, Manhã de Sábado” um homem e uma mulher que mantêm um relacionamento conversam por telefone, ele no Brasil e ela na Rússia. Ali, em lugares diferentes, eles decidem sobre banalidades e também sobre o futuro da relação. No curta “Eletrodoméstica”, Mendonça faz uma crítica à classe média e sua vida domiciliar que mais parece um modelo de produção. Uma nova ótica sobre a capital de Pernambuco é apresentada em “Recife Frio” onde a paisagem tropical ganha uma tristeza pela nebulosidade.

Diretor: Kleber Mendonça Filho

Estreia: 11 de novembro, quarta-feira, às 20h

Classificação: Livre

“Jogo: Ato, atalho e vento” – “Bang-Bang” (documentário)

A série é um filme de montagem com trechos de 143 filmes de diretores de variados continentes.

Diretor: Marcelo Masagão

Duração: 3 min. Ano: 2015

Exibição: 11 de novembro, quarta-feira, às 22h10m

Horários alternativos: Dia 12 de novembro, quinta-feira às 2h10m e às 16h10m / Dia 13 de novembro, sexta-feira às 10h10m / Dia 14 de novembro, sábado às 3h10m e às 17h30m / Dia 15 de novembro, domingo às 10h

Classificação: Livre

QUINTA DO PENSAMENTO

“Mestres da Literatura” – Lygia Fagundes Telles (documentário)
Mistérios, paixões e invenções: a instigante obra de Lygia Fagundes Telles.

Diretor: Bruno Carneiro

Duração: 28 min Ano: 2007

Exibição: 12 de novembro, quinta-feira, às 20h30m

Horários alternativos: Dia 13 de novembro, sexta-feira, às 0h30m e às 14h30m / Dia 14 de novembro, sábado, às 20h30m / Dia 15 novembro, domingo, às 8h30m

Classificação: Livre

SEXTA DA SOCIEDADE

Sobre Crimes e Castigos: Luiz Eduardo Soares (documentário)

“Sobre Crimes e Castigos – Idade Penal” reúne opiniões de grandes especialistas em segurança pública, operadores do Direito, estudiosos da criminalidade e representantes dos três Poderes do Estado sobre a proposta de redução da idade penal. O primeiro entrevistado é Luiz Eduardo Soares, cientista político, antropólogo e professor da UERJ, um dos maiores especialistas em segurança pública do Brasil e autor de livros como “Elite da Tropa”.

Diretor: Marina de Lima Souza e Vinicius Andrade

Duração: 3 min. Ano: 2015

Estreia: 13 de novembro, sexta-feira, às 20h

Horários alternativos: Dia 14 de novembro, sábado, às 0h30m / Dia 15 de novembro, domingo, às 22h10m / Dia 16 de novembro, segunda-feira, às 13h30m / Dia 17 de novembro, terça-feira, às 7h30m

Classificação: Livre

“Vlado – 30 anos depois” (documentário)

A história do jornalista Vladimir Herzog, assassinado na prisão em 1975 durante o regime militar brasileiro, contada através de depoimentos de pessoas que conviveram com ele.

Diretor: João Batista de Andrade

Duração: 90 min. Ano: 2005

Estreia: 13 de novembro, sexta-feira, às 22h40m

Horários alternativos: Dia 15 de novembro, domingo, às 10h15m e às 22h15m / Dia 16 de novembro, segunda, às 16h10m / Dia 17 de novembro, terça-feira, às 10h10m

Classificação: Livre

DOMINGO

“Anos 80” – “A Praia e o Teatro” (série)

Os anos 80 foram uma época de grupos. No Rio de Janeiro, as obras do Pier do Arpoador no bairro de Ipanema transformou o local num point de surfistas. Lá, surgiram figuras lendárias como Petit, que inspirou a música “Menino do Rio” de Caetano Veloso. Na televisão, o seriado “Armação Ilimitada” da TV Globo revolucionou a linguagem do veículo. O longa-metragem “Menino do Rio” de Antônio Calmon que mostrava o universo da juventude carioca nas praias levou multidões aos cinemas. No Teatro, o Grupo “Asdrúbal trouxe o Trombone” revelou uma geração de atores talentosos como Regina Casé, Luiz Fernando Guimarães e Evandro Mesquita, entre outros. Depoimentos de Kadu Moliterno, André de Biase, Pedro Cardoso, Hamilton Vaz Pereira e Miguel Falabella

Diretor: Darcy Burger

Duração: 26 min. Ano: 2014

Estreia: 15 de novembro, domingo, às 21h30m

Horários alternativos: Dia 19 de novembro, quinta-feira, às 19h30m / Dia 20 de novembro, sexta-feira, às 5h30m e às 13h30m / Dia 21 de novembro, sábado, às 19h30m

Classificação: Livre

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 16 novembro, 2015 11:22


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Dora e a Cidade Perdida

Facebook

Reino Gelado e a terra dos espelhos