25ª edição do Arte de Portas Abertas em Santa Teresa

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 17 julho, 2015 17:37

Santa Teresa vai ficar, mais uma vez, repleta de arte! Está chegando um dos eventos mais queridos da cidade: a 25ª edição do Arte de Portas Abertas, nos dias 25 26 de julho, sábado e domingo, das 10 às 18hs.

O Arte de Portas Abertas, organizada pela Associação dos Artistas Visuais de Santa Teresa – Chave Mestra, é sempre uma festa! O bairro se prepara para receber o público: as casas são pintadas, novos espaços criados e os artistas se movimentam na preparação dos ateliês e de suas exposições para receberem o público. É quando tem a oportunidade de mostrar aos milhares de visitantes sua alma, sua tradição que acolhe a arte desde o início do século passado como uma vocação especial que se renova.

Ao propor a abertura sincronizada de ateliês e espaços culturais do bairro, o evento, que recebe uma média de público de 30.000 visitantes, tornou-se algo único no calendário cultural da cidade, com a oportunidade de conhecer os artistas e o processo de criação de suas obras em seu próprio universo de trabalho.

Neste ano os preparativos estão redobrados porque, além dos 25 ateliês que abrirão suas portas desnudando a oficina dos artistas, dos 15 espaços de cultura, dentre eles os museus federais e os centros municipais, Santa Teresa terá também, junto com os 65 artistas participantes, uma grande galeria de arte a céu aberto.

Artistas inscritos na Galeria do Poste, para fazerem instalações artísticas em postes de rua, já tradicionais em Niterói e outros locais da cidade, farão intervenções nos postes do circuito do Largo do Curvelo até o Largo das Neves, com trabalhos de arte urbana feitos exclusivamente para o evento. Numa parceria com a Chave Mestra, esta intervenção artística acontecerá no dia 25, sábado, e permanecerá no bairro após o evento e está aberta a todos artistas que queiram participar (inscrições: galeriadoposte@gmail.com).

E, em dias de festa, a mesa é farta! O roteiro gastronômico, que dá suporte para que os visitantes permaneçam durante todo dia na visitação dos ateliês e passeiem pelas ruas de pedra e ladeira floridas, traz 14 restaurantes com cardápio especial para a ocasião. É só conferir.

Postes como suporte da arte pública, exposições coletivas e individuais, oficinas, performance e intervenções onde a natureza instiga o artista em locais especiais como no Museu da Chácara do Céu, no Museu Casa Benjamin Constant e no Centro de Artes Calouste Gulbenkian na Praça Onze, onde, além da ocupação de suas galerias, haverá a exposição Índice, com trabalhos de todos os artistas que participam do evento.

À disposição do público, gravuras, desenhos, pinturas, aquarelas, esculturas, fotografias, cerâmicas, infoarte, designs, objetos, maquetes, instalações e arte popular. Uma produção diversificada, com utilização de diferentes conceitos e materiais, que dão um panorama do que se tem feito na arte contemporânea brasileira – e a democratizam com preços acessíveis.

Nos últimos anos o bairro tem sofrido com a ausência do seu querido bondinho e suportado a obra que avança lentamente na esperança de vê-lo novamente circular sobre os trilhos que cortam suas ruas, mas mantém seu charme e resiste no confronto com uma realidade adversa e abre, com alegria, suas portas para quem quiser entrar, agora com calçadas já transitáveis. Mas a produção pede que as pessoas evitem ir de carro.

O Arte de Portas Abertas traz os artistas que fazem parte da própria história centenária do bairro e que dela se realimentam, ao mesmo tempo em que num mesmo movimento a mantém viva e contemporânea.

Rafael Guirra
Por Rafael Guirra 17 julho, 2015 17:37


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Era uma vez em Hollywood

Facebook

Socorro Virei uma Garota!