Globo lança ‘Livro Ilustrado Oficial – 50 anos de Novelas’

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 18 maio, 2015 10:29

Em seus 50 anos, a Globo criou mais do que apenas um gênero de ficção. Criou histórias que emocionam, divertem, mobilizam, que fazem parte do dia a dia de milhares de brasileiros em todo o país. Uma relação única que a marca desenvolveu com o seu público, que fez com que o hábito de assistir novelas só seja menor do que o hábito de comer e dormir, segundo o Ibope. E cada uma das pessoas que viveram e se emocionaram com cenas dramáticas, com personagens inesquecíveis, que viveram modismos e comportamentos que marcaram época, terão a chance de construir seu próprio acervo de colecionador. A partir do próximo dia 14 chega às bancas em todo o Brasil o ‘Livro Ilustrado Oficial – 50 anos de Novelas´, que promete ser um resgate da memória afetiva de diversas gerações que viveram os momentos mais marcantes das novelas da Globo.

Livro Ilustrado Oficial - 50 anos de Novelas-01

Com cerca de 80 páginas e mais de 400 figurinhas, o álbum é dividido em 14 seções. Histórias e aberturas memoráveis, personagens emblemáticos, casais e vilões que ficaram na memória, barracos e bordões que marcaram época ilustram as páginas do livro. O colecionador também poderá relembrar as tendências da moda que nasceram nos folhetins, as principais causas sociais que mobilizaram o Brasil, além de grandes finais inesquecíveis da TV. Tudo recheado pelo texto de Mauro Alencar, um dos maiores especialistas em Teledramaturgia.

Criado pela área de Licenciamento da Globo, em parceria com a Panini, o ‘Livro Ilustrado Oficial – 50 anos de Novelas´ será encartado nos principais jornais e revistas de celebridades do país, e estará disponível em bancas (o álbum será vendido a R$ 6,50, e o pacote com 5 figurinhas a R$ 1,00).

Figurinhas autografadas

Uma surpresa pode tornar essas memórias colecionáveis ainda mais reais. Em uma ação exclusivamente criada para gerar ainda mais desejo e suspense para o colecionador, diversos artistas participaram de uma sessão de autógrafos de figurinhas no Projac. Os autógrafos foram feitos individualmente, de próprio punho por uma estrela do elenco, o que torna o álbum ainda mais especial. São milhares de chances de encontrar a assinatura de um ídolo.

Os fãs podem se deparar, por exemplo, com um autógrafo de Tony Ramos. O ator assinalou figurinhas como a dos gêmeos de “Baila Comigo” (1981). Além do próprio nome, o veterano da TV mandou mensagens carinhosas para os fãs, como “meu carinho” e “um beijo”.

“É impossível destacar uma memória isolada desses anos de televisão. Mas sei que as recordações são genuínas quando o povo me aborda na rua pelos personagens mais antigos”, refletiu Tony.

A Griselda de “Fina Estampa” (2011), Lilia Cabral se encantou com a homenagem aos folhetins desse meio século: dos mais antigos aos mais recentes. O nome dela também está escrito a mão nos cromos.

“Olhar para esse álbum é lembrar da minha infância. De quando assisti a muitas dessas novelas e de quando colecionava figurinhas. Toda criança tem esse momento, e o maior prazer é completar a coleção”, comemorou.

Apresentadora do “Esquenta”, Regina Casé é um dos rostos homenageados também. A imagem exuberante de Tina Pepper, de “Cambalacho” (1986), tem a assinatura da atriz e alguns desenhos carinhosos, como estrelas, corações e raios de sol. Ela garantiu que será uma colecionadora assídua. “Vou comprar o álbum com certeza. Adoro essas novidades que o povo gosta, que todo mundo tem. Dá um sentimento de comunhão, pois me sinto igual a todo mundo. E novela é uma paixão: adoro fazer e assistir”, disse.

Como Maria do Carmo em “Senhora do Destino” (2004), Suzana Vieira mostrou sua veia de rainha de bateria na Marquês de Sapucaí, como já vem exercendo na vida real há 18 anos. A empresária da trama está na Avenida em um dos cromos autografados pela atriz. “Foi uma grande alegria levar a Maria do Carmo para a Sapucaí e desfilar na vida real no mesmo ano”, recordou-se. Antagonista na mesma trama, Renata Sorrah é homenageada no Livro Ilustrado como Nazaré Tedesco e como Heleninha Roitman (de “Vale Tudo”, de 1988). “Essas duas figurinhas vão ser bastante disputadas pelo público, pois são muito populares até hoje”, alegrou-se a atriz.

Sucesso da nova geração, Rodrigo Simas é um dos rostos que estampa a capa do álbum. O jovem ator autografou figurinhas do seu personagem Beto, de “Boogie Oogie” (2014), e espera fazer tantos outros personagens marcantes nos folhetins.

“Nossa vida é marcada por novelas. A gente sempre lembra do que estava fazendo quando determinada trama estava no ar. Ver esse álbum dá garra para viver os próximos 50 anos da emissora”, vibra.

Luiz Guirra
Por Luiz Guirra 18 maio, 2015 10:29


Escreva um comentário

Nenhum comentário

Ainda não há comentários!

Não existem comentários ainda, mas você pode ser o primeiro a comentar este post.

Escreva um comentário
Leia os comentários

Escreva um comentário

O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados*

Era uma vez em Hollywood

Facebook