Estreia o terceiro episódio da websérie Le Tour Du Monde

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 16 outubro, 2015 14:04

Está no ar no Youtube o terceiro episódio da websérie Le Tour Du Monde, que mostra o processo de gravação da música “Leather Jacket”, em Berlim.

Na capital da Alemanha, Lucas Mayer e Iris Fuzaro conheceram personagens que fizeram toda a diferença na composição da música, como o beat box player Das Friedel  e cantora sul-africana Alice Phoebe. Segundo terceiro episódio pode se visto logo abaixo.

A voz da cantora Alice Phoebe encantou o casal logo no primeiro momento. A artista costuma se apresentar aos domingos no Mauerpark, o parque do muro, conhecido por abrigar um karaokê ao ar livre e por concentrar num único lugar diversos músicos de rua. Nesse parque, Lucas e Iris também conheceram Das Friedel, que deu uma pitada eletrônica ao universo acústico e folk da dupla.

Pelo caminho, conheceram ainda o casal de brasileiros Ricardo Wolf e Paula Lessa, ambos publicitários que moram na cidade há alguns anos.

“O Ricardo nos contou que logo que chegou à cidade um senhor falou a seguinte frase: poets write about love and weather (em tradução livre significa poetas escrevem sobre amor e o tempo), que virou o refrão da música “Leather Jacket”, que foi gravada em inglês e português”.

Le Tour Du Monde-Lucas Mayer-Iris Fuzaro

O vídeo binaoral (técnica de gravação e reprodução que utiliza dois microfones com a intenção de criar uma sensação de som estéreo 3D para o ouvinte, isto é, de som ambiente), foi gravado em Teufelsberg (montanha do diabo, em alemão), local que já foi uma academia militar durante o nazismo e um centro de espionagem durante a Guerra Fria. Hoje, o local é ocupado por artistas, sem-teto e virou um ponto turístico muito conhecido na cidade.

Projeto

A ideia do projeto nasceu da música “Only”, composta por Lucas para Iris em uma viagem que ele fez sozinho para Waikiki, no Hawaii. A música foi composta à beira mar, com apenas um microfone, um Ukulele raro de oito cordas e a inspiração que o local proporcionou. O resultado foi surpreendente, então eles tiveram a ideia de transformar essa experiência em uma websérie, que em cada episódio retratasse a viagem por diferentes países e uma música nova produzida no local. “Only” pode ser ouvida em: http://www.rdio.com/artist/Lucas_Mayer/album/Only/

O objetivo de “Le Tour Du Monde” é apresentar um novo formato musical para o público. Viajando pelo mundo e captando a essência musical de cada local, Lucas, que é músico e produtor, e Iris, sua namorada e compositora, estão criando e produzindo músicas fora do estúdio, ou seja, em parques, ruas, praias, e nos diversos cenários que cada lugar oferece. Os instrumentos descobertos nesses países são as grandes estrelas das músicas, que também estão recebendo contribuições de músicos locais que o casal conhecer pelo caminho. Os onze episódios, que vão ao ar quinzenalmente às terças-feiras, mostram todo o processo de criação das músicas, que envolve a rotina, intimidade e as descobertas de cada lugar que estão sendo registradas pelo próprio casal, com direção de Bruno Jorge.

O casal vai viajar por dez países, começaram por Nova York (EUA), onde gravaram o primeiro episódio, foi possível conferir a criação da música “Summer”, gravada com o instrumento Merlim (de quatro cordas e origem Celta) e conta com a participação de Paul Hammer, vocalista da banda Savoir Adore. Dos EUA, eles seguiram para Amsterdã (Holanda), onde gravaram a música Autour du Monde”, e depois, seguiram de carro, para as cidades Colonia, Hamburgo e Berlim (Alemanha), onde gravaram a música “Leather Jacket”. Em seguida, vão para Budapeste (Hungria), Istambul (Turquia), Atenas (Grécia), Bangkok e Phi Phi (Tailândia), Bali (Indonésia), Tóquio (Japão), Los Angeles (EUA) e Tulum (México). Seguindo o mesmo processo de captação e roteiro, e passando por lugares inéditos para os dois, que desejam descobrir, juntos, novas culturas musicais, da forma mais intuitiva possível.

Além da websérie, as músicas serão transformadas em um álbum que será lançado após a viagem. Já no segundo semestre de 2016, toda a aventura se tornará um documentário, que vai retratar a viagem, criações das músicas e as demais aventuras que o casal vivenciar.

As músicas inéditas também estarão disponíveis na plataforma Rdio (http://www.rdio.com/people/LeTourDuMonde/playlists/13479098/LeTourDuMonde/). Cada música terá também um clipe especial gravado em formato binaural, que o público poderá ter a percepção de realmente estar no ambiente gravado.
O projeto está em votação para participar da próxima edição do SXSW (South by Southwest – festival que reúne música, cinema e tecnologia em Austin, EUA). Mais informações no link: http://panelpicker.sxsw.com/vote/47727

Lucas e Iris

Os dois estão juntos há dois anos, Lucas Mayeré gaúcho, mas mora em São Paulo há mais de 15 anos. Começou a carreira de músico e produtor musical ainda em Porto Alegre. Mayer já foi sócio da Menina Produtora e lecionou Produção de Som na ESPM. Atualmente, é dono da produtora DaHouse Audio, do selo de licenciamento DaFne Music, e Diretor Musical do Sofar Sounds Brasil. Além de se manter como inspirador do blog InspirAd, do Reclame do Multishow, Mayer também realizou a composição de trilhas sonoras de três longas-metragens e 5 curtas-metragens. O último foi o curta “Dá Licença de Contar”, de Pedro Soffer Serrano, que ganhou o Prêmio Canal Brasil de Curtas e Melhor Curta-metragem pelo júri da crítica do 43° Festival de Gramado, que aconteceu este ano. Lucas ainda mantém workshops sobre produção de trilha sonora, The FilmScore Workshop, que já participou do Miami Short Film Festival, SXSW, Festival Path, entre outros.

JáIris Fuzaro é formada em Publicidade e Propaganda pela Cásper Líbero, atuou como creative e strategic planner em grandes agência de publicidade, como África e Mullen Lowe (antiga BorghiLowe), especialmente com marcas com plataformas de música, como Axe e Budweiser. Recentemente, trabalhou na Vevo, plataforma de entretenimento e vídeos de música, desenvolvendo projetos especiais com artistas locais e algumas marcas.

Diretor

Bruno Jorge é formado em Direção de Documentários pela ESEC (École Supérieure Libre d’Études Cinématographiques), em Paris, e fez curso de extensão Master 1 em Artes do Espetáculo na ULG, na Bélgica. Escreveu, dirigiu e editou mais de 15 curtas e médias-metragens ao logo da carreira, incluindo ficções e documentários. Os filmes de Jorge já foram selecionados e premiados em diversos festivais pelo mundo, com destaque para o Festival de Cannes, na França, e o Festival de Rotterdam, na Holanda. Ainda esse ano, Jorge lança seu segundo longa-metragem “O que eu poderia ser se eu fosse”.

O cineasta Bruno Jorge já dirigiu Lucas Mayer no documentário “Call Me Lolla”, curta filmado em Nova York que estreou em maio deste ano e mostra o processo de gravação do EP da banda homônima, formada por Lucas, sua irmã Brenda Mayer, Zé Mazzei e Tiago Ritter.

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 16 outubro, 2015 14:04


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Era uma vez em Hollywood

Facebook

Socorro Virei uma Garota!