Série “Sons Urbanos”, do Canal Bis, registra como a música vem ganhando a rua em todo o mundo

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 5 novembro, 2015 10:09

A música cada vez mais vem ganhando as ruas. E de novembro a janeiro, no Canal Bis, a série Sons Urbanos leva à TV o registro deste movimento. Mais uma criação dos diretores Elisa Kriezis e Rodrigo Pinto, os mesmos da elogiada série documental Minha Loja de Discos, que está em sua terceira temporada também no Bis.

Sons Urbanos The Thirst Londres

Sons Urbanos registra cerca de 40 shows em países distintos como Inglaterra, França, Grécia, Israel, Suécia, Argentina e Brasil, mostrando artistas que se tornaram astros nas ruas de suas cidades. “Por conta de Minha Loja de Discos, acabamos viajando muito e, como usamos muito transporte público, sempre nós deparamos com artistas geniais tocando nas ruas. Daí nasceu a ideia de documentar suas performances”, explica Elisa.

A série traz registros exclusivos dos artistas, muitas vezes em pontos turísticos lotados, como o Arpoador, no Rio, ou no Mauerpark, em Berlim, e também os que usam pequenas ruas e mercados como plataforma para mostrar sua música.

“Em Londres, em plena Oxford Circus, gravamos o The Thirst (foto), uma banda indie que dirige um antigo táxi londrino pela cidade, tocando em lugares cheios de gente. Os caras vivem disso, tem vários hits que chegam ao público nos shows de rua. E ainda vende centenas de discos todo dia. Esses caras são populares mesmo”, comenta Rodrigo. “Já nos metemos em encrenca com a prefeitura, com lojas locais, com um cara que tentou desligar o som. Mas não estamos nem aí, desligamos o cara”, conta rindo Mensah Hart, cantor e guitarrista do grupo, umas das atrações do episódio de estreia.

Outros destaques são a sul africana Alice Phoebe Lou, dona de uma voz poderosa e delicada, capaz de juntar centenas de pessoas em cada performance de meia hora nas ruas de Berlim. Ou ainda o talentoso Johnny Holiday, que canta canções charmosas e imita um trompete com os lábios, fazendo dançar os frequentadores do popular Columbia Flower Market, em Londres. E também o conjunto de jovens vozes masculinas Dhothe Kithe, na praça Syndarma, em Atenas.

Sons Urbanos Beach Combers Rio de Janeiro

Sons Urbanos Muchatrella Grécia
A atração mostra também os mais conhecidos artistas que tomaram as ruas de Rio e São Paulo de assalto. Incluindo as performances viscerais dos grupos de rock cariocas Astrovenga e Beach Combers (foto), este último conhecido pelo seus indefectíveis uniformes branco e vermelho e a mistura de surf music dos anos 60 com psicodelia instrumental. “Começamos a tocar na rua atrás de aventura, e conseguimos muito mais que isso. Conhecemos todo um público que não tinha acesso à nossa música, vendemos mais de mil CDs e vinis em seis meses, crescemos e amadurecemos como músicos, instrumentistas e, principalmente, como trio”, diz Bernar Gomma, guitarrista do power trio. “Em contrapartida, enriquecemos culturalmente as ruas de nossa cidade. Algumas pessoas pensam que quem toca na rua está pedindo esmola. Estamos aí pra quebrar essa ideia antiquada e preconceituosa”.  Já em SP estão no cardápio a fusão de folk e bluegrass dos Mustaches & Os Apaches e o groove certeiro do Chaiss na Mala, entre outros.

“Gravamos em trens, calçadas, parques, cantinhos e grandes praças. Tivemos que nos adaptar ao estilo guerrilha da vida destes músicos para mostrar de perto seu trabalho”, acrescenta Rodrigo. “A ideia foi levar para tela o som e as imagens que ouvimos quando estamos bem perto dos artistas de rua, uma experiência que só acontece ao ar livre e nas grandes cidades. E encontramos artistas maravilhosos, que mudam a vida de quem anda pelas ruas”, completa Elisa.

Sons Urbanos
De 10 de novembro a fevereiro, no Canal Bis
Estreia de um novo episódio todas as terças-feiras, às 19h30
Reprises: quartas, às 11h40 l sextas, às 9h15 e 20h l sábado, 16h l domingo, 18h e 3h30 l segundas, 4h30

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 5 novembro, 2015 10:09


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

MIB: Homens de Preto

Facebook

Kardec