Com tradição mundial na atividade, Brasil celebra Dia do Cosplayer nesta terça (21)

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 21 julho, 2015 13:26

Em 1998, o paulistano Juno Cecilio era apenas um entre os muitos fãs de mangás e animes, os desenhos japoneses que ganharam fama no Brasil na década de noventa com Os Cavaleiros do Zodíaco, Yu-Yu Hakusho e Dragon Ball, entre outros. Ao participar de um evento dedicado a esses temas, ficou encantado com a personificação dos heróis que assistia pela TV.

A partir de então, entrou de cabeça no universo cosplay, acrônimo das palavras “costume” e “play” (respectivamente “fantasia” e “jogar/brincar” em inglês). A atividade, que consiste em se fantasiar e, por vezes, interpretar um ou mais personagens da ficção, se destaca pelo tempo, investimento e dedicação dos chamados cosplayers. São eles que providenciam os materiais para a confecção, montam a apresentação, trabalham a interpretação e o cenário, gastando até mais de R$ 5 mil.

“Minha primeira fantasia, criada em 2000, foi inspirada no personagem principal do jogo Mega Man. Nos anos seguintes, participei de várias competições e, em 2009, fiquei em 6º lugar no maior concurso do mundo organizado no Japão”, relembra Juno. Os participantes brasileiros já venceram a competição em três ocasiões – 2006, 2008 e 2011 –, garantindo ao país o status de potência mundial do gênero.

A atividade que conquistou Juno e colocou o Brasil em posição de destaque celebra seu Dia Nacional em 21 de julho. Graças a diversos eventos realizados no país, o hobby se popularizou por aqui entre entusiastas de desenhos animados, filmes, jogos e histórias em quadrinhos a partir do início da década passada, e hoje reúne centenas de pessoas em concursos e feiras que premiam as melhores fantasias.

CCXP – Comic Con Experience 2015-Dia do CosplayerCosplay na CCXP

Juno também foi o destaque da primeira Comic Con Costume and Play Order (C3PO), organizada pela Editora JBC e realizada dentro da edição 2014 da Comic Con Experience – CCXP (www.ccxp.com.br). Fantasiado de Skull Kid, personagem icônico da série de jogos Zelda, o jovem venceu e garantiu o título de Master Cosplay, que carregará até a CCXP 2015. O concurso, que ganhará segunda edição neste ano, gerou grande repercussão por conta de uma das ações mais curiosas do evento: o pedido de casamento do cosplay Gavião Arqueiro para a Viúva Negra em plena competição.

Segundo Juno, a disseminação dessa cultura entre os mais jovens será seu grande legado. “Quero perpetuar essa atividade que foi e ainda é muito importante para mim e outros como eu. Se alguém que não conhece a atividade se interessar por cosplay, já considero minha missão cumprida”, finaliza.

A CCXP – Comic Con Experience 2015 acontece de 3 a 6 de dezembro no São Paulo Expo, antigo Expo Imigrantes, próximo à estação Jabaquara do Metrô, com conteúdos para fãs de quadrinhos, cinema, programas de TV, desenhos animados e outras áreas da cultura pop. Mais de 120 mil pessoas são esperadas nos quatro dias. Os ingressos já estão à venda no site oficial. Para saber mais sobre o maior evento de cultura pop do país.

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 21 julho, 2015 13:26


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Era uma vez em Hollywood

Facebook