Divulgados os filmes selecionados para os Encontros com o Cinema Brasileiro com o Festival de Havana

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 14 julho, 2015 17:33

Divulgados os filmes selecionados para os Encontros com o Cinema Brasileiro com o Festival de Havana

A ANCINE divulgou nesta segunda-feira, 13 de julho, a lista de filmes escolhidos pela curadora Zita Morriña, do Festival Internacional do Novo Cinema Latino-Americano de Havana, para exibição na primeira etapa da 11ª edição do Programa Encontros com o Cinema Brasileiro. Bem impressionada com o material recebido nas inscrições, ela pediu para incluir quinze longas-metragens nas sessões exclusivas que assistirá entre os dias 16 e 19 de julho, no Centro Cultural Banco do Brasil, no Rio de Janeiro. Inicialmente a lista seria formada por apenas doze títulos.

Foram selecionados para projeção os seguintes longas-metragens:

“Através”, de André Michiles, Diogo Martins e Fábio Bardella (Estrangeira Filmes),
“Big jato”, de Claudio Assis (República Pureza),
“Clarisse ou Alguma coisa sobre nós dois”, de Petrus Cariry (Iluminura Filmes),
“Das profundezas”, de Penna Filho (Adalberto Penna Produções Cinematográficas),
“Engenho de Dentro”, de Roberto Berliner (TV Zero),
“A floresta que se move”, de Vinicius Coimbra (EH Filmes),
“A frente fria que a chuva traz”, de Neville D´Almeida (República Pureza),
“Linha de fuga 2.0”, de Alexandre Stockler (A Exceção e a Regra),
“Love Film Festival”, de Manuela Dias (República Pureza),
“Maresia”, de Marcos Guttman (Solar Filmes),
“Oração do amor selvagem”, de Chico Faganello (Filmes que Voam),
“Para minha amada morta”, de Aly Muritiba (Grafo Audiovisual),
“Prova de coragem”, de Roberto Gervitz (M Schmiedt Produções),
“Todas as cores da noite”, de Pedro Severien (Orquestra Cinema Estúdios), e
“Travessia”, de João Gabriel (Zona de Produção).

Quatro entre os quinze filmes foram realizados por empresas produtoras associadas ao Programa Cinema do Brasil, parceiro dos Encontros. A curadora terá ainda a oportunidade de montar uma agenda própria de reuniões com realizadores e produtores brasileiros durante sua estadia no Brasil. Os responsáveis pelos filmes inscritos não selecionados para as sessões podem, caso haja interesse, enviar suas obras em DVD para que sejam entregues à curadora pela equipe do programa.

A ANCINE deve anunciar em breve a abertura de inscrições para a segunda etapa desta edição dos Encontros, que será com o Festival Internacional de Documentários de Amsterdã – IDFA, na Holanda.

Como funcionam os Encontros com o Cinema Brasileiro 

O programa Encontros com o Cinema Brasileiro é uma iniciativa da ANCINE, em parceria com o Ministério das Relações Exteriores (MRE), e com o apoio do Programa Cinema do Brasil, com o objetivo de aumentar a visibilidade do cinema brasileiro no mercado internacional, investindo na aproximação das relações com os curadores dos principais festivais do mundo.

A participação dos festivais em cada etapa do programa é definida levando em conta o calendário de cada um, para que os encontros aconteçam no período em que está efetivamente sendo feita a escolha dos filmes que integrarão sua programação. Em edições anteriores, já vieram ao Brasil curadores de festivais internacionais de cinema como os de Cannes, Veneza, San Sebastián, Locarno, Toronto, Roterdã, Berlim, BAFICI, Sundance e Roma.

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 14 julho, 2015 17:33


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Era uma vez em Hollywood

Facebook