Caixa Belas Artes recebe mostra AFROFUTURISMO: CINEMA E MÚSICA EM UMA DIÁSPORA INTERGALÁCTICA

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 9 novembro, 2015 11:38

A CAIXA Cultural São Paulo apresenta “AFROFUTURISMO: CINEMA E MÚSICA EM UMA DIÁSPORA INTERGALÁCTICA”, que exibirá 21 filmes (entre longas e curtas-metragens) que abordam a diáspora negra pelo mundo e, até mesmo, fora dele. O projeto tem patrocínio Caixa e Governo Federal. As sessões acontecem no Caixa Belas Artes, entre 19 de novembro e 02 de dezembro.

CAIXA Cultural São Paulo-AFROFUTURISMO CINEMA E MÚSICA (1)

CAIXA Cultural São Paulo-AFROFUTURISMO CINEMA E MÚSICA (2)

CAIXA Cultural São Paulo-AFROFUTURISMO CINEMA E MÚSICA (3)

Os documentários, ficções e filmes experimentais da mostra combinam elementos de ficção científica histórica, fantasia, afro urbanidade e realismo fantástico, com cosmologias não-ocidentais. A proposta lança luz sobre a diáspora África-América, no passado e no futuro.

Mas, afinal, o que é AFROFUTURISMO?

O Afrofuturismo é uma manifestação artística que teve início na metade do século XX. Embora tenha começado a se desenvolver no campo musical, existem artistas do cinema, da literatura, da fotografia e das artes visuais que se inspiram na estética e no conceito do movimento.

Culturalmente, o termo aparece pela primeira vez nos anos 90, usado pelo teórico Mark Dery, incluindo as propostas de diversos artistas que trabalhavam questões afroamericanas pelas lentes da ficção cientifica e da tecnologia, não apenas no campo musical. Dessa forma, podemos destacar a produção literária de escritores como Samuel R. Delany e Octavia Butler, assim como os trabalhos de artistas visuais como Rammellzee e Cauleen Smith, na consolidação estética do movimento. Na música, os destaques ficam para nomes como Lee “Scratch” Perry e seu dub lunático e o jazz interplanetário de Sun Ra e sua “Arkestra”.

O objetivo da Mostra Afrofuturismo é exibir filmes que contem a história do movimento e, ao mesmo tempo, apresentar produções que estética e conceitualmente se inspiram nas propostas afrofuturistas.

Produções em destaques na mostra

A imensa maioria dos 21 títulos apresentados são inéditos no país. Os destaques internacionais ficam com “Space is the Place”, um blaxploitation cult com a participação do lendário jazzista Sun Ra (o filme é inédito no Brasil e será exibido em 35mm). Blaxploitation (ou blacksploitation) foi um movimento cinematográfico norteamericano, criado nos anos 70, caracterizado por filmes produzidos e estrelados por atores negros.

Além de Sun Ra, outros dois artistas emblemáticos deste movimento terão sessões em sua homenagem. O premiado escritor de ficção científica norteamericano Samuel R. Delany está representado em uma sessão dupla especial, em que serão exibidos um curta-metragem experimental dirigido pelo próprio escritor,“Orquídea/The Orchid”, e o documentário “Polymath”, no qual Delany fala sobre sua vida e seu trabalho. O dub deLee “Scratch” Perry também estará representado com o filme “The Upsetter” que aborda sua obra e carreira.

A afrofuturismo brasileiro surge em dois longas-metragens, “Bom dia, eternidade”, uma ficção hiperrealista sobre o cotidiano fantástico de uma família negra paulista, e “Branco Sai, Preto Fica”, filme que mistura elementos do documentário e da ficção científica para reescrever um evento trágico de brutalidade policial em Ceilândia (DF).

Além dos longas, quatro curtas marcam a presença brasileira na mostra: “Quintal”“Beatitude”“Rapsódia” e“Yansan”. Os três últimos, juntamente com o filme nigeriano Oyá: a ascensão dos Superorixás, compõem a sessão especial de curtas-metragens que mixam elementos da ficção científica com as tradições religiosas de matrizes africanas.

Além da exibição dos filmes, a mostra prevê a realização de uma palestra sobre as definições de Afrofuturismo, movimento pouco conhecido do público brasileiro. O debate tratará de questões relacionadas à transdiciplinaridade do Afrofuturismo, destacando sua influência para além do cinema, nos campos musicais, literários e das artes visuais. Também serão discutidas as formas como os artistas brasileiros de campos variados dialogam com a estética e o conceito do movimento. Esse bate-papo com o público acontece no sábado, 28 de novembro, às 18h30, também no Caixa Belas Artes, com entrada gratuita.

Programação:

Quinta-feira, 19 de novembro

16h – Sessão de curtas 1: Afronautas (Afronauts), Pumzi (Pumzi), Quintal, Robôs de Brixton (Robots of Brixton)
18h30 – Polymath: a vida e as opiniões de Samuel R. Delany (DVD / 2007 / 75min / 16anos) e Orquídea (DVD / 1971 / 32min / 18 anos)

Sexta-feira, 20 de novembro

16h – Sessão de curtas 2: Beatitude,  Oyá: a ascensão dos Superorixás (Oya: Rise of the Suporisha), Rapsódia para um homem negro, Yansan
18h30 – Branco Sai, Preto Fica (DCP / 2014 / 93min/ 12 anos)

Sábado, 21 de novembro

16h – Drylongso (Digital / 1998 / 86min / 12 anos)
18h30 – Space Is The Place (35mm / 1974 / 85min / 18 anos)

Domingo, 22 de novembro

16h – Bom dia, eternidade (DVD / 2010 / 98min / 10 anos)
18h30 – Crumbs (DCP / 2015 / 68min / 18 anos)

Segunda-feira, 23 de novembro

16h – Polymath: a vida e as opiniões de Samuel R. Delany (DVD / 2007 / 75min / 16anos) e Orquídea (DVD / 1971 / 32min / 18 anos)
18h30 – Sessão de curtas 1: Afronautas (Afronauts), Pumzi (Pumzi), Quintal, Robôs de Brixton (Robots of Brixton)

Terça-feira, 24 de novembro

16h – Sessão de curtas 2: Beatitude,  Oyá: a ascensão dos Superorixás (Oya: Rise of the Suporisha), Rapsódia para um homem negro, Yansan
18h30 – Bom dia, eternidade (DVD / 2010 / 98min / 10 anos)

Quarta-feira, 25 de novembro

16h – Crumbs (DCP / 2015 / 68min / 18 anos)
18h30 – Branco Sai, Preto Fica (DCP / 2014 / 93min / 12 anos)

Quinta-feira, 26 de novembro

16h – Drylongso (Digital / 1998 / 86min / 12 anos)
18h30 – Sun Ra: A Joyful Noise (Digital / 1980 / 60min / Livre)

Sexta-feira, 27 de novembro

16h – Ornette: Feito na América (Digital / 1985 / 85min / 12 anos)
18h30 – Upsetter: A vida e a música de Lee Scratch Perry (Blu-ray / 2008 / 95min / 18 anos)

Sábado, 28 de novembro

16h – Sun Ra: A Joyful Noise (Digital / 1980 / 60min / Livre)
18h30 – PALESTRA: AFROFUTURISMO NO BRASIL (entrada gratuita com retirada de senha no local)
23h30 – Space Is The Place (35mm / 1974 / 85min / 18 anos)

Domingo, 29 de novembro

16h – Upsetter: A vida e a música de Lee Scratch Perry (Blu-ray / 2008 / 95min / 18 anos)
18h30 – Uma supersimplicação da sua beleza (Blu-ray / 2012 / 84min / Livre)

Segunda-feira, 30 de novembro

16h – Nascidas em chamas (DVD / 1983 / 80min / 18 anos)
18h30 – Bem-vindo ao Terrordome (DVD / 1995 / 90min / 18 anos)

Terça-feira, 01 de dezembro

16h – Uma supersimplicação da sua beleza (Blu-ray / 2012 / 84min / Livre)
18h30 – Ornette: Feito na América (Digital / 1985 / 85min / 12 anos)

Quarta-feira, 02 de dezembro

16h – Bem vindo ao Terrordome (DVD / 1995 / 90min / 18 anos)
18h30 – Nascidas em chamas (DVD / 1983 / 80min / 18 anos)

Ficha técnica dos filmes:

Longas-metragens:

·         Bem-vindo ao Terrordome (Welcome II the Terrordome) – Ngozi Onwurah, 90 min, 1995, Reino Unido, 18 anos, DVD
·         Bom dia, eternidade – Rogério de Moura, 98min, 2010, Brasil, 10 anos, DVD
·         Branco Sai, Preto Fica – Adirley Queirós, 93min, 2014, Brasil, 12 anos, DCP
·         Crumbs (Crumbs) – Miguel Llansó, 68min, 2015, Etiópia/Espanha, 18 anos, DCP
·         Drylongso (Drylongso) – Cauleen Smith, 86 min, 1998, EUA, 12 anos, Digital
·         Nascidas em chamas (Born in Flames)- Lizzie Borden, 80 min, 1983, EUA, 18 anos, DVD
·         Ornette: Feito na América (Ornette: Made in America) –  Shirley Clarke, 85 min, 1985,  EUA, 12 anos, Digital
·         Polymath: a vida e as opinião de Samuel R. Delany (The Polymath, or The Life and Opinions of Samuel R. Delany, Gentleman) –  Fred Barney Taylor, 75min, 2007, EUA, 16 anos,

DVD

·         Space Is The Place (Space Is The Place) – John Coney, 85 min, 1974, EUA, 18 anos, 35mm
·         Sun Ra: A Joyful Noise (Sun Ra: A Joyful Noise) – Robert Mugge, 60min, 1980, EUA, Livre, Digital
·         Upsetter: A vida e a música de Lee Scratch Perry (The Upsetter: The Life and Music of Lee Scratch Perry) –  Ethan Higbee e Adam Bhala Lough, 95min, 2008, EUA, 18 anos, Blu-ray
·         Uma supersimplicação da sua beleza (An oversimplification of her beaty)- Terence Nance, 84min, 2012, EUA, Livre, Blu-ray

Curtas-metragens:

·         Afronautas (Afronauts) – Frances Bodomo, 14 minutos, 2014, EUA, Livre, Digital
·         Beatitude – Délio Freire, 15min, 2015, Brasil, Livre, Digital
·         Orquídea (The Orchid) – Samuel R. Delany, 32 min, 1971, EUA, 18 anos, DVD
·         Oyá: a ascensão dos Superorixás (Oya: Rise of the Suporisha) – Nosa Igbinedion, 12 min, 2014, Nigéria, Livre, Digital
·         Pumzi (Pumzi) – Wanuri Kahiu, 21min, 2009, Kenya, Livre, Digital
·         Quintal – André Novais Oliveira, 20min, 2015, Brasil, 16 anos, Digital
·         Rapsódia para um homem negro – Gabriel Martins, 24min, 2015, Brasil, 12 anos, Digital
·         Robôs de Brixton (Robots of Brixton) – Kibwe Tavares, 6 min, 2011, Reino Unido, Livre, Digital
·         Yansan – Carlos Eduardo Nogueira, 18 min, 2006, Brasil, Livre, Digital

SERVIÇO

Serviço:
Mostra “AFROFUTURISMO: UMA DIÁSPORA INTERGALÁTICA NO CINEMA E NA MÚSICA”
Data:
 de 19 de novembro a 02 de dezembro
Local: Caixa Belas Artes – Sala Aleijadinho
Endereço: Rua da Consolação, 2423
Telefones:  (11) 2894-5781
Ingressos: R$ 14 (Inteira) e R$ 7 (Meia)
Bilheteria: Das 13h até 20 minutos após o início da última sessão.
Lotação: 144 lugares
Horários: 16h (todos os dias), 18h30 (todos os dias) e 23h30 (aos sábados)
Classificação: Consultar programação
Acesso para pessoas com deficiência
Patrocínio:
 CAIXA e Governo Federal

*As informações são de responsabilidade de seus organizadores e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 9 novembro, 2015 11:38


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Dora e a Cidade Perdida

Facebook

Reino Gelado e a terra dos espelhos